PROPAGANDA

Operário empata com o Cuiabá na primeira partida da final do Campeonato Brasileiro da Série C


Operário Ferroviário e Cuiabá se enfrentaram pelo primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro da Série C de neste domingo (16), no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. A partida terminou empatada em 3 a 3 e a definição do título ficará para a partida de volta, em Mato Grosso. O segundo confronto da final acontece no próximo sábado (22), na Arena Pantanal.


#SÉRIEC
Por Mariana Santos 

PRÉ-JOGO: Donos das melhores campanhas da competição, Operário e Cuiabá se enfrentaram em busca do título do Campeonato Brasileiro da Série C de 2018. Nas semifinais, o Fantasma eliminou o Bragantino nos pênaltis, após empate por 0 a 0 nas duas partidas. O Dourado passou pelo Botafogo-SP nas semifinais, com empate em 0 a 0 no primeiro jogo, no segundo venceu por 3 a 0 fora de casa e, com isso, confirmou a vaga na final. Para a primeira partida decisiva, o Operário não contou com Léo, que esteve suspenso após ser expulso contra o Bragantino. Mas tem o retorno de Chicão, que cumpriu suspensão no último duelo. Os desfalques do Cuiabá são Bruno Sávio, que se recupera de lesão, e Hiltinho que cumpre suspensão. Na fase de grupos, Operário e Cuiabá se enfrentaram duas vezes. Na capital mato-grossense, vitória do Cuiabá por 4 a 0 e na casa do Fantasma, empate em 1 a 1.

PRIMEIRO TEMPO: Após o apito inicial, no primeiro lance da partida, Dione recebeu livre na área e chutou forte para abrir o placar para o Operário, em menos de um minuto de jogo. O Fantasma seguiu pressionando o adversário e não deu espaços para o Cuiabá trabalhar as jogadas. O Dourado passou a apostar nos lançamentos para chegar ao campo de ataque. Aos 16’, após passe de Dione, Bruno Batata recebeu na área e chutou, mas foi travado pela zaga do Cuiabá, quase o segundo do Operário.

O confronto começou a ficar mais disputado no meio campo, o que ocasionou muitas faltas. O Operário buscou as jogadas pelas laterais, apostando na velocidade de seu ataque. Já o Cuiabá seguiu em busca do empate, apostando nas bolas paradas. Após escanteio, Marino cabeceou firme, mas bola saiu à direita do gol de Simão, aos 32’. Com a equipe do Cuiabá saindo para o jogo, o Operário encontrou mais espaços e passou a sair no contra-ataque adversário.

Aos 45’, após belo lance de Cleyton, Danilo Báia recebeu na linha de fundo e fez cruzamento certeiro para Erick, que cabeceou para marcar o segundo do Operário na partida. O Cuiabá tentou responder no ataque, e acertou o travessão de Simão, mas na sequência a bola foi afastada pelos defensores do Fantasma. Primeira etapa terminou com boa vantagem do Operário no placar.


SEGUNDO TEMPO: A etapa final iniciou com troca de passes do Operário no meio de campo, buscando espaços para atacar. Na primeira chance do Cuiabá na segunda etapa, Marino acertou belo chute e diminuiu para o Cuiabá na partida, aos 3’. O Dourado seguiu pressionando para empatar o confronto. Aos 8’, após chute de Adriano Pardal de fora da área, Simão fez boa defesa e impediu o segundo do Cuiabá.

O Operário passou a ter dificuldade para sair jogando e rifou as bolas na defesa, facilitando para a equipe do Cuiabá. Em cobrança de escanteio, aos 19’, a bola sobrou na área e Marino empurrou para marcar o segundo dele e do Dourado na partida. Em segundo tempo desatento do Operário, Jenison recebeu cruzamento e cabeceou para virar o jogo para o Cuiabá. O Fantasma sentiu a virada e não conseguiu se acertar na partida, errando muitos passes no meio campo.  

Em busca do empate após sofrer a virada, o Operário passou a apostar nas bolas paradas. Aos 32’, em cobrança de falta de Cleyton, Victor Souza defendeu e impediu o gol do Fantasma. O Cuiabá respondeu com Eduardo Ramos, que bateu de fora da área para a boa defesa de Simão. Aos 38’, Erick desviou de cabeça e bola parou na trave do gol do Cuiabá, quase o empate. O Operário seguiu pressionando, e os 44’, Robinho aproveitou sobra de bola e bateu forte para empatar a partida. Sem mais chances para as equipes, primeira partida da final terminou com igualdade no placar.


PRÓXIMA PARTIDA: Operário e Cuiabá se enfrentam pelo segundo jogo da final da Série C, no próximo sábado (22), às 19h, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1-Simão, 2-Danilo Báia (21-Anderson Paraíba), 3-Alisson, 4-Sosa, 5-Chicão, 6-Peixoto, 7-Dione (22-Quirino), 8-Erick, 9-Bruno Batata (20-Schumacher), 10-Robinho, 11-Cleyton. Téc: Gerson Gusmão

CUIABÁ: 1-Victor Souza, 2-Jean (19- Flávio Carioca), 3-Ednei, 4-Edson Borges, 6-Danilo, 7-Alê, 8-Marino, 9-Jenison, 10-Eduardo Ramos, 11-Adriano Pardal (17-Bruno Alves), 18-João Carlos (16-Doda). Téc: Itamar Schülle

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 3 X 3 CUIABÁ XXXXXXXXXXXXX

Gols: Dione, Erick, Robinho (OFEC); Marino (2), Jenison (CUI)
CA: Simão (OFEC); Edson Borges, Doda (CUI)
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Jorge Eduardo Bernard (1), Leirson Peng Martins (2)
Público/ Renda: 6.003 / 127.280,00
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
drap
Tecnologia do Blogger.