PROPAGANDA

Marcos Franco, o destaque do confronto entre Vila Sandra e Sergipe


Vila Sandra e Sergipe jogaram no último sábado (22) no Estádio Ozório Claudino de Barros, em Curitiba. O duelo foi válido pela sétima rodada da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018 e marcou pelo embate entre os opostos na tábua de classificação no Grupo A, o lanterna visitou o líder do certame. Posições que refletiram dentro das quatro linhas, pois a equipe conseguiu realizar a maior goleada de toda a história da Suburbana. Motivação que foi inspirada no banco de reservas, já que o treinador alvinegro ficou orientando quase que os 90’ para manter o mesmo ritmo/intensidade da partida. Confira a sexagésima terceira figurinha do álbum DRAP de 2018.

#FIGURINHA DO JOGO
Por @rafaelbuiar

O escrete do Vila Sandra entrou em campo na primeira colocação na tábua de classificação do Grupo A da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018 e com nenhuma derrota na competição. Enquanto que a equipe do Sergipe entrou totalmente diferente ao comparar com retrospecto do alvinegro, pois em seis rodadas não conseguiu nenhum triunfo na competição e sequer pontuou. Ingredientes que poderiam dar indícios de um jogo na zona de conforto e consequentemente perder pontos com times que frequentam a última colocação. Por isso, o psicológico em duelos de times de posições opostas é importante.

Mas a tranquilidade para o time do Vila Sandra aconteceu logo no primeiro ataque da equipe, pois em jogada ensaiada, após dar o ponta pé inicial, deu resultado e o gol saiu com menos de 15’’ diante o Sergipe com Adriano inaugurando o placar. Pronto, o gol fez com que a equipe visitante sentisse e deixasse algumas brechas para o time do Vila Sandra atacar. Não deu outra, as jogadas de ataques e com velocidade, principalmente, de Maranhão e Djhonatan, os gols saíram com naturalidade. Com 30’ de jogo, a equipe do Vila Sandra já tinha marcado seis gols, Geovane, Caíque e Djonathan (3) ampliaram o placar. O camisa 11 pediu para sair depois de marcar o terceiro dele na partida. Devido a isso, o comandante alvinegro colocou Bambu na sua posição.

Mesmo com este placar, o treinador alvinegro seguiu com suas orientações e motivou o seu escrete para manter o ritmo. Por isso, na sequência a equipe do Vila Sandra marcou mais dois gols antes do término da primeira etapa, com Geovane e Nathan. Do outro lado, a equipe do Sergipe pouco agrediu na meta do arqueiro Pantera e viu o placar ficar em 8 a 0 com 45’ decorridos. Na segunda etapa o jogo poderia mudar, pois o time do Vila Sandra entrou com cinco alterações. Mas os que entraram em campo aproveitaram a situação e o certamente colocaram uma pulga atrás da orelha do treinador, pois Bambu, Adriano, Vinicius, Mineiro (2), Celso (2), Sabão e Marcos Paulo ampliaram o placar para 17 a 0.

Placar que relata como foi o duelo e se não fosse a pressão do treinador Marcos Franco na beirada do campo, o time certamente não iria continuar com a mesma intensidade. Além de jogadas treinadas/ensaiadas que a equipe do Vila Sandra soube aproveitar as oportunidades criadas e quase que um aproveitamento de 100% quando atacou. Ações que tem o dedo do treinador alvinegro. Por isso, sem poder destacar um dos vários jogadores dentro de campo, a figurinha ficou com quem comandou a equipe e segurou a prancheta no duelo entre Vila Sandra e Sergipe, que aconteceu no Estádio Ozório Claudino de Barros. Sendo assim, a sexagésima terceira figurinha do álbum DRAP de 2018.

ENTREVISTA XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.