PROPAGANDA

Operário vence o Bragantino nos pênaltis e carimba classificação para final da Série C


Operário Ferroviário e Bragantino se enfrentaram na tarde deste domingo (09) em duelo válido pela segunda partida das semifinais do Campeonato Brasileiro da Série C. O confronto realizado no Estádio Germano Krüger terminou em vitória do Fantasma por 4 a 2 nos pênaltis, após empate em 0 a 0 no tempo normal. Com o resultado, o Operário confirma presença na decisão do certame, onde enfrentará o Cuiabá. Já o Bragantino dá adeus às chances de título em 2018 e inicia a preparação para a disputa da série B do ano que vem.


#SÉRIE C
Por @allyson_mcs

PRÉ-JOGO: No embate alvinegro, Operário e Bragantino duelaram por uma vaga na final desta edição da Série C. O Fantasma entrou em campo com alguns desfalques importantes. Gérson Gusmão não teve a presença dos volantes Chicão, que recebeu o cartão vermelho no jogo de ida, e Índio, que se recupera de lesão, ambos foram titulares durante boa parte da campanha neste certame. Por outro lado, o escrete de Vila Oficinas contou com o retorno de Schumacher, peça fundamental do ataque operariano e um dos artilheiros da equipe na temporada. Já o Massa Bruta entrou em campo com a missão de vencer o Fantasma longe de seus domínios após o empate em 0 a 0 no primeiro jogo. Porém, a equipe comandada por Marcelo Veiga viajou a Ponta Grossa sem alguns atletas importantes, entre elas o lateral-esquerdo Fabiano, o volante Adenilson e o meia Matheus Peixoto, que não faziam mais parte do elenco paulista.

PRIMEIRO TEMPO: O início do embate é marcado por muito equilíbrio. O Operário Ferroviário leva perigo pelo setor direito com Robinho, o meia recebe com liberdade na entrada da área e finaliza colocado. A bola morre nas mãos do goleiro Alex. Logo após a primeira boa chance da partida, veio a resposta do Bragantino. Marquinhos faz lançamento em profundidade na faixa central do campo e encontra Jonathan Costa. O volante do Massa Bruta arrisca finalização de muito longe, levando perigo à meta de Simão. As duas equipes demonstram muita vontade nos primeiros minutos.

O escrete de vila oficinas encontra dificuldades ao trocar passes no campo ofensivo. A equipe de Bragança Paulista marca forte e começa a envolver a defesa operariana. Após cobrança de escanteio, a bola sobra nos pés de Juliano. O camisa 3 chuta forte de dentro da pequena área e obriga Simão a fazer grande defesa no reflexo. O Volante Erick, uma das principais armas do Fantasma no processo de transição ofensiva, é muito bem marcado pelos defensores visitantes. Em mais um lance de perigo a favor do Operário, Cleyton recupera a bola no campo de ataque e chuta com efeito. Alex encaixa a bola no centro do gol e sai jogando para o Bragantino. A sequência do embate é marcada por muito estudo entre as duas equipes e pela escassez de oportunidades, ambos os times fecham muito bem os espaços, qualquer erro pode definir a partida.


A equipe do fantasma passa a utilizar mais as laterais do campo e aposta nos cruzamentos para abrir o placar. Em levantamento na área pela direita, a bola sobra para Erick, que tenta uma bicicleta e finaliza para fora. Logo na sequência, Cleyton recebe na linha de fundo em profundidade e encontra Quirino. O atacante operariano sobe mais alto que a marcação e cabeceia rente ao travessão. O Bragantino agora joga à espera de uma falha dos donos da casa. Danilo Bueno recebe na entrada da área após contra-ataque. O camisa 8 do Massa Bruta finaliza colocado e leva perigo ao goleiro Simão. A equipe de Bragança Paulista encerra o primeiro tempo cedendo espaços ao Fantasma, que precisa aproveitar melhor as oportunidades na segunda etapa.

SEGUNDO TEMPO: O Operário mantém a postura observada na primeira metade do confronto e segue agredindo a equipe de Bragança através de triangulações pelos flancos. O escrete visitante fecha melhor os espaços e dificulta os avanços do fantasma. A primeira boa oportunidade do segundo tempo foi do Massa Bruta. Após confusão na pequena área, Adriano Paulista tenta voleio para defesa tranquila de Simão. A equipe de Vila Oficinas pressiona os visitantes e domina as ações do embate. Dione arrisca finalização de muito longe, a bola desvia e assusta o goleiro Alex. Os donos da casa envolvem a marcação adversária, mas não aproveitam as chances criadas para abrir o placar. Em mais um contra-ataque do Bragantino, Marquinhos aparece livre na segunda trave após cruzamento e testa firme para balançar as redes do Operário. A arbitragem marca impedimento do camisa 11, por pouco os visitantes não abrem o placar.

A resposta do Fantasma veio com Dione. O meia recebe em profundidade, entra na área e chuta cruzado, tirando tinta do poste adversário.  A equipe de Bragança Paulista continua se defendendo bem e apostando nos contragolpes em velocidade, mas o Operário não deixa o Massa Bruta levar perigo. Mais uma grande chance da equipe da casa. Erick recebe livre após dividida na grande área, fica cara a cara com Alex e finaliza por cima do gol.


O Operário segue com uma postura ofensiva na reta final da segunda etapa e por pouco não sai na frente com Schumacher. O centroavante do Fantasma cabeceia forte após cruzamento e carimba o travessão do Bragantino. Poucos minutos depois, o lateral direito Léo recebe o segundo cartão amarelo por falta no setor direito de defesa e dá adeus à partida, deixando o Alvinegro de Vila Oficinas com um jogador a menos. Na cobrança da falta, Marlon cabeceia rente à trave esquerda de Simão, assustando a torcida presente no Germano Krüger. Após o lance o árbitro apita o fim do tempo normal. A decisão de um dos finalistas da série C vai para a disputa de penalidades.

PÊNALTIS: Bruno Batata, Schumacher, Cleyton e Dione converteram as cobranças do Operário. Robertinho e Marquinhos marcaram para o Bragantino. Rafael Chorão e Guilherme desperdiçaram a cobrança para os visitantes. Com grande atuação do goleiro Simão, que defendeu duas penalidades, o Fantasma está na final da série C.


PRÓXIMO JOGO: O Operário Ferroviário agora inicia a preparação para a final contra o Cuiabá. A primeira partida da decisão da série C acontecerá no próximo domingo (16), às 15h30, na Arena Pantanal. Já o Bragantino dá adeus ao certame e às chances de título. O Massa Bruta agora deve focar na preparação de seu elenco para a disputa da série B de 2019.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Operário: 1-Simão; 2-Léo; 3- Alisson; 4-Sosa; 5-Serginho Paulista; 6- Peixoto; 7-Quirino (20-Schumacher); 8-Erick (18-Xuxa); 9-Bruno Batata; 10-Robinho (22-Dione); 11-Cleyton. Tec: Gérson Gusmão

Bragantino: 1-Alex; 2-Buiu; 3-Juliano; 4-Guilherme; 5-Magno; 6-Junior Goiano; 7-Jonathan Costa (15-Marlon); 8-Danilo Bueno (13-Robertinho); 9-Adriano Paulista (14-Marcel); 10-Rafael Chorão; 11-Marquinhos. Tec: Marcelo Veiga

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO X BRAGANTINO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CA: Léo, Erick (OFEC) Jonathan Costa, Guilherme, Juliano (BRA)
CV: Léo (OFEC)
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: Kleber Lucio Gil (1) e Neuza Ines Back (2)
Público: 5062 | Renda: 90690
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
drap
Tecnologia do Blogger.