PROPAGANDA

[COPA DO BR] Athletico supera Fortaleza e está nas quartas de final da competição


Na noite desta quarta-feira (5), o Athletico recebeu o Fortaleza, no Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba, para a disputa do jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. A primeira etapa foi marcada pelos picos de desenvoltura dos jogadores do Leão e do Furacão, que mesmo com diversas tentativas, ainda levavam a partida para os pênaltis. O segundo tempo foi recheado de emoção, já que teve cartão vermelho e gol aos 43’ garantido por Marco Ruben para o Athletico, que levou o time às quartas de final da Copa do Brasil.

#COPA DO BRASIL
Por Giulie Carvalho

PRÉ-JOGO: O primeiro jogo entre Fortaleza e Athletico pela Copa do Brasil resultou em um empate sem gols, no Castelão. Para o jogo de volta, qualquer placar igualado significa decisão nos pênaltis, ansiedade que os técnicos não desejam dar aos torcedores. O time paranaense vem embalado por ter vencido o Fluminense, por 3 a 0, no Campeonato Brasileiro, enquanto o Fortaleza perdeu para outro carioca, o Flamengo, por 2 a 0. É a décima vez que as equipes se encontram e o resultado é estritamente equilibrado entre eles, já que cada um venceu três vezes e empatou outras três.

O EMBATE:  Logo nos primeiros minutos, o Athletico conseguiu colocar pressão frente ao Leão por ter se posicionado totalmente no campo ofensivo. Até os 7’, o Furacão criou cinco oportunidades de gol, umas mais efetivas que outras, mas todas contando com a participação de Lucho, Bruno Guimarães, Madson ou o mais perigoso, Rony. Por conta do posicionamento do Athletico, o Fortaleza precisou apostar nas jogadas de contra ataque. Com 8’, o camisa 6, Carlinhos, conseguiu uma arrancada pelo lado esquerdo de campo e mesmo com o bate e rebate, levou a bola até a linha de fundo. O lateral cruzou na intenção de alcançar Marlon, que quase chegou, mas não antes da zaga rubronegra que mandou a bola para escanteio.

Na metade do primeiro tempo, a partida estava bem mais equilibrada do que na etapa inicial. Entre 23’ e 29’, o Athetico sofreu três investidas do Leão e uma dessas veio de um passe errado de Lucas Halter, que estava próximo à bandeira de escanteio. Nesse lance, Felipe aproveitou a escapada de bola do adversário e bateu de longe, mandando por cima do travessão. As outras duas tentativas vieram de Araruna, numa pancada, e de Carlinhos ao receber o incrível passe de Osvaldo, que deixou Léo Pereira para trás. No contra-ataque, Marco Ruben recebeu, porém, cabeceou fraco em cima do goleiro. Então, Nikão, aos 35’, criou ótima oportunidade ao estar ao lado de Felipe Alves para cabecear para o gol, mas sua tentativa passou à esquerda do goleiro tricolor. No lance seguinte, o camisa 11 carregou a bola driblando três marcadores, e por fim lançou rasteiro tentando alcançar Marco Ruben, mas o camisa 9 não foi na jogada e foi apenas tiro de meta.

Aos 43’, Bruno Guimarães tomou a bola próximo à grande área e em um passe sensacional encontrou Madson que entrava no campo de defesa do goleiro adversário. O camisa 23 bateu cruzado e a bola, que tinha destino certo, passou muito perto do travessão. Um minuto depois Léo Pereira, que estava na intermediária, arriscou de longe e carimbou a trave direita do arqueiro do Leão. Depois da quase comemoração, o Athletico até tentou mais uma jogada, mas o árbitro em seguida apitou o fim do primeiro tempo, carregando a partida para a decisão por pênaltis.


O segundo tempo começou do mesmo jeito que o anterior: com o Athletico na zona de ataque e o Fortaleza todo recuado. Ambas as equipes tiveram oportunidades muito semelhantes de abrir o placar antes dos 7’, já que Araruna e Marco Ruben chutaram da entrada da área e fizeram os goleiros caírem para defender. Aos 12’ Nikão carregou a bola do meio de campo até a entrada da grande área na intenção de alcançar um de seus parceiros atacantes, mas a bola passa por todo mundo e se perdeu pela linha de fundo. Dois minutos depois, Carlinhos ganhou uma dividida e ao ver Santos adiantado, o camisa 6 não pensou duas vezes e chutou para o gol, mas a bola subiu mais que o esperado e, mais uma vez, não entrou.

Com 17’ Bruno Guimarães sofreu falta na intermediária e após se recuperar, cobrou lançando a bola para dentro da área. O camisa 21, Lucas Halter, chegou a receber de cabeça, mas por conta da força depositada a bola foi por cima do travessão. Já na metade da segunda etapa, o técnico Tiago Nunes preferiu colocar todo seu time para frente, deixando apenas Bruno Guimarães como volante e armador das jogadas. A alteração fez total diferença, já que aumentou as finalizações do rubro-negro, ainda mais após os 36’, quando Carlinhos tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Nesse meio tempo, Madson, Bruno Nazário e Nikão tiveram chances de abrir o placar, mas nenhuma foi aproveitada efetivamente.

O Leão se defendia como podia e tentava frear a velocidade dos donos da casa. Aos 41’ Rony cobrou escanteio pela direita e encontrou Marcelo Cirino dentro da área, que cabeceou em direção ao ângulo, mas encontrou a mão trocada de Felipe Alves que afastou o perigo. Porém, aos 43’, quando todos os atleticanos já estavam com os nervos a flor da pele, o artilheiro Marco Ruben aproveitou o cruzamento de Madson e cabeceou perfeitamente para o fundo da rede abrindo o placar e a garganta dos torcedores na Arena. O tricolor até tentou revidar em um contra-ataque, mas foi o Athletico, na emoção, que levou a melhor e garantiu a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil.


CLASSIFICADOS: O Athletico faz companhia aos classificados Flamengo, que venceu o Corinthians, ao Cruzeiro, que venceu o Fluminense nos pênaltis e espera o resultado entre Santos e Atlético-MG. Os duelos das quartas de final da competição serão sorteados na próxima segunda-feira (10) pela CBF.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

ATHLETICO: 1 Santos; 23 Madson; 21 Lucas Halter; 4 Léo Pereira; 5 Wellington (10 Marcelo Cirino); 6 Márcio Azevedo (Braian Romero); 11 Nikão; 3 Lucho (77 Bruno Nazário); 39 Bruno Guimarães; 7 Rony; 9 Marco Ruben. Téc. Tiago Nunes.

FORTALEZA: 12 Felipe Alves; 21 Gabriel Dias (10 Dodô), 3 Quintero, 4 Roger e 6 Carlinhos; 15 Felipe, 22 Araruna, 28 Marlon e 20 Romarinho; 17 Marcinho (2 Tinga) e 11 Osvaldo (9 Junior Santos). Téc. Rogério Ceni. 

FICHA TÉCNICA ATHLETICO 1 X 0 FORTALEZA XXXXXXXXXX

GOLS: Marco Ruben aos 43' do 2ºT (Athletico).
CA: Lucho e Márcio Azevedo (Athletico); Carlinhos e Felipe Alves (Fortaleza).
CV: Carlinhos (Fortaleza).
ARBITRAGEM: Flávio Rodrigues de Souza. 
ASSISTENTES: Alex Ang Ribeiro (1) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (2). 
LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada).

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.