PROPAGANDA

Fora de casa, Iguaçu faz 3 a 0 no Novo Mundo e sai em vantagem nas semifinais da Suburbana


Alvinegro aplicou placar contundente, apesar da boa atuação do time do Novo Mundo, e precisa de apenas um empate para conquistar a vaga na finalíssima da Suburbana.

#Suburbana
Por Yuri Casari

PRÉ-JOGO: Após eliminar o Vila Fanny nos pênaltis, o Novo Mundo teria pela frente o invicto Iguaçu, dono da melhor campanha do campeonato, que deixou para trás nas quartas de final o Nova Orleans. Completo, o alvirrubro enfrentou um Iguaçu desfalcado de Helton e Léo Gago.

PRIMEIRO TEMPO: Os primeiros minutos deram a impressão de que o Iguaçu faria um jogo tranquilo, com muitas ações ofensivas. Depois de uma sequência de ataques antes dos dez minutos, o alvinegro abriu o placar. Aos 9, depois de cobrança de escanteio curta, Feijão bateu rasteiro para o meio da área, a bola chegou em Alex Pinhais e o atacante dominou e chutou forte no canto esquerdo de André.

Mas depois do gol inaugural a bola passou a maior parte do tempo nos pés do Novo Mundo. Atuando no 433 na fase defensiva, o alvirrubro comandado por Altevir Sales realizava a saída de três, mas ao encontrar o Iguaçu bem posicionado, acabou exagerando nas bolas longas. Ou seja, mesmo com mais domínio, o Novo Mundo não conseguia criar chances efetivas. As principais saíram na bola parada. Aos 14, Nilvano fez levantamento na área, ninguém escorou e Filipe teve que se virar para defender. Aos 28, cobrança de John passou próximo a gol iguaçuano.

Mas a melhor oportunidade mesmo ficou para os minutos finais. Aos 43, o goleiro André fez ótimo lançamento para Pelé na ponta direita que avançou e chutou rasteiro, e Filipe fez a defesa. Nos acréscimos, John e Pelé fizeram uma jogada com três trocas de passes consecutivas entre si, e Pelé concluiu a jogada chutando a bola na trave.


SEGUNDO TEMPO: Na segunda etapa foi o Iguaçu que começou atacando. Em boa jogada de Feijão pelo lado direito, o atacante abriu espaço, cortou para o meio e chutou de esquerda, mas André se saiu bem. Porém, o Iguaçu ficou por aí novamente e o Novo Mundo recuperou o volume de jogo que já estava apresentando no primeiro tempo. Mas novamente as chances eram escassas. Aos 8, em cobrança de falta, Alex chutou forte, a bola quicou antes no chão e Filipe impediu o gol como pôde. Aos 12, após cruzamento da direita, Murilo cabeceou em direção ao ângulo esquerdo do arqueiro mas Filipe fez nova defesa, dessa vez cinematográfica. Mas para o Iguaçu bastam poucas oportunidades para decidir o confronto. Na bola parada, aos 20 minutos, Aderaldo cobrou, a bola desviou na barreira e tirou André da jogada ampliando o marcador.

Mesmo com um revés grande para correr atrás, o Novo Mundo se lançou ao ataque, mas não conseguiu produzir boas oportunidades. Ainda houve tempo para um castigo final. Aos 49 minutos, Pedro Oldoni ganhou na velocidade do marcador e encobriu o goleiro André, marcando um belo gol e decretando o placar final da partida.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

NOVO MUNDO: 1. André, 2. Alex, 3. Fabricio (20. Fernandinho), 4. Roberto e 6. Jean Miguel; 5. Vermelho, 8. Jhon (16. Rodolfo Negueba) e 10. Nilvano; 7. Pelé, 11. Caio e 9. Rogério (17. Murilo). T: Altevir Sales.

IGUAÇU: 1. Filipe, 2. Felipe Tom Tom (13. Neto), 3. Emerson, 4. Aderaldo e 6. Bruninho; 5. Douglão, 7. Russo e 8. Emmanuel (18. John Cesar); 10. Wellington Baroni (14. João Paulo), 9. Feijão (17. Pedro Oldoni) e 11. Alx Pinhais (16. Samuel)

FICHA TÉCNICA – NOVO MUNDO 0x3 IGUAÇU XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS:
Alex Pinhais, aos 9’ do 1º tempo; Aderaldo, aos 20’ e Pedro Oldoni, aos 49’ do 2º tempo.
CA: Vermelho e Pelé (NOV); Baroni (IGU).
ÁRBITRO: Rafael Traci.
ASSISTENTES: Ivan Carlos Bohn e Ryan Chubter Ribeiro.

LOCAL: Arena Vermelha, Curitiba. 
drap
Tecnologia do Blogger.