PROPAGANDA

Santa Quitéria goleia Capão Raso por 4 a 0 e confirma classificação para as semifinais


Mesmo precisando apenas do empate, o Santa Quitéria não se inibiu por atuar fora de casa e fez grande atuação frente ao Capão Raso, com dois gols em cada tempo. É a sétima vez consecutiva que a equipe auriverde alcança as semifinais da Suburbana.

#Suburbana
Por Yuri Casari

PRÉ-JOGO: Na partida de ida, no estádio Mauricio Fruet, o Santa Quitéria fez sua parte e venceu pelo placar mínimo, ficando com a vantagem do empate para o confronto da volta, no José Carlos de Oliveira Sobrinho. Antes da bola rolar, o tempo virou em Curitiba, e o sábado que era de sol, terminou com ventania e chuva forte.

PRIMEIRO TEMPO: Bastou pouco tempo após o apito inicial para que a torcida visitante pudesse dar o primeiro grito de gol. Com apenas três minutos, Pequi recebeu pela esquerda e ficou de frente para o gol, dando um toquinho na saída de Raphael. Jean ainda tentou afastar, mas Pequi ficou com o rebote e estufou a rede. A vantagem que já era boa ficou ainda melhor para o Quitéria.

Na frente do placar, o time de Juninho mostrou frieza para atacar nos momentos certos. O Capão até tinha mais a bola, mas sequer conseguia ameaçar o gol de Jonas. Aos 22, em novo ataque pelo lado esquerdo, Pequi centrou a bola e Natan apenas empurra para a rede, ampliando a conta, e deixando o Tricolor em situação ainda mais complicada.

Desesperado, o Capão se lançou todo ao ataque, e tentava furar o bloqueio da melhor defesa do campeonato, em vão. Aos 38, lance polêmico. Em jogada de ataque do Tricolor, a bola é levantada na área e o bandeirinha assinala o impedimento. O juiz não vê a marcação e acompanha a sequência do lance, marcando pênalti em mão de Baloi. Após ver a marcação do auxiliar, o juiz volta atrás e confirma o impedimento, gerando fortes protestos por parte do Capão. Na discussão, Juarez leva amarelo. Apenas três minutos depois, Juarez comete falta forte em seu campo de defesa, leva o segundo amarelo e deixa o Capão com um a menos.


SEGUNDO TEMPO: No segundo tempo, o Capão teve a chance de entrar no jogo novamente. Aos 5 minutos, Jean deu um chutão para frente e a bola acaba acertando a mão de Arilton. Na cobrança, Marcelo bate de pé direito no canto esquerdo de Jonas, que pula e defende, e no segundo lance manda pra longe, impedindo qualquer reação do Capão Raso.

No restante da etapa, o Capão tentava de maneira desordenada diminuir a diferença, enquanto o Quitéria tocava pacientemente a bola quando tinha a posse, e ao natural, conseguiu marcar outras duas vezes. Aos 29, Marcelo Andrade tocou para Hideo, em novo ataque pelo lado esquerdo, e o Japonês Voador invadiu a área e chutou forte, marcando o seu primeiro gol na Suburbana 2018 e fazendo a já tradicional comemoração, com os braços cruzados. Dez minutos depois, Hideo cobrou falta do lado esquerdo, a bola desviou na defesa e sobrou para Marcelo Tamandaré cabecear e fechar o elástico placar.


PRÓXIMA PARTIDA: Desde 2012, o Santa Quitéria sempre está entre os semifinalistas. Neste ano, o adversário é o Trieste, que eliminou o Pilarzinho após vencer o segundo confronto por 5 a 1.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CAPÃO RASO: 1. Raphael, 2. Felipe (21. Igor), 3. Juarez, 4. Jean e 6. Guilherme Tomate (18. Lipe); 5. Fernando, 8. Orlei (15. Diego), 7. Luan (20 Lucas Sinop) e 10. Marcelo; 9. Robson e 11. Jean (14. Mateus). T: Junior Saurin.

SANTA QUITÉRIA: 1. Jonas 2. Arilton (16. Alex), 3. Baloi, 4. Carlinhos e 6. Adriano Chuva (15. Badé); 5. Lucas Lopes, 8. Danilo (13. Herick) e 7. Marcelo Andrade (17. Pity); 10. Marcelo Tamandaré, 11. Pequi e 9. Natan (20. Hideo). T: Alei Silva “Juninho”.

FICHA TÉCNICA – CAPÃO RASO 0x4 SANTA QUITÉRIA XXXXXXXXXXX

GOLS:
Pequi, aos 3’ e Natan, aos 22’ do 1º tempo; Hideo, aos 29’ e Marcelo Tamandaré, aos 39’.
CA: Juarez, Fernando, Marcelo, Jean, Diego e Lucas sinop (CAP); Adriano Chuva e Marcelo Tamandaré (STA).
CV: Juarez (CAP).
ÁRBITRO: Luiz Alexandre Fernandes
ASSISTENTES: Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto e Marco Aurélio dos Santos.
LOCAL: José Carlos de Oliveira Sobrinho, Curitiba. 

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



drap
Tecnologia do Blogger.