PROPAGANDA

[SUB 19] São Joseense não mata o jogo e fica no empate contra o GRECAL no Pinhão


Na tarde desta sexta-feira (24) o São Joseense recebeu o GRECAL pela quarta rodada do Campeonato Paranaense Sub 19. O Tricolor de São José criou várias oportunidades, dominou boa parte do jogo e fez seu com gol Du, de pênalti. Apesar de ser superior, o time da casa não matou o jogo e o Tricolor pressionou no final e empatou o jogo com Gustavo, deixando o placar em 1 a 1 no Estádio do Pinhão

#SUB-19

PRÉ-JOGO: Na abertura da quarta rodada do Grupo E, o São Joseense recebeu o GRECAL no Estádio do Pinhão. O Tricolor da cidade do Aeroporto veio embalado da primeira vitória no campeonato, um 2 a 0 sobre o Iraty nos Campos Gerais. Já o escrete de Campo Largo ainda não havia marcado e na competição e veio de folga na rodada anterior. Em campo, o Tricolor da terra da louça perdeu para Rio Branco e Iraty.

O EMBATE: O jogo começou com o São Joseense indo para cima e criando chances. Aos nove minutos Xaxim aproveitou cobrança de falta e bateu na pequena área, parando em defesa no reflexo de Milton. Aos 12', o arqueiro tricolor deu rebote em um chute que veio de longe, Cunha ganhou o rebote com Thiago, chutou e parou em outra grande defesa do goleiro do GRECAL. No minuto seguinte, o camisa 9 cabeceou de costas e Milton se esticou para fazer outra grande defesa.

O Tricolor de São José dos Pinhais seguia mais em cima enquanto o escrete visitante apostava no contra-ataque. Aos 32', o Independente assustou novamente. Kaianã pegou bola no meio de campo, foi riblando, entrou na área, tocou por cima do goleiro e só não abriu o placar porque João Pedro salvou. Só que aos 34' não teve jeito. Erick foi derrubado na área por Ricardo. Pênalti que Du bateu firme e converteu, abrindo o placar no Pinhão.




Os donos da casa voltaram melhor na etapa final e criaram oportunidades. Aos sete minutos Erick arriscou de fora e obrigou Milton a se jogar no canto para defender. Aos 16' o camisa 7 deu belo lançamento para Juan, que saiu nas costas da defesa e tocou por cima do goleiro, mas a bola passou ao lado da trave.

O GRECAL até tentou ficar mais com a bola, só que não conseguia levar perigo, mas quem criava era o São Joseense. Aos 25' Murilo fez boa jogada pela direita e chutou na rede pelo lado de fora. Três minutos depois Derykster fez boa jogada pelo meio e chutou rasteiro para fora. Aos 35', Robinho fez grande jogada pela esquerda, cruzou e Derykster chutou na trave. Na sobra, Patrick se empolgou e isolou. Aos 39', Murilo recebeu na direita, cortou para o meio e chutou por cima do gol.

No meio da blitz do São Joseense, o GRECAL teve sua grande chance. Aos 40', Felipe recebeu na área, cortou para o meio e chutou colocado, fazendo com que a bola batesse caprichosamente na trave. O escrete de Campo Largo pressionou e conseguiu o empate aos 45'. Após cobrança de escanteio, Léo ajeitou para trás e Gustavo cabeceou, empatando o jogo. No último lance, o Tricolor da terra da louça quase virou, com Belchior escorando para o meio após cobrança de falta e ninguém concluindo. E ficou nisto, 1 a 1.

PRÓXIMA PARTIDA: O São Joseense folga e volta a jogar daqui duas semanas, quando recebe o Coritiba no Estádio do Pinhão. Já o GRECAL enfrenta o Coxa na próxima rodada, em Campina Grande do Sul.


SÃO JOSEENSE: Novamente o time da casa chamou a atenção pela grande força ofensiva. Dominando o jogo desde o começo, o São Joseense criou muitas oportunidades, parando muitas vezes no goleiro Milton e também pela falta de sorte dos seus finalizadores, o que pesou muito no final da partida. O destaque para o Tricolor fica por conta das jogadas criadas pelo meio, saindo apenas das pontas, como foi contra o Rio Branco.


FIQUE DE OLHO - Derykster: Como dito anteriormente, o São Joseense conseguiu fluir o jogo pelo meio e o grande responsável por isto foi Derykster, que conseguiu articular o jogo pelo meio de campo e trabalhar bem a bola. Se dependesse do camisa 8, a vitória do Tricolor viria.


GRECAL: O time de Campo Largo veio no esquema 4-3-3, tentando trabalhar nos lançamentos. Como foi dominado pelo adversário, a proposta do Tricolor foi os conta-ataques, recuando Ruan para dar lançamentos buscando Gabirú e Dieguinho. Como o meio de campo não estava funcionado, o esquema logo virou 4-4-2, conseguindo uma pressão no final do jogo e chegando ao empate. 


FIQUE DE OLHO - Gabirú: O atacante do GRECAL era a grande fonte de criação do time de Campo Largo. Jogando avançado no esquema do treinador Orlando de Miranda, Gabirú se destacou pelas jogadas individuais e também por recuar e articular o jogo quando necessário. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

SÃO JOSEENSE: 1. Dias; 2, Juan (14. Carlos), 3. Matheus Xaxim, 4. Kaianã (15. Daniel) e 6. Dieguinho (6. Robinho); 5. Patrick, 8. Derykster e 10. Du (20. Portela); 7. Erick (19. Murilo), 9. Cunha (18. Andy) e 11. Felipe. Tec. Mailson Bastos.

GRECAL: 1. Milton; 2. Miguel, 3. João, 4. João Pedro (18. Gustavo) e 6. Thiago; 5. Belchior, 7. Léo e 8. Ricardo (14. Felipe); 10. Gabirú,. 9. Rian e 11. Bruninho (13. Ricardinho). Tec. Orlando de Miranda.

FICHA TÉCNICA – SÃO JOSEENSE 1 X 1 GRECAL XXXXXXXXX

GOLS: Du, aos 35’ do 1º tempo (São Joseense) | Gustavo aos 45' do 2º tempo  (GRECAL).
CA: Kaianã (São Joseense) | Rian, João Pedro e Belchior (GRECAL)
ÁRBITRO: Diego Grubba Schitkovski.
ASSISTENTES: Roberto Rivelino dos Santos e Daniel Perreira Melere. 
LOCAL: Estádio Municipal do Pinhão, em São José dos Pinhais.

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.