PROPAGANDA

[BR SUB 20] Athletico tem dois expulsos, é derrotado de virada para o Palmeiras e perde a invencibilidade na competição


Na tarde desta quarta-feira (17), o Athletico recebeu o Palmeiras na Arena da Baixada em partida válida pela 5° rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20. O Furacão até saiu na frente com um gol de Brener, porém sofreu a virada palmeirense após dois gols de Patrick de Paula e um de Anibal. As expulsões de Welligton Rocha, quando a partida estava empatada, e Ramon, quando o Athletico já estava atrás no placar, dificultaram a vida do Furacão na partida.


#SUB-20
Por Eduardo Werner

PRÉ-JOGO: Athletico e Palmeiras chegaram para a disputa da 5° rodada em situação tranquila na tabela. Com uma vitória e três empates nas quatro primeiras rodadas, o Furacão ocupava a 8° colocação na tabela. Já o Palmeiras somava duas vitórias, um empate e uma derrota, estando na 5° posição. Na rodada anterior, o Athletico empatou em casa com o Atlético-MG, enquanto que o Palmeiras venceu o Internacional, também em casa.

O EMBATE: Athletico e Palmeiras entraram em campo na Arena da Baixada e fizeram um jogo bastante truncada e com poucas chances nos primeiros dez minutos de partida. Gabriel Menino, aos 4’ para o Palmeiras, e Kennedy, aos 8’ para o Athletico, finalizaram de longe, sem muita força e nem direção. Aos 12’ do 1° tempo, o Furacão chegou tabelando bem na área e Brener tocou de calcanhar para David, que finalizou para a defesa do goleiro Audenirton.

O Athletico seguiu no ataque e chegou ao seu gol aos 17’ da 1° etapa, quando Brener recebeu em profundidade de Luiz Fernando, driblou o goleiro dentro da área e finalizou para o gol, quando já estava quase sem ângulo, marcando assim o seu primeiro gol na competição. O Palmeiras reagiu e foi em busca do empate logo em seguida. Aos 26’, Cleiton Grefe fez boa jogada pela ponta direita e cruzou para Guilherme, que cabeceou errado na segunda trave. Três minutos depois, Patrick de Paula, volante palmeirense, recebeu fora da área e finalizou de longe, forte e rasteiro, no canto esquerdo do goleiro Bento, marcando o belo gol de empate da equipe visitante.

As duas equipes ainda tiveram boas chances de gol antes do intervalo. Primeiro, Lincoln Júnior cabeceou com perigo por cima do gol aos 31’ e quase marcou o gol da virada palmeirense. O Athletico reagiu logo depois, aos 35’, quando David recebeu de Luiz Fernando dentro da área, girou e finalizou para a defesa do goleiro palmeirense. Intervalo de partida e as equipes desciam para os vestiários empatadas em 1 a 1.


O lance decisivo que mudou a história da partida aconteceu logo aos 3’ do 2° tempo. Lincoln Júnior recebeu em profundidade e chegava cara a cara com o goleiro Bento, mas Welligton Rocha parou o ataque palmeirense com uma falta por trás. Primeiramente o árbitro marcou pênalti e aplicou cartão amarelo para o zagueiro athleticano, porém, após consultar o bandeirinha, marcou falta fora da área e expulsou o defensor do time da casa. Na cobrança dessa falta, da entrada da grande área, Patrick de Paula chutou forte, sem chance para o goleiro do Athletico, fazendo o gol da virada palmeirense.

Agora na frente no placar, a equipe visitante buscou administrar a sua vantagem e impedir as jogadas de ataque do Rubro-negro. Isso funcionou por vários minutos, já que o time paranaense demorou a ter uma chance de gol novamente. A próxima foi acontecer somente aos 21’ da 2° etapa, quando o goleiro Bento fez uma ligação direta para o ataque que não foi cortada pela zaga Palmeirense, Jajá apareceu para pegar a sobra mas antes o goleiro Audenirton saiu bem do gol e afastou de peito fora da área.

O Furacão teve mais oportunidades de marcar o gol de empate aos 27’ e 28’ do segundo tempo. Primeiro, após cobrança de escanteio de João Pedro, Gabriel Fornari cabeceou com perigo para a defesa do goleiro visitante. Depois, Jajá chegou bem na ponta esquerda do ataque athleticano, tirou um marcador e finalizou para o gol, porém com pouca força, para a defesa fácil do goleiro palmeirense.


A equipe visitante se lançou para o ataque em busca do empate e deixou muitos buracos abertos em sua defesa, espaço aproveitado pelo atacante Anibal que recebeu livre dentro da pequena área para marcar o terceiro gol palmeirense aos 47’ do 2° tempo. Pouco depois, Ramon recebeu o segundo cartão vermelho direto do Athletico na partida após uma falta no meio de campo. Fim de jogo e também fim da invencibilidade do Rubro-negro no campeonato após derrota para o Palmeiras por 3 a 1.

PRÓXIMA PARTIDA: Na próxima rodada o Athletico viaja para Belo Horizonte, onde enfrenta o Cruzeiro no próximo sábado. Já o Palmeiras recebe a equipe do Santos no domingo, na cidade de Diadema-SP.

ATHLETICO: O Athletico, treinado pelo técnico Rafael Guanaes, chegou invicto para a partida e abriu o placar logo no começo com um gol de Brener após lançamento de Luiz Fernando. A saída de bola curta do goleiro, característica do treinador Guanaes, foi bastante utilizada durante toda a partida e em algumas vezes quase colocou a vida do sistema defensivo da equipe. As principais jogadas do time foram construídas pelo meio de campo, em triangulações de seus meias mãos habilidosos como Luiz Fernando, Brener e Kennedy.

FIQUE DE OLHO (ATHLETICO): Brener participou de boa parte das jogadas ofensivas do Furacão e também marcou o único gol da equipe, quando teve a tranquilidade de driblar o goleiro palmeirense dentro da área e tocar para o gol quando já estava quase sem ângulo.

PALMEIRAS: Até marcar o seu gol de empate aos 26’ do 1° tempo, o Palmeiras parecia um pouco desorganizado em campo e não conseguia criar grandes oportunidades. Após empatar e, depois, virar a partida, o escrete palmeirense passou a administrar a partida e trabalhar nos erros da equipe athleticana. As principais jogadas do time eram buscando o  ponta-direito Cleiton Grefe

FIQUE DE OLHO (PALMEIRAS): Autor de dois dos três gols do Palmeiras na partida, o volante Patrick de Paula foi o destaque do time na partida. Além da sua altura e força física, características muito importantes para a sua posição, Patrick também tem um chute muito potente de fora da área, habilidade demonstrada nos seus dois gols.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1. Bento; 2. Lucas Andrade (17. Jajá), 3. Welligton Rocha, 4. Gabriel Fornari e 6. Willian Jesus (13. Reginaldo); 5. Kawan (15. Ramon), 8. Brener e 10. Luiz Fernando; 7. Kennedy (18. Paulo Victor), 9. David (16. João Pedro) e 11. Kleiton. Tec. Rafael Guanaes.

PALMEIRAS: 1. Audenirton; 2. Ramon Ricardo (12. Geovane), 3. Vitão, 4. Helder e 6. Lucas Esteves; 5. Patrick de Paula, 8. Gabriel Menino (15. Natanael) e 10. Alan; 7. Cleiton Grefe (19. Marcos), 9. Lincon Junior (18. Anibal) e 11. Guilherme (17. João Felipe).  Tec. Wesley de Carvalho.

FICHA TÉCNICA –  ATHLETICO X PALMEIRAS XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Brener (17’ do 1º tempo) (Athletico) | Patrick de Paula (26’ do 1º tempo e 6’ do 2° tempo) e Anibal (47’ do 2° tempo) ( (Palmeiras).
CA: Brener e Luiz Fernando. (Athletico) | Audenirton (Palmeiras)
CV: Welligton Rocha e Ramon (Athletico)
ÁRBITRO: Murilo Ugolini Klein.
ASSISTENTES: André Luiz Severo e Heitor Alex Eurich.
LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba.
PÚBLICO TOTAL: 190 pessoas.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.