PROPAGANDA

Vila Hauer empata no fim diante do Vila Torres e conquista vaga na semifinal da Série B


União Vila Torres e Vila Hauer se enfrentaram nesse sábado (27), em jogo válido pela volta das quartas-de-finais da série B da suburbana de Curitiba. O Vila Torres saiu na frente nos 45 minutos iniciais, foi mais ofensivo durante o confronto, mas desperdiçou muitas oportunidades.  Mesmo com a expulsão do lateral-esquerdo da equipe visitante, o Hauer foi valente e conseguiu igualar o placar aos 38 da segunda etapa.

#SUBURBANA

PRÉ-JOGO – Nos últimos dois anos o Vila Hauer não conseguiu ir além das quartas-de-finais. A equipe visitante tinha a vantagem do empate, com vitória obtida no jogo de ida, por 1x0. Já o Vila Torres, a fênix, estreante na competição, surpreendeu avançando de fase no 1º lugar do grupo B, e poderia contar com algo favorável: a presença da torcida no Mário Vendramel. Porém, o Hauer é dono de uma das melhores defesas da competição.

PRIMEIRO TEMPO – Quem começou melhor foi o Vila Hauer. Logo aos 3’, o centroavante Marcelo arriscou um chute da entrada da área, mas o arremate saiu sem direção. O suficiente para Lucas dar uma bronca na zaga do Torres. Aos 7, em jogada trabalhada da equipe da Vila Torres, com a bola passando pelos pés do meia armador Guelo, a redonda chegou para Cidinho, que bateu firme, mas Diogo estava bem posicionado e defendeu o arremate. Dois minutos depois, os donos casa apareceram com perigo. O volante Dandão disparou de fora da área, mas o arqueiro do Hauer agarrou.

A pressão era toda do escrete do Vila Torres. Jogava ofensivamente procurando abrir espaços. Justamente porque o empate era resultado favorável para o Hauer. Aos 15, após cobrança de falta, o anfitrião quase abriu o placar. Guelo subiu livre de marcação, mas cabeceou sem direção e a bola se perdeu pela linha de fundo. Aos 23, novamente a equipe da casa teve a chance de mexer no placar. Em lance pelo lado direito Rochinha cruzou e Marcelo cabeceou por cima do gol. Aos 27, Leco também do Vila Torres, recebeu passe, e livre de marcação isolou por cima da meta adversária. O que estava faltando para o Torres: pontaria e calma para finalizar.

Um minuto depois, o Hauer respondeu em contra-ataque. Em uma bola longa, William apareceu pela esquerda, e da entrada da área bateu de primeira, a redonda passou perto da meta defendida por Lucas. Aos 31, O Vila Torres desperdiçou a sua melhor chance até aqui. Guelo bateu de bico, e Diogo pulou como um gato e encaixou, salvando a equipe visitante. Nos 45 minutos iniciais, a equipe da casa foi mais ofensiva e criativa. Entretanto, o Vila Torres precisava acertar a pontaria. A proposta de jogo do Hauer era bem clara. Defender bem e esperar o tempo passar.


SEGUNDO TEMPO – Aos 5, falta a favor do Vila Torres na meia direita. Bola parada. Chuveirinho na área e Caique desviou no primeiro pau para abrir o placar para o Torres. 1 a 0 para a Fênix, levando, naquele momento a decisão para as penalidades. Aos 10, o tricolor do Hauer perdeu o lateral-esquerdo Odair, que tomou o cartão vermelho após agredir o adversário. A bola aérea era a principal arma do anfitrião. Dois minutos depois, os donos da casa quase ampliaram a vantagem. Após cruzamento na área, Diogo fez excelente defesa.

No embalo, a equipe do Vila Torres chegou de novo com risco. Cidinho bateu falta e o arqueiro do tricolor encaixou. O goleiro dava tranquilidade para o Vila Hauer. Os visitantes jogavam por uma bola. E começavam a equilibrar o jogo, a partir da metade da segunda etapa. O homem a menos em campo, não parecia mais fazer falta. Quando aos 37, uma cobrança de falta para o Hauer. O zagueiro Batata estava na marca do pênalti, se adiantou à zaga adversária e balançou as redes. O empate colocava o tricolor na semi-final.

Aos 40, o Torres ainda tentou pressionar. Após chuveirinho na área do Vila Hauer, Dinda dividiu com Diogo, a bola sobrou, e o zagueiro do tricolor tirou na linha do gol. Um final de tirar o fôlego. O gol levaria a partida aos pênaltis. Mas isso não aconteceu. Final de jogo no Mário Vendramel. Vila Torres 1x1 Vila Hauer.          


A fênix ficou pelo caminho. Mas ela tem sempre o poder de ressurgir das cinzas. Do outro lado, o tricolor que não passava pelas quartas-de-finais há dois anos, avança e vai brigar pelo acesso. Agora, irá medir forças com o Grêmio Ipiranga na próxima fase.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

UNIÃO VILA TORRES: 1 Lucas; 2 Rochinha, 3 Erick, 4 Fabricio e 6 Mateus;  5 Dandão (15 Rodrigo), 7 Leco, 8 Caique, 10 Guelo, 7 Iago, 9 Marcelo (13 Cleiton) e 11 Cidinho (17 Jeferson). Técnico: Edevaldo Silva

VILA HAUER: 1 Diogo; 2 Valdick, 3 Italiano, 4 Batata e 6 Odair; 5 Campina (16 Xuxa), 7 Camilo, 8 Jeferson (19 Wagner) e 10 Teixeira (Guderson); 11 Willian e 9 Marcelo. Técnico: João Paulo.

FICHA TÉCNICA VILA TORRES 1x1 VILA HAUER XXXXXXXXXXX

GOLS: Caique aos 5’ do 2º T (Vila Torres): Batata aos 37’ do 2ºT (Vila Hauer)
AMARELOS: Odair, Valdir e Jeferson (Vila Hauer); Rochinha, Guelo (Vila Torres)
VERMELHOS: Odair (Vila Hauer)
ÁRBITRO: José Mendonça da Silva Jr.
ASSISTENTES: Sandra Maria Dawies e Reube Dobrychkop dos Reis
LOCAL: Estádio Mário Vendramel, Vila Torres, em Curitiba.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.