PROPAGANDA

[ASPIRANTES] Internacional atropela o Coritiba no Janguito Malucelli


Na tarde desta sexta-feira (05), Coritiba e Internacional se enfrentaram no estádio Janguito Malucelli, em Curitiba, pela penúltima rodada do Brasileirão de Aspirantes. Com facilidade, o Colorado se impôs no jogo e venceu o Coxa por 4 a 2, garantindo sua classificação para a próxima fase do torneio. O Alviverde, com a derrota, ocupa a quinta colocação do grupo A, com dez pontos e ainda sonha com a conquista da vaga na última rodada.

#ASPIRANTES
Por André Frehse Ribas

PRÉ-JOGO:  O Coritiba entrou em campo na quinta colocação do Grupo A, com dez pontos, precisando de um resultado positivo para depender apenas dele para avançar de fase. Já o Internacional veio com o pensamento de garantir sua classificação com uma rodada de antecedência. Para isso, o Colorado teria que vencer o Coxa por qualquer placar.

O EMBATE: Alguns nomes chamaram a atenção do torcedor na escalação do Coritiba. O volante Simião, afastado pela diretoria, e os atacantes Arancibia e Igor Jesus, que pertencem ao grupo principal do Coxa, começaram entre os titulares o jogo. O Internacional precisou de dois minutos para sair na frente. Em boa inversão de jogo, Netto recebeu pelo lado direito, invadiu a área e cruzou para Andrey. O camisa nove, com muita liberdade, só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Atrás no placar, o Coritiba buscava ter a posse para ir pra cima, mas encontrava problemas para superar a marcação pressão do time Colorado, que dificultava a saída de bola do Coxa. O Alviverde tentava chegar com o Arancibia, pelo lado direito, mas sempre pecando na hora de dar o último passe, sem causar danos ao Inter. Aos 31’, o Colorado voltou a chegar com perigo. Após boa jogada de Matheus Monteiro, Netto achou um lindo passe para colocar Andrey cara a cara com o goleiro Rafael Martins, que fez o pênalti. Na cobrança, com muita classe, José Aldo ampliou para a equipe de Porto Alegre. Sem dar chances ao Coritiba, o Interacional, com Rafael Santos, guardou seu terceiro gol no primeiro tempo, aos 44’. Tabela pelo lado esquerdo e um chute cruzado para tirar do goleiro.


Na segunda etapa, em desvantagem, o Coritiba procurou ter a bola, mas com os mesmos problemas do primeiro tempo. Dificuldades para sair de trás e pouca criatividade no ataque, parando no forte sistema defensivo do Inter. O Coritiba só foi chegar com perigo aos 16’. Após boa jogada de Léo Cereja, a bola sobrou para Talysson Lalau na entrada da área. O camisa 11 bateu forte para diminuir o placar. Mas, quase no ataque seguinte, aos 19’, Matheus Monteiro, após pressão do Inter, fez o quarto dos visitantes, esfriando a reação coxa-branca. Com larga vantagem, o Inter baixou suas linhas e apostou no contra-ataque. No apagar das luzes, Wellissol descontou para o Coxa, terminando em 4 a 2 o jogo.

PRÓXIMA PARTIDA:  O Coritiba fecha a primeira fase na próxima quinta-feira (11), contra o Ceará, às 15h00, fora de casa. Já o Internacional recebe o Goiás na quinta, às 15h00.

CORITIBA: O Coritiba não fez um bom jogo. O time foi dominado pelo Internacional e teve dificuldades para criar ofensivamente. Na defesa, o time sofreu para acompanhar o ritmo do Internacional no jogo.

FIQUE DE OLHO: Léo Cereja vem ganhando cancha no time titular. Meia técnico, com um bom passe, mas que ainda toma algumas decisões erradas. Um nome interessante que vem surgindo no Alviverde


INTERNACIONAL:
  uma partida segura e equilibrada do Colorado. Com facilidade, o Inter conseguiu se impor e controlar o jogo, sem deixar o Coxa criar no ataque.

FIQUE DE OLHO – Netto, o camisa 11 do Internacional, segue sendo um dos principais nomes do time. Com um ótimo passe, o atleta é peça-chave para o sucesso da equipe. Rápido, com uma ótima condução e visão de jogo, dando qualidade a fase ofensiva do Colorado.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA: 1. Rafael Martins; 2. Yan Santos (Yan Couto), 3. Luis Felipe, 4. Léo Andrade e 6. Angelo (Vinícius Aráujo); 5 Simião, 8. Anderson Carvalho (Pires) e 10. Leo Cereja; 7. Arancibia (Igor Paixão), 9. Igor Jesus (Wellisol) e 11. Talysson Lalau
 Tec. Ricardo Quandt.

INTERNACIONAL: Miguel 1; Heitor 2, José Vitor 3, Fabio Augusto 4 e Raphael Santos 6 (Gustavo); José Gabriel 5, Edson 8 (Lucas Bessa), 11 Netto, José Aldo (Cesinha) 10 e 7 Matheus Monteiro (Keslley) ; Andrey 9 (Da Silva) .Tec. Ricardo

FICHA TÉCNICA – CORITIBA 2 X 4 INTERNACCIONAL XXXXXXXX

GOLS: Andrey aos 2’, José Aldo aos 31’ e Raphael Santos aos 44’ doprimeiro tempo (Internacional). Talysson Lalau aos 16’ (Coritiba), Matheus Monteiros (Internacional) aos 19’ do segundo tempo e Welissol aos 47’ do segundo tempo (Coritiba).
CA: José Aldo e Fabio Alemão (Internacional). Léo Cereja e Léo Andrade. (Coritiba)
CM:
ÁRBITRO: Robson Babinski.
ASSISTENTES:  Felipe Gustavo Schmidt e Heitor Alex Eurich.
LOCAL: Janguito Malucelli, em Curitiba.

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.