PROPAGANDA

Em jogo intenso, Londrina vence o Bragantino e assume a liderança provisória da Série B


O Londrina venceu o Bragantino por 1 a 0 neste sábado (18), no Estádio do Café, em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Em um duelo de alta intensidade, com as duas equipes procurando o gol, o Tubarão se deu melhor e assumiu a liderança provisória da competição. Arthur Caculé marcou o gol solitário.

#SÉRIE B 2019
Por @danielmunizs

PRÉ-JOGO:
Desfalcado de quatro titulares, Silvio, Anderson Leite, Luquinha e Dagoberto, o Londrina buscava uma vitória em casa diante o Bragantino e manter a invencibilidade na competição. Na última rodada, o Tubarão, que começou a rodada na quarta posição, empatou sem gols com o Coritiba fora de casa. O Bragantino, em terceiro na tabela com o mesmo número de pontos que o Londrina, venceu o Atlético Goianiense na última rodada e veio ao norte do Paraná para se manter no G-4 e sem nenhuma derrota na Série B. Para o jogo deste sábado, o Braga teve o reforço do zagueiro Léo Ortiz que foi regularizado na competição.

O EMBATE: O duelo entre Londrina e Bragantino começou com as duas equipes em ritmo intenso, apesar do sol da manhã deste sábado (18). Um início digno de dois escretes que almejam o acesso ao Campeonato Brasileiro Série A.

Porém, quem criou mais chances de gol nos primeiros minutos foi o Tubarão. Logo aos três minutos, Higor Leite, em bola parada do lado direito do campo, cruzou na segunda trave e Marcondes, de peixinho, testou em direção ao gol. Julio Cesar, arqueiro rival, conseguiu espalmar para escanteio.

Dois minutos depois, Romulo recuperou a bola perto da área e arriscou uma finalização de longe, mas Julio Cesar, mais uma vez, fez a defesa. O Braga passou a tomar controle da partida, controlando a posse de bola e explorando as investidas ofensivas com Thiago Ribeiro, que flutuava entre os lados e o meio do campo.

Entretanto, a equipe visitante tinha dificuldades em finalizar ao gol e deu pouco trabalho a Matheus Albino, goleiro alviceleste. A partida começou a esfriar, com as duas equipes tocando a bola com mais paciência e fechando as linhas defensivas para anular os espaços.


Já no final da primeira etapa, Alemão, técnico do Londrina, recuou o volante Germano, que passou a atuar quase como um líbero, e soltou Romulo para pressionar os volantes adversários com o meia Higor Leite.

A mudança surtiu efeito somente no segundo tempo. Assim que voltou do intervalo, o Tubarão demonstrava que ia tentar sufocar o Bragantino a qualquer custo. O escrete alviceleste não deixava a equipe adversária trocar passes entre seus meio-campistas e logo acionava a velocidade de Marcelinho, na ponta direita, e Anderson Oliveira, na esquerda, para contra-atacar.

Aos cinco minutos, Anderson Oliveira avançou pela esquerda, cortou para o meio e finalizou rasteiro nas mãos de Julio Cesar, que fez a defesa em dois tempos. No minuto seguinte, Rafael Silva, lateral esquerdo visitante, tentou uma finalização de longa distância, mas Matheus Albino conseguiu defender.

O Braga teve alguns minutos de ímpeto ofensivo e criou duas oportunidades de gol em um minuto. Aos 18, Wesley, quase que na pequena área, ficou com o rebote e chutou nas mãos do goleiro adversário. Aos 19, Rafael Silva avançou pela esquerda, driblou o marcador e finalizou rasteiro e, mais uma vez, Matheus Albino impediu o gol.

Aos 30 minutos o Tubarão fez o gol que decidiria a partida. Anderson Oliveira desarmou a defesa adversária e a bola sobrou para Romulo. O camisa 5 ergueu a cabeça e cruzou na segunda trave para Arthur Caculé, que entrou na segunda etapa, cabecear livre para o fundo da rede.

Em desvantagem no placar, o Bragantino avançou suas linhas e buscou o gol de empate, enquanto o Londrina tentava segurar o adversário.

Aos 33, Lucas Ramon cruzou da direita e Wesley finalizou. A bola passou por Matheus Albino e o zagueiro Augusto, em cima da linha, afastou o perigo. Em contragolpe, o Tubarão teve a oportunidade de fazer mais um gol.

Anderson Oliveira, aos 35, disparou da área defensiva londrinense até área adversária, quando cruzou em direção à segunda trave. A bola chegou em Marcelinho que, livre e de perna direita, finalizou para fora.

O Bragantino teve mais uma finalização ao gol, quando Rafael Silva cruzou da esquerda para Vitinho, que cabeceou firme, mas Matheus Albino salvou pela última vez e garantiu os três pontos para a equipe da casa.



PRÓXIMA PARTIDA: Pela quinta rodada da Série B, o Londrina vai até Recife, na próxima sexta-feira (24), para enfrentar o Sport às 21h30.

O Bragantino volta a Bragança Paulista para receber o Figueirense na terça-feira (21), às 21h30.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LONDRINA: 1. Matheus Albino; 2. Raí Ramos, 3. Augusto, 4. Marcondes, 6. Felipe Vieira (16. Pedro Cacho); 5. Romulo (18. Bertotto), 8. Germano, 10. Higor Leite (20. Arthur Caculé); 7. Anderson Oliveira, 11. Marcelinho, 9. Safira. Tec.  Alemão

BRAGANTINO: 1. Júlio César; 2. Lucas Ramon, 3. Léo Ortiz, 4. Ligger, 25. Rafael Silva; 5. Barreto (21. Luis Phelipe), 8. Uillian Correia, 25. Thiago Ribeiro (9. Peixoto); 39. Claudinho (26. Vitinho), 27. Wesley, 15. Ytalo. Tec. Antônio Carlos Zago

FICHA TÉCNICA – LONDRINA 1 X 0 BRAGANTINO XXXXXXXXXX

GOLS: Arthur Caculé, aos 30 minutos do 2º tempo (Londrina)
CA:  Arthur Caculé (Londrina) Rafael Silva (Bragantino)
ÁRBITRO: Luiz César de Oliveira Magalhães
ASSISTENTES: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Jaílson Albano da Silva
LOCAL: Estádio do Café, em Londrina

PÚBLICO/RENDA: 5.152 pessoas para uma renda de R$ 64.495,00

PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.