PROPAGANDA

[BR SUB 20] Athletico volta mal na segunda etapa e perde para Botafogo de virada


Na tarde deste sábado (27), o Athletico recebeu o Botafogo no Estádio Francisco Muraro pela 7ª rodada do Brasileirão Sub 20. Após fazer um bom primeiro tempo e sair na frente com Brener, o Furacão voltou mal para a etapa final e foi dominado pelo escrete alvinegro, que pressionou e chegou a virada com gols de Gabriel e Rhuan. O escrete rubro-negro amargura a 15ª colocação na tabela e chegou ao quinto jogo sem vitória no torneio.

#SUB-20

PRÉ-JOGO: O Furacão precisava reencontrar a vitória. Após seis jogos, o triunfo só tinha vindo contra o São Paulo, na segunda rodada. De resto, uma derrota e três empates, sendo o último sem gols contra o Cruzeiro, na rodada anterior, em Belo Horizonte. O Botafogo também chegava pressionado para buscar a vitória após perder em casa para o Sport.


O EMBATE: A partida começou equilibrada. O Botafogo chegou pela primeira vez aos 11'. Rhuan fez boa jogada e chutou para boa defesa de Bento. Três minutos depois o Furacão respondeu, após boa jogada pelo meio e tocou para Luiz Fernando, que chutou cruzado para fora. Aos 18' o Rubro-Negro abriu o placar. Vinicus Mingotti saiu da área e cruzou rasteiro para Brener, que chegou de trás para fazer a função do camisa 9 e marcar.

O Furacão buscava fechar os espaços para manter o resultado favorável. As chances também apareciam. Aos 29' Jaderson fez outra boa jogada individual e arriscou, com a bola indo por cima do gol. Aos 33' o camisa 8 arrancou novamente pelo meio e tocou para Brener, que arriscou da entrada da área e obrigou Andrew a fazer boa defesa. Na cobrança de escanteio, a bola de Kleiton cruzou a área, bateu no peito de Mingotti e foi para fora mansamente.


Atrás no marcador, o Fogão começou a subir a marcação e voltou a assustar aos 39'. Caio Alexandre roubou a bola de Jaderson e tocou para Gabriel que, da entrada da área, bateu para fora. O Athletico respondeu nos minutos seguintes com duas chances. Na primeira, Luiz Fernando trouxe para o meio e bateu para a defesa em dois tempos de Andrew. No segundo, Jaderson deu lindo passe para Pedro Gabriel, que invadiu a área e chutou cruzado para fora. 


O Botafogo voltou melhor na etapa final. Aos 3' Elivelton arriscou da entrada da área para defesa de Bento em dois tempos. No minuto seguinte, Rhuan tabelou com Luiz Henrique, recebeu na área e chutou na rede pelo lado de fora. O Furacão respondeu aos 7', quando Vinicius Mingotti fez boa jogada individual pela direita, passou por Sousa e só não fez um golaço porque a bola amorteceu na defesa e ficou nas mãos de Andrew. 

Enquanto o técnico Rafael Guanaes quase invadia o gramado desesperado pela fraca atuação no segundo tempo de sua equipe, o Botafogo chegava. Aos 11' Caio Alexandre deu um lindo lançamento para Gabriel, que tocou por cima de Bento e mandou por cima do gol. 

A pressão carioca seguia. Aos 15' Luiz Henrique recebeu na direita e chutou forte cruzado, para Bento defender e a bola ainda bater na trave. Depois de tanto martelar, o Botafogo empatou o jogo aos 23'. Wesley roubou bola na defesa, lançou para Michel, que tabelou com Rhuan e cruzou para Gabriel que, na área, levantou a cabeça e tocou por baixo de Bento. O Furacão não se encontrava e o Botafogo virou o jogo aos 28'. Hugo recebeu na esquerda chutou cruzado para área, Bento não segurou e Rhuan, sem goleiro, empurrou para as redes.

O Furacão precisou correr atrás do prejuízo. O susto só aconteceu aos 41', quando Geovane cruzou para Jajá, que dominou, virou e chutou para grande defesa de Andrew. Mesmo no trabalho de segurar o resultado, o Botafogo assustava. Aos 47', Luiz Henrique recebeu na entrada da área e chutou para boa defesa de Bento, tendo a última chance do jogo. No Francisco Muraro, Athletico 1x2 Botafogo.



ATHLETICO: O Furacão veio reforçado para o duelo contra o Botafogo. O destaque ficou para a presença de Jaderson, que ficou no banco na última quarta-feira (24) na derrota contra o Boca Juniors e, para a surpresa, atuou como volante no Sub 20, não como ponta. O Athletico, como esperado, buscou muito as pontas durante a partida. Na segunda etapa, o Rubro-Negro não voltou, com muitos erros na saída de bola. Guanaes tentou mudar o esquema de 3-4-3 para 4-4-2, o que deu mais espaços para o Fogão virar o jogo.



FIQUE DE OLHO – Brener: O volante se destacou bastante na primeira etapa, com um trabalho já conhecido pelo torcedor do Athletico. Como atua na "volância", o camisa 5 penetra bastante pelo meio de campo, fazendo o gol do Athletico dessa forma e recordando bastante o estilo de jogo de Bruno Guimarães. 


BOTAFOGO: O Fogão fez um primeiro tempo apagado. Porém, na segunda etapa, voltou com tudo. Acelerando o jogo, a equipe carioca conseguiu impor seu ritmo, com forte trabalho com Hugo e Elivelton nas pontas, além de pressionar a saída de jogo athleticana. Com isto, a virada foi construída com muito êxito. 


FIQUE DE OLHO – Luiz Henrque: Flutuando no meio de campo, o camisa 7 foi um dos principais responsáveis pela virada alvinegra em Curitiba. Apesar de não ter participado de nenhum gol, Luiz foi uma peça importante na transição entre o meio de campo e a defesa, sendo essencial na construção das jogadas.

PRÓXIMAS PARTIDAS: Após chegar ao quinto jogo sem triunfos e na 15ª colocação, o Furacão visitará o Vasco na próxima quarta (30) em busca da vitória que não vem desde a segunda rodada. Já o Botafogo subiu para 9º e encara, também na quarta, o Flamengo. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1. Bento; 3. Welligton Rocha (17. Jajá), 6. Geovane e 4. Gabriel Fornari; 2. Khellven (16. Willian Jesus), 5. Brener (18. Kennedy), 8. Jaderson e 11. Kleiton; 7. Pedro Gabriel (18. David), 9. Vinicius Mingotti (21. Paulo Victor) e 10. Luiz Fernando (20. João Pedro). Técnico: Rafael Guanaes. 

BOTAFOGO: 1. Andrew; 2. Sousa, 3. Wesley e 5. Rafael; 4. Elivelton, 7 Luiz Henrique, 8. Caio Alexandre (13. Pedro Paulo), 11. Michel e 6. Hugo (14. Felipe); 9. Maxuel (18. Gabriel) e 10. Rhuan (17. Enio). Tecnico: Marcos Alexandre

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 1 X 2 BOTAFOGO XXXXXXXX

GOLS: Brener, aos 18' do 1'ºT (Athletico) | Gabriel, aos 23' dos 2ºT e Rhuan, aos 28' do 2ºT (Botafogo). 
CARTÃO AMARELO: Khellven (Athletico) | Rafael e Rhuan (Botafogo).
ARBITRAGEM: Eduardo Luiz Melek.
ASSISTENTES:  André Luiz Severo (1) e Weber Felipe Silva (2).
LOCAL: Estádio Francisco Muraro, em Curitiba.

PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.