PROPAGANDA

[AMADOR PG] Vila Velha e Ypiranga empatam em 0 a 0 no jogo de ida das semifinais


Na manhã deste domingo (28), o Vila Velha recebeu o Ypiranga no Estádio Recanto do Bambu, na Vila Jamil, em Ponta Grossa (PR). A partida foi válida pela partida de IDA da fase semifinal da Liga de Futebol Amador de Ponta Grossa de 2019. Com bola rolando, o jogo terminou empatado em 0 a 0 e a vaga para a final será decidida em Palmeira (PR), no jogo de volta.

#AMADOR PG
Por @egoytacazc

PRÉ-JOGO: Após surpreender nas quartas de final, o Vila Velha entrou em campo motivado a conquistar um resultado importante jogando em seus domínios, a fim de levar uma vantagem para a partida de volta. O time eliminou o Unibox na fase anterior, enquanto seu adversário, Ypiranga, que eliminou o Milan/Santa Mônica nas quartas, veio ao jogo obtendo uma das melhores campanhas do torneio, sendo um dos fortes candidatos ao título.

O EMBATE: Logo nos primeiros minutos de bola rolando na Vila Jamil, as duas equipes se apresentaram concentradas no jogo. A primeira chance de perigo aconteceu aos 9’, quando Edinho recebeu a bola no ataque, chutou forte e fez o goleiro Pepe trabalhar para espalmá-la. Na sequência, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Edilson, que tentou um chute direto, mas mandou para fora. A partir de então, o jogo se deu com menos conclusões e mais disputa física pela posse de bola, com pouca ação ofensiva de efeito. Após a parada técnica do primeiro tempo foi a vez do Vila Velha ter sua primeira chance, quando Islas encontrou espaço livre de marcação e tentou concluir, obrigando Paulomar defender em dois tempos, livrando o perigo.

Aos 30’, Eduardo viu o goleiro adversário adiantado e chutou do meio do campo, mas a bola deu no travessão principal oportunidade do Vila Velha no jogo até então. A partir de então, o jogo seguiu disputado fisicamente, com as duas equipes aproveitando do erro adversário para tentar atacar. A forte marcação ocasionou faltas em excesso na reta final da primeira etapa. Aos 39’, o goleiro Paulomar, do Ypiranga, e Diego, zagueiro do Vila Velha, foram advertidos com cartão amarelo, por princípio de discussão na cobrança do tiro de meta. Ainda antes do apito final, Marineu, camisa 10 do time visitante, sentiu dores e foi substituído para a entrada de Marcos Antônio. Aos 48’ o árbitro apontou o centro do gramado, encerrando a primeira etapa do confronto com o placar empatado em  0 a 0.


Na volta para o segundo tempo no Recanto do Bambu, o time do Vila Velha demonstrou imposição no ritmo ofensivo do embate logo nos primeiros minutos. Aos 7’, André encontrou Alan Junio livre pelo lado direito do ataque, que avançou e finalizou com precisão, obrigando Paulomar defender firme para escanteio. Com os primeiros dez minutos de domínio, o Vila Velha aproveitou do bom momento para persistir no ataque, forçando o Ypiranga recuar sua marcação. A resposta da equipe de Palmeiras aconteceu aos 12’, quando Oilson, em cobrança de falta, lançou no centro da grande área, mas os atacantes Edinho e Willian e enroscaram na jogada e perderam o lance.

A partir dos 20’, ambos os times apertaram o ritmo em busca do gol. Foi evidente as estratégias das duas equipes em busca da chamada “bola boa”, para abrir vantagem no marcador. Aos 20’, o Ypiranga chegou com Edinho, que tirou da marcação e tentou bater de fora, mas sem êxito. A resposta do Vila Velha aconteceu aos 22’, quando a bola sobrou para Felipe Rangel, que chutou firme, mas mandou pela direita do goleiro, em direção à linha de fundo. Aos 23’, foi a vez do goleiro Pepe fazer sua estrela brilhar em mais um jogo, defendendo um chute perigoso e evitando uma das chances mais claras de gol do Ypiranga na partida. Aos 27’, em mais uma jogada do Vila Velha encaixada pelo lado esquerdo da defesa adversária, Alan Juniou acionou Felipe Rangel, que entrou com liberdade e tentou um chute cruzado, mas a bola saiu rasteira pela linha de fundo.

Após nova parada técnica, as equipes entraram na reta final do jogo  com os nervos à flor da pele em busca do gol que, a essa altura, poderia garantir a vitória. Aos 33’, Jean Lucas arriscou uma forte finalização de fora da área, mas a bola passou raspando pela meta. Aos 38’, após cobrança de escanteio, Marcos Antônio subiu mais que a marcação e conseguiu o cabeceio, mas sem precisão e a bola foi para fora. Nos cinco minutos finais, a partida se resumiu a mais disputas físicas do que jogadas concluídas com precisão, até que o árbitro Antonio Cesar Dutra, aos 48’ apitou pela última vez no Estádio Recanto do Bambu: Vila Velha 0x0 Ypiranga.

PRÓXIMO JOGO: Vila Velha e Ypiranga se enfrentam novamente no dia 19, para o jogo de volta das semifinais do Campeonato Amador de Ponta Grossa 2019, no Estádio João Chede, em Palmeira (PR). O vencedor estará classificado para a final do certame.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXX

VILA VELHA: 1-Pepe, 2-Paulo, 3-Celso, 4-Diego, 6-Jean Lucas, 5-Clovisson, 18-Jonathas Sassaki (20-Wagner), 8-Eduardo (16-Ederson), 10-André, 17-Islas (7-Felipe Rangel), 11-Alan Junio (22-Carlos Bruno). Téc.: Alcir Portela.

YPIRANGA: 1-Paulomar, 2-Graxa, 3-Marcelo, 4-Edilmar, 6-Welliton, 5-Tiago (25-Vinicius), 8-Rodrigo, 7-Oilson (14-Adriano), 10-Marineu (13-Marcos Antônio), 9-Edinho, 11-Willian (23-Robson). Téc.: Julio Cesar Vida.

FICHA TÉCNICA – VILA VELHA 0 x 0 YPIRANGA XXXXX

CA: Diego, Paulo (GEVV); Paulomar (YFC).
ÁRBITRO: Renato Sérgio Dutra.
ASSISTENTES: Antonio Cesar Dutra (1); Denis William Caillot (2).
LOCAL: Estádio Recanto do Bambu, Ponta Grossa (PR).

ENTREVISTA DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.