PROPAGANDA

[TAÇA PR] Trieste vence Palmeiras em casa e conquista a vaga para decisão do certame


Na tarde desta quinta-feira (20), Trieste e Palmeiras realizaram o jogo da volta da fase semifinal da Taça Paraná, no Estádio Francisco Muraro, em Curitiba. Mesmo com a vantagem adquirida no primeiro duelo, o time do Trieste foi para cima e abriu o placar na primeira etapa. O Palmeiras até que tentou, empatando no segundo tempo. Mas o poder ofensivo do tricolor de Santa Felicidade desempatou e fechou o placar em 3 a 1. Com o triunfo diante o alviverde de Ponta Grossa, a equipe do Trieste garantiu a vaga na final da competição.

#TAÇA PARANÁ
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do Trieste entrou com dois desfalques no sistema defensivo. Muriel e Jair suspensos, deram lugar ao Baloy e Bruno Santos. Mesmo assim, o Ivo Petry apresentou a surpresa de Thiaguinho na frente. Na rodada anterior, o time do Trieste venceu o confronto em Ponta Grossa pelo placar de 3 a 1. Por isso, entrou em campo podendo perder por até 1 gol de diferença. Ou seja, a equipe do Palmeiras, modificada, entrou em campo com a perspectiva de reverter a derrota do último domingo para seguir no certame.
                                                                        
O EMBATE: A equipe do Palmeiras até que tentou buscar a iniciativa nos primeiros minutos, já que estava em desvantagem diante o rival no agregado. Mas quem começou a atacar foi o Trieste. Primeiro com Hideo, que no meio de campo ganhou dos adversários e arrematou firme. Jacson, arqueiro do escrete alviverde de Ponta Grossa foi buscar e manteve o placar fechado. Minutos depois foi a vez de Thiaguinho, que teve a oportunidade de surpreender o camisa 12 do Palmeiras, mas o time visitante levou a melhor nas duas tentativas, com 15’ de jogo.

Depois dos dois sustos, o embate passou a ficar preso no meio de campo, com as duas equipes tendo dificuldades em arrematar. Mas neste período quem tem teve mais volume de jogo foi o escrete do Palmeiras. Percebendo essa posse, o técnico João Kastilho mudou a equipe. Procurando deixar mais leve. Mesmo assim, quem chegou próximo do gol foi o time da casa com Hideo, que novamente, aproveitando o espaço no meio e passando por dois adversários chutou do meio da rua e quase inaugurou o placar no Francisco Muraro aos 33’.


Nos minutos finais da primeira etapa, a equipe do Trieste se movimentou mais e preocupou a vida dos zagueiros do Palmeiras. Aos 38’, em jogada de ligação direta de Baloy para William, que deixou Hideo para de primeira deixar o camisa 11 do Trieste de frente para o arremate. Mas o sistema defensivo foi superior em relação ao Thiaguinho e afastou o perigo. O time do bairro de Santa Felicidade contestou a não marcação da penalidade, alegando o empurrão e também por segurar a camisa. Mas não precisou chorar por muito tempo, já que cinco minutos depois, Hideo do meio de campo puxou a jogada e deixou Thiaguinho em ótima posição para o arremate. Não deu outra, o camisa 11 do Trieste acertou no canto e surpreendeu o goleiro Jacson, que se esticou todo e não conseguiu evitar o primeiro gol. Após este lance, o árbitro do confronto encerrou a primeira etapa.

No retorno ao segundo tempo, a equipe do Palmeiras mudou algumas peças. A intenção foi deixar ainda mais leve do meio para frente. Enquanto que no time do Trieste, a mesma formação que terminou a primeira etapa. O troca-troca deu certo para o time do Palmeiras, que aos 4’, quase conseguiu empatar com Pablo, artilheiro do campeonato. Após o início positivo da equipe visitante, o jogo passou a ficar amarrado. Sem muita sequência nas jogadas. Pior, muita reclamação por falta marcada para ambos os lados. Devido a isso, o árbitro Cristian Eduardo Gorski da Luz tirou várias vezes o cartão amarelo do bolso.


Depois do festival de cartões amarelos, o momento foi de alterações nas duas equipes. Enquanto o time do Trieste manteve o padrão das jogadas mesmo com as alterações, o time do Palmeiras pouco evoluiu. Mesmo assim, o time conseguiu empatar aos 34’ da etapa complementar. Após linha burra da defesa do Trieste falhar, Luiz aproveitou e teve calma para dominar e arrematar de dentro da área para deixar tudo igual no placar.

Mas não deu nem tempo de comemorar, pois aos 37’ o Trieste desempatou. Em jogada rápida pelo flanco direito e no bate rebate dentro da área, William Kosloscki testou firme para desempatar e colocar o tricolor de Santa Felicidade na frente novamente. O gol matou o time adversário, que aos 41’ sofreu o terceiro gol. Em jogada rápida de contra-ataque, Hideo deixou Pequi com tranquilidade, que driblou o marcador e chutou com categoria no canto esquerdo do goleiro Jacson.

Mesmo com o triunfo encaminhado a favor da equipe da casa, o final do confronto entre Trieste e Palmeiras teve cenas de empurra e empurra e vários cartões vermelhos. Mas depois da turma do deixa disso resolver, o árbitro decretou o final da partida.


PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Trieste avança para a final do certame e aguarda a decisão entre Iguaçu e XV de Novembro, que acontece no próximo sábado (22). A data da final ainda não está definida pela Federação Paranaense de Futebol.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

TRIESTE: 1 Juninho; 2 Repolho (14 Raul), 3 Baloy, 4 Bruno Santos e 6 Lino (13 Ricardo); 5 Grilo (15 Marabá), 8 Marcelinho Andrande, 7 Gilton (17 Feijão) e 10 Hideo; 11 Thiaguinho (19 Pequi) e 9 William Kosloscki. Tec. Ivo Petry

PALMEIRAS: 12 Jacson; 2 Anderson Pangaré (14 Gago), 3 Ritielly, 4 Natan e 6 Tomate (17 Luiz); 5 Gilson (15 Kazu), 8 Danilo (13 Paulo Henrique), 7 Massai e 10 Rodriguinho (17 Luan); 9 Pablo e 20 Léo (Diogo
0. Tec. João Kastilho.

FICHA TÉCNICA – TRIESTE 3 X 1 PALMEIRAS XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Thiaguinho aos 40’ do 1º tempo, William Koslowski aos 37’ do 2º tempo e Pequi aos 40’ do 2º tempo (Trieste) e Luiz aos 34’ do 2º tempo (Palmeiras)
CA: Gilton, Grilo e Feijão (Trieste) | Luan, Kazu (Palmeiras)
CV: Raul (Trieste) | Ritielly e Kazu (Palmeiras)
ÁRBITRO: Cristian Eduardo Gorski da Luz.
ASSISTENTES: Wesley Waldir Marmitt e Eduardo Luis Teixeira Furiatti.
LOCAL: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba.

REPORTAGEM DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.