PROPAGANDA

Baroni, o destaque da partida entre Iguaçu e Novo Mundo


Iguaçu e Novo Mundo empataram em 1 a 1 no último sábado (26), no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, em Curitiba, no jogo de volta semifinal da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018. O resultado classificou o alvinegro para a final, com grande contribuição de Baroni, que anotou o gol de sua equipe, fez uma bela partida e foi o destaque do jogo. Confira a 94ª figurinha do Álbum DRAP em 2018.


#FIGURINHA DO JOGO
Por Lucas Ravel

Wellington Baroni, o camisa 10 do Iguaçu, despontou como um dos destaques da edição 2018 da Suburbana. O jogador de 29 anos nasceu em Curitiba e já passou pelo Novo Mundo em 2016. Naquele ano, sua equipe caiu nas quartas de final e o campeão foi o escrete onde joga hoje. Neste intervalo de tempo, o meia passou pelo Juventus, de São Paulo, e conseguiu livrar a equipe do rebaixamento na Série A-2 do Campeonato Paulista deste ano. Ele ainda somou passagens pelo Paraná Clube, J.Malucelli, futebol espanhol, grego e uruguaio. Neste ano, o jogador ainda não perdeu nenhuma partida na Divisão Especial da Suburbana pelo time de Santa Felicidade. Desde que estreou, na 8ª rodada da primeira fase, são 5 vitórias e 3 empates, com 4 gols anotados.

Um dos seus gols foi contra o Novo Mundo, em jogo que classificou o galo de Santa Felicidade para a final da Suburbana, que será novamente contra o Trieste, em reedição da final de 2017. A equipe da casa já começou com tudo, marcando 1 a 0 aos 8 minutos. A bola chegou no pé de Baroni, que, de fora da área, não titubeou e finalizou de primeira no canto esquerdo de André. O goleiro até se esticou, mas não havia nenhuma chance de defender o chute preciso do camisa 10.

O jogador pode ser o destaque, mas não está livre das falhas individuais. Baroni é um exemplo. No início do segundo tempo, o meia teve a grande chance de ampliar o placar, que mataria a partida. Alex Pinhais conseguiu o passe ao jogador que estava vindo em velocidade. Na sua imaginação, era o gol da vitória, mas na realidade, o buraco, tampado com areia no meio da área, fez a trajetória da bola ser alterada e a finalização certeira se tornar um chute que passou longe do gol.

No restante da etapa complementar, o Iguaçu tomou o empate, em lindo gol de Fernandinho. Porém, Baroni conseguia fazer bem a sua função, auxiliando na criação das jogadas e ajudando na parte defensiva quando era necessário, o que coroou a boa atuação do meia. Embora o Novo Mundo pressionasse no final do jogo para levar a decisão aos pênaltis, o esforço não foi necessário para virar o placar.

O Iguaçu joga contra o Trieste, no próximo sábado (01), no estádio Francisco Muraro, pelo primeiro jogo da decisão. Na primeira fase, as duas equipes se enfrentaram e o alvinegro levou a melhor no clássico, vencendo por 1 a 0, com outro belo gol de Baroni, de fora da área. Resta saber se o jogador decidirá novamente contra o rival. Desta vez, o título estará em jogo contra o tricolor da Colônia, que vem motivado em busca da quebra do jejum de 5 anos sem título, mas que ainda se mantém como maior campeão.
drap
Tecnologia do Blogger.