PROPAGANDA

Londrina empata nos acréscimos e elimina Paraná nos pênaltis


Nesta terça-feira (19), Londrina e Paraná se enfrentaram no Estádio do Café, em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil. No tempo regulamentar, a partida terminou empatada em 1 a 1, com gols de Jenison, para o Tricolor, e Luquinha, para o Tubarão. Nas penalidades máximas, o placar foi de 5 a 4 para a equipe da casa.


#COPA DO BRASIL 2019

PRÉ-JOGO: Após vencer o Americano-RJ no primeiro jogo da Copa do Brasil, o Londrina chegava a segunda fase da competição sem uma pressão pela classificação, mas com o objetivo de ir até o limite. Esse foi o discurso adotado pelo técnico Alemão, que promoveu quatro mudanças na equipe que disputou a última partida do Paranaense contra o próprio Paraná Clube. Alan, no gol, Augusto, na zaga, Marcinho, no meio, e Luidy, na ponta, assumiram a titularidade. O Tricolor da Vila, que goleou o Itabaiana-SE na primeira fase, buscava uma dobradinha contra o Tubarão, após a vitória pelo campeonato estadual no último dia 10. Agora, as duas equipes se enfrentavam mais uma vez no ano, no primeiro confronto entre paranaenses na história da Copa do Brasil.
                                                                                    
PRIMEIRO TEMPO: A partida começou com o Londrina pressionando, impondo um ritmo acelerado e sempre buscando as jogadas pelas pontas. Com isso, o Paraná Clube tinha dificuldades na transição da defesa para o meio de campo. Quem chegou com perigo primeiro foi o Tubarão. Aos 11 minutos, Uelber, recebeu passe de Marcinho na direita e cruzou na segunda trave. A bola encontrou Silvio que, de peixinho, cabeceou para fora. Aos 16’, após cobrança de falta, Augusto aproveitou o rebote e cabeceou para o meio da área, onde Germano testou por cima do travessão. Após essa pressão inicial do escrete alviceleste, o Paraná passou a tomar iniciativa. O Tricolor subiu a linha defensiva, aproveitou erros da defesa adversária e iniciou uma blitz que culminaria no gol paranista. No minuto 26’, Jenison aproveitou falha de Augusto e tocou para Higor Leite, que, da entrada da área, finalizou perto da trave direita.

Um minuto depois, Guilherme Santos recebeu passe de Jenison na entrada da área e arriscou um chute forte e rasteiro, mas o arqueiro alviceleste Alan conseguiu fazer a defesa. Aos 31’, Caio Rangel lançou para Alesson, que ajeitou para Jenison. O camisa 9 paranista chegou em velocidade, dominou a bola e finalizou rasteiro no canto esquerdo para abrir o placar. O Tubarão tentou reagir com Luidy dois minutos depois. O camisa 11 saiu da ponta direita, cortou para o meio e foi limpando a marcação até arriscar um chute de perna canhota. A bola foi no canto direito do gol, mas o arqueiro do Paraná Thiago Rodrigues conseguiu espalmar e tirar o perigo. Os visitantes foram para os vestiários com a vitória parcial.


SEGUNDO TEMPO: A volta do intervalo não alterou o panorama que se desenhava já no final da primeira etapa. O Paraná Clube recuava, fechava os espaços e limpava os cruzamentos feitos pelos pontas e laterais adversários. O Londrina insistia nessas jogadas pelos lados do campo, apostando mais uma vez na dupla Felipe, lateral direito, e Anderson Oliveira, ponta. Aos 15 minutos, Felipe cruzou para Rômulo que, perto da marca de pênalti, finalizou de primeira no canto direito, mas o goleiro paranista conseguiu fazer a defesa. Aos 23’, foi a vez do Tricolor da Vila chegar com perigo pela primeira e última vez na segunda etapa. Eder Sciola, arremessou lateral para Alesson. O camisa 11 dominou dentro da área, fez o giro e finalizou nas mãos de Alan.

A equipe mandante continuava a pressionar em busca do empate, mas era incapaz de concluir as jogadas. Nos minutos finais, o Tubarão chegou com perigo duas vezes em jogadas de bola parada. Na primeira, aos 44’, Luquinha – que entrou na segunda etapa – cruzou na primeira trave. O zagueiro alviceleste Augusto desviou, mas a bola foi para fora. Entretanto, aos 47’, o Tubarão conseguiu balançar as redes. Luquinha sofreu falta perto da meia-lua e pediu para cobrar. O camisa 20 acertou um chute no ângulo esquerdo do gol e empatou o confronto, levando para a decisão nos pênaltis.

PÊNALTIS: Nas penalidades máximas, o placar ficou 5 a 4 para o Londrina, que selou a classificação para a terceira fase. Do lado alviceleste, Germano, Marcelinho, Luquinha, Anderson Oliveira e Augusto marcaram. Silvio e Romulo desperdiçaram. Pelo Paraná, Sueliton, Jenison, Fernando Neto e Eder Sciola converteram. Guilherme Santos, Jhemerson e Luiz Otavio falharam nas cobranças.


PRÓXIMA PARTIDA: O Londrina segue na Copa do Brasil e irá enfrentar o vencedor de Tombense-MG e Botafogo-PB, que duelam no próximo dia 28. Pela Taça Dirceu Krüger, segundo turno do Campeonato Paranaense 2019, o Londrina enfrenta o Operário, dia 10 de março, fora de casa. Na mesma data, o Paraná recebe o FC Cascavel na Vila Capanema.
                             
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LONDRINA: 1. Alan; 2. Raí Ramos, 3. Augusto, 4. Silvio, 6. Felipe; 5. Romulo, 8. Germano, 10. Marcinho (20. Luquinha ); 7. Anderson Oliveira, 11. Luidy (17. Marcelinho), 9. Uelber (19. Miullen). Técnico: Alemão.

PARANÁ: 1. Thiago Rodrigues, 2. Eder Sciola, 3. Rodolfo, 4. Fernando Timbó, 6. Guilherme Santos; 5. Luiz Otavio, 8. Fernando Neto, 10. Higor Leite (13. Sueliton); 7. Caio Rangel (19. Jhemerson), 11. Alesson (21. Keslley), 9. Jenison. Técnico: Dado Cavalcanti.

FICHA TÉCNICA – LONDRINA 1 (5) X 1 (4) PARANÁ XXXXXXXXXXX

GOLS:  Luquinha, aos 47 minutos do 2º (Londrina) | Jenison, aos 31 minutos do 1º tempo (Paraná).
CA: Silvio e Romulo (Londrina) | Thiago Rodrigues, Eder Sciola e Luiz Otavio (Paraná).
ÁRBITRO: Leandro Pedro Vuaden.
ASSISTENTES: Rafael da Silva Alves (1) e Mauricio Coelho Silva Penna (2).
PÚBLICO TOTAL: 1634 pessoas. | RENDA: R$40.381,00
LOCAL: Estádio do Café, em Londrina.
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.