PROPAGANDA

Em noite de protestos, Coritiba vence Goiás e ajuda Londrina na briga pelo acesso


O Couto Pereira foi palco de muitos protestos contra a diretoria alviverde, na noite dessa sexta (09). Já sem chances de acesso, o Coxa recebeu o Goiás, que buscava ficar dentro do G4. O menor público do ano viu um jogo de pouca qualidade, com raras oportunidades. Quem soube aproveitar foi o Coritiba, que marcou com Rafael Lima, voltando a vencer após a cinco jogos e ajudando o Tubarão, que pode ficar empatado com o escrete esmeraldino se vencer o Oeste amanhã (10).


#SÉRIE B
Por Gabriel Sawaf

PRÉ-JOGO: Sem chances de acesso, o Coritiba veio para o Couto Pereira em clima melancólico. Em noite de protestos, boa parte da torcida ficou do lado de fora do estádio, com faixas e cantos de protesto. Na arquibancada, o espaços vazios e outras faixas davam o clima do duelo. Dentro de campo, o Coxa contava com o retorno de Vitor Carvalho, que estava suspenso diante o São Bento, e Matheus Bueno, que fazia sua estréia no time titular. Já o Goiás veio dentro do G4 e queria aproveitar o clima ruim no Alto da Glória para se aproximar do acesso. 

PRIMEIRO TEMPO: Pressionado, o Coxa entrou em campo visivelmente nervoso, errando alguns passes e perdendo bolas bobas. Mesmo assim, as primeiras oportunidades foram do escrete alviverde. Aos quatro Alecsandro aproveitou sobra de cruzamento e chutou, a bola desviou e passou próxima ao gol de Marco. Três minutos Rafael Lima aproveitou escanteio e cabeceou para fora. 

O nível do jogo era ruim. O Goiás até ficava com a bola. mas não conseguia criar, enquanto o  Coxa seguia nervoso, porém era quem criava. Aos 31' Matheus Bueno deu belo passe para Alecsandro, que deu uma chapéu no goleiro e cabeceou na trave, fazendo jus aquela frase "de quando a frase é ruim a bola não entra.



SEGUNDO TEMPO - A etapa final começou animada. Aos três minutos Alex Silva fez boa jogada pela direita, invadiu a área e chutou cruzado, exigindo boa defesa de Rafael Martins. Logo em seguida o Coxa respondeu, com chute de Chiquinho que passou a esquerda do gol esmeraldino. Aos sete Chiquinho cobrou falta na cabeça de Alecsandro, que cabeceou para grande defesa de Marcos.

Só que o bom futebol ficou nos dez primeiros minutos. O Goiás ficava com a bola, porém não conseguia criar oportunidades. O Coxa vinha nos contra golpes, puxados por Alecsandro e Guilherme Parede, em sua maioria, parando na marcação que fechava a área. O Verdão também chegava nas bolas paradas, e assim conseguiu fazer seu gol. Aos 27' Chiquinho cobrou falta e Rafael Lima aproveitou de chapa no meio da área, tirando a bola de Marcos e balançando a rede no Couto.  

Precisando do resultado, o Goiás foi para cima. Aos 34' Madison chutou de fora,a  bola quicou e Rafael Martins fez grande defesa. Só que o time visitante pouco fez e o Coxa conseguiu a vitória;


PRÓXIMAS PARTIDAS: Após voltar a vencer, o Coxa segue sua reta final tentando honrar sua camisa contra a Ponte Preta, na próxima terça (13), em Campinas. O Goiás tenta se reabitar na briga pelo acesso em Barueri, contra o Oeste, no sábado que vem (17). 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA: 1- Rafael Martins; 28- Leandro Silva, 31- Rafael Lima, 90 Alan Costa e 46- Abner (66- William Matheus); 5- Vitor Carvalho, 72- Simião (8- Julio Rusch), 98- Matheus Bueno e 23- Chiquinho; 9- Alecsandro e 77- Guilherme Parede (92- Pablo). Técnico: Argel Fucks.

GOIÁS: 1- Marcos; 2- Alex Silva, 3- Victor Ramos, 4- David Duarte e 6- Ernandes; 5- Gilberto Júnior, 8- Giovanni (19- Renato Cajá) e 10- Gedoz (16- Madison); 7- Maranhão (25- Rafinha), 9- Lucão e 11- Michael.  Técnico: Ney Franco. 

FICHA TÉCNICA – CORITIBA 1 X 0 GOIÁS XXXXXXXXXXXXX

GOL: Rafael Lima (27’ do 2°T)|Coritiba
CARTÕES AMARELOS: Vitor Carvalho, Abner e Júlio Rusch (Coritiba) Lucão e Madison (Goiás)
ARBITRAGEM: Jean Pierre Gonçalves Lima.
ASSISTENTES: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor.
LOCAL: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitibadrap
Tecnologia do Blogger.