PROPAGANDA

[SUB 19] Paraná perde muitas oportunidades, mas vence o Foz por 3 a 1

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
Na tarde desta quinta-feira (06), o Paraná recebeu o Foz do Iguaçu buscando saldo de gols para se distanciar nesse quesito do FC Cascavel. Dentro de campo, o escrete paranista ficou muito nervoso e não conseguiu concluir bem as diversas chances que teve, vencendo o time da fronteira por 3 a 1 e dependendo dos resultados do Aurinegro para saber como ficará a briga pela vaga na terceira fase. Já o Foz foi eliminado do torneio.

#PARANAENSE SUB-19
Por Gabriel Sawaf

PRÉ-JOGO: O Tricolor recebeu o Foz do Iguaçu na Vila Olímpica com o pensamento de fazer gols, para se conseguir abrir vantagem em relação ao FC Cascavel. As duas equipes chegaram a rodada empatadas na segunda colocação, com cinco pontos, e um gol de diferença a favor dos paranistas no saldo. No primeiro jogo dessa fase, o time da capital fez 7 a 0, mesmo jogando como visitante. Essa situação pesava um pouco para o Foz, que precisava vencer para sair da pontuação zerada e ainda ter chances de classificação.

O EMBATE – O Tricolor entrou com tudo para cumprir a meta de aumentar seu saldo de gols. Logo aos 20 segundos, Andrey fez boa jogada pela direita e tocou para Bruno Luiz, sozinho, chutar para fora. Mais tarde, aos seis minutos, Gabriel Pires cruzou da esquerda e Warley testou para fora. A pressão paranista deu resultado aos 13’, quando Warley fez belo lançamento da meia cancha para Andrade que, de primeira, acertou um belo chute e abriu o marcador.

O Azulão se fechava muito mas buscava a resposta. Aos 17’ Luiz Felipe aproveitou sobra de dividida e chutou bonito, obrigando Murillo a fazer grande defesa. O Tricolor buscava mais gols e, aos 19’, Warley aproveitou uma saída errada e o goleiro adiantado para mandar um balaço no travessão. A parte de cima da baliza parecia ser a maior rival do Paraná. Aos 22’ Warley deu belo passe para Andrey, que invadiu a área, tocou por cima e, caprichosamente, a bola foi no travessão.

Após isto o time da casa se mostrava muito ansioso para fazer mais gols e desperdiçavam chances com erros simples, não assustando mais a meta de André Luiz. Luciano Simm fez até uma alteração, colocando Lucas Borges no lugar de Gabriel Pires, para dar mais intensidade ao ataque.

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
Precisando de mais gols, o Paraná voltou com uma alteração ousada. Luciano Simm promoveu a entrada de Gustavinho, um meia ofensivo, na vaga do lateral esquerdo Marcelo. Logo no primeiro minuto a rede quase balançou, a favor do Foz. Em jogada pela direita, Luiz Felipe lançou Vitor nas costas da marcação. O atacante saiu na cara do gol e parou em boa defesa de Murillo. O Paraná seguia muito ansioso na hora de concluir. Aos seis minutos Warley fez boa jogada pela esquerda, Silva não percebeu que Andrade se preparava livre atrás dele e testou para fora. Se no chão o jogo não fluía, a bola parada foi a alternativa. Aos 15’ Warley cobrou falta na cabeça de Andrey, que cabeceou no travessão, mas na sobra Matheus Xaxim só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O gol acalmou o Paraná, que logo no minuto quase ampliou o marcador por duas vezes. Na primeira, Andrey fez grande jogada pela esquerda, tocou por cima do goleiro e Gabriel salvou. Na sequência Warley atuou pela ponta esquerda e chutou para boa defesa de André Luiz. Querendo ampliar o marcador, Luciano Simm tirou o zagueiro Thiagão e colocou o meia Wilson. O Tricolor ainda ficou com um a mais aos 26’, quando Marcelo chutou Lucas Borges em jogo já paralisado e recebeu o vermelho direto. Só que o escrete paranista quase pagou o preço de se lançar ao ataque aos 33’, quando Wilson se embolou na saída de bola e perdeu para Vitor, que só não diminuiu por conta de Murillo.

De tanto apostar no ataque o Paraná foi premiado aos 34’. Warley deu um sutil toque após chutão vindo de trás e deixou Lucas Borges na cara do gol. O atacante encobriu o goleiro e fez o terceiro. Só que a obsessão por gols do Paraná teve seu preço. Wesley Quintino recebeu na cara de Murillo e deu um toque por cima do goleiro, que saiu com tudo e fez o pênalti. Na cobrança, Vitor bateu e fez o gol de honra para o Azulão, e diminuiu a esperança do Tricolor de fazer mais saldo.

PRÓXIMAS PARTIDAS: Aguardando o confronto entre FC Cascavel e Maringá, que acontece neste sábado (8), o Paraná se prepara para enfrentar a Zebra na semana que vem e decidir sua vida. Já o Foz vai visitar o FCC na sua despedida da competição.  

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
PARANÁ: O Paraná veio para campo precisando de gols. Por isto Luciano Simm preparou a equipe com o foco totalmente ofensivo. Silva e Bruno Luiz jogavam mais livres, enquanto Warley recuava para trabalhar mais o início das jogadas. Xaxim e Thiagão jogavam mais avançados e com isto o Tricolor ficava todo no campo ofensivo quando atacava. Na segunda etapa o Tricolor se lançou ainda mais no ataque, tirando Thiagão e Marcelo, recuando Bruno, ficando só com Xaxim como jogador de origem defenisiva.

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
FIQUE DE OLHO – Warley: O meia teve uma atuação decisiva no triunfo Tricolor. O meia jogou mais recuado, como Luciano Simm gosta, trabalhando as jogadas vindo de trás. Participou dos três gols, dando a assistência em dois. Na segunda etapa atuou mais adiantado e, junto com Andrey, forneceu boas chances para o seu time.

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
FOZ DO IGUAÇU: A equipe da fronteira veio com uma proposta bem clara de travar o jogo paranista. Sem muitas alternativas, o time optou em amarrar  mais a partida e, principalmente na segunda etapa, aproveitou os espaços dados pelo Paraná, em contra ataques e apertando a marcação, conseguindo assim marcar o seu gol.

Foto: Cleiton da Cruz/Agência DRAP
FIQUE DE OLHO – Sávio: Apesar de atuar com camisa de atacante, 11, Sávio não jogava na função que consagrou Romário. Atuando na meia cancha, o meia era um ponto principal na ligação da equipe para o ataque, atuando bem na função defensiva e ofensiva.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ: 1- Murillo; 2- Kennidy (14. Thawan), 3- Matheus Xaxim, 4- Thiagão (16. Wilson) e 6- Marcelo (17- Gustavinho); 5- Bruno Luiz, 8- Silva e 10- Warley; 9- Andrey, 11- Gabriel Pires (18. Lucas Borges) e 7- Andrade. Técnico: Luciano Simm.

FOZ DO IGUAÇU: 1- André Luiz; 2- Douglas (14. Jonas), 3- Mateus Soares 4- Marcelo e 6- Maicon; 5- Wesley Fabrício (13. Wesley Quintino), 11- Savio, 8- Gabriel e 10- Matheus Henrique; 7- Luiz Felipe e 9- Vitor. Técnico: Carlos Alberto Santana.

FICHA TÉCNICA – PARANÁ 3 X 1 FOZ DO IGUAÇU XXXXXXXXXXXX

GOLS: Andrade (13’ do 2ºT), Matheus Xaxim (15’ do 2ªT) e Lucas Borges (aos 34’ do 2ºT) (Paraná); Vitor (aos 43’ do 2ºT) (Foz do Iguaçu).
CARTÕES AMARELOS: Silva, Bruno Luiz e Murillo (Paraná); Mateus Soares, e Gabriel (Foz do Iguaçu).
CARTÕES VERMELHOS: Marcelo (Foz do Iguaçu).
ARBITRAGEM: Diego Grubba Schitkovski
ASSISTENTES: Vinicius Bueno Seixas e Mauricio Costanaro Gonçalves
LOCAL: Vila Olímpica do Boqueirão, Curitiba.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.