PROPAGANDA

Em jogo de tempos distintos, Operário e Londrina estreiam no segundo turno com empate


Na tarde desse domingo (10), Operário e Londrina se enfrentaram no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela 1ª rodada da Taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Paranaense 2019. O Fantasma abriu o placar nos primeiros minutos com Sosa, mas aos 25’ Anderson Oliveira igualou o marcador. Após um segundo tempo truncado, o duelo ficou no empate por 1 a 1.

#PARANAENSE 2019

PRÉ-JOGO: As duas equipes entraram em campo dispostas a fazer um segundo turno diferente. O Tubarão caiu fora ainda na primeira fase da Taça Barcímio Sicupira, enquanto que o Alvinegro foi eliminado nas semifinais pelo campeão Toledo. Nesse período sem jogos pelo estadual, o Alviceleste eliminou o Paraná na Copa do Brasil e venceu quatro jogos-treinos, enquanto que o Operário perdeu dois amistosos.

PRIMEIRO TEMPO: O jogo começou com o time da casa indo pra cima, usando da velocidade dos pontas Cleyton e Robinho. A primeira chance do time veio aos 3’, em chute de Serginho Paulista sem perigo. No entanto, cinco minutos depois, os mandantes chegaram ao gol. Em cobrança de escanteio pela esquerda, Robinho lançou na cabeça de Sosa, que balançou a rede em seu centésimo jogo com a camisa alvinegra.

Após o gol, a partida ficou paralisada por cerca de cinco minutos por conta de uma confusão após a chegada da torcida visitante. Com os ânimos controlados, o Tubarão aproveitou a presença da galera para sair um pouco mais ao ataque, e foi recompensado aos 24’. Germano disparou um canudo da intermediária, obrigando Simão a espalmar; no rebote, Anderson Oliveira colocou no canto direito e empatou a contenda.

Com a igualdade, a partida ficou equilibrada, com os dois times buscando o ataque. Pelo lado do Operário, as jogadas nasciam de lances de pivô realizados pelos homens de frente. Foi assim aos 29’, quando Cleyton ajeitou e Rafinha bateu de fora para a defesa de Alan; e aos 34’, quando Schumacher iniciou o lance e a bola chegou a Pedrinho, que cruzou para outra intervenção do arqueiro visitante.

Já o Londrina passou a explorar a velocidade de Anderson, estratégia também usada no jogo da Copa do Brasil contra o Paraná. Foi dele a chance mais perigosa do Alviceleste, aos 40’, quando girou em cima da marcação e bateu de longe para Simão espalmar. A expectativa era de que o jogo seguisse nesse ritmo e mais gols saíssem.


SEGUNDO TEMPO: Não foi o que aconteceu. Na volta do intervalo, o jogo ficou mais preso na intermediária, com o Operário tendo mais posse de bola, mas não conseguindo entrar na área londrinense. Já o Tubarão passou longe de assustar a meta de Simão nos 45’ finais.

A prova dessa queda de rendimento das duas equipes é que o Fantasma teve apenas três arremates de mais perigo em todo o segundo tempo. Aos 3’, Rafinha recebeu no corredor central e bateu de longe pela linha de fundo; aos 16’, Lucas Batatinha foi lançado e chutou com efeito para boa defesa de Alan. Só nos acréscimos houve outro arremate, com Cleyton, mas o arqueiro visitante defendeu de manchete.

Após uma etapa sem muitos fatos dignos de nota, o final não poderia ter sido outro. Com vaias de parte da torcida da casa, o jogo ficou mesmo em Operário 1x1 Londrina.


PRÓXIMA PARTIDA: No próximo domingo (17), 16h, o Operário vai ao 14 de Dezembro encarar o Toledo, reeditando as semifinais da Taça Barcímio Sicupira. No mesmo horário, o Londrina recebe o Foz no Estádio do Café.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1 Simão; 2 Pedrinho, 3 Alisson, 4 Sosa e 6 Peixoto; 5 Chicão, 8 Serginho Paulista, 10 Robinho (21 Eduardo), 11 Cleyton e 7 Rafinha (20 Quirino); 9 Schumacher (19 Lucas Batatinha). Técnico: Gerson Gusmão.

LONDRINA: 1 Alan; 2 Raí Ramos (15 Anderson Leite), 3 Augusto, 4 Silvio e 6 Felipe Vieira; 5 Rômulo, 8 Germano e 10 Marcinho (20 Luquinha); 7 Anderson Oliveira, 11 Luidy (16 Matheus Bianqui) e 9 Uelber. Técnico: Alemão.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 1X1 LONDRINA XXXXXXXXXX

GOLS: Sosa aos 7' do 1ºT (OFEC) e Anderson Oliveira aos 24' do 1ºT (LEC).
CA: Pedrinho, Chicão, Sosa e Serginho Paulista (OFEC); Sílvio, Raí Ramos e Alan (LEC).

ÁRBITRO: José Mendonça da Silva Junior.
ASSISTENTES: Alessandro Antônio Gonçalves (1) e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto (2).
LOCAL: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).
PÚBLICO PAGANTE: 4.771. | RENDA: R$ 105.880,00.
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.