PROPAGANDA

Londrina supera o Coritiba em clássico estadual e ultrapassa o adversário na tabela


Na noite desta sexta (14), o Coritiba recebeu o conterrâneo Londrina, no Estádio Major Antônio Couto Pereira, para disputar a vigésima sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O primeiro tempo foi marcado pela frieza do jogo e um gol do visitante nos acréscimos. No segundo tempo, o Coxa deteve maior posse de bola, mas não foi o suficiente para reverter o placar, saindo dos gramados com gritos de protesto da torcida alviverde. O Tubarão voltou a vencer no Alto da Glória após 24 anos.
#SERIE B
Por Giulie Hellen
PRÉ JOGO: Londrina e Coritiba entraram em campo sabendo que precisavam garantir a vitória nessa rodada. O time do norte do Paraná conta com 33 pontos alcançados até o momento, o que representa que está a apenas cinco da zona do rebaixamento. O Verdão do Alto da Glória, por sua vez, tem três a mais que o oponente e para dar uma respirada e ainda sonhar com o acesso à Série A, é preciso fazer mais do que oscilar no campeonato. 
PRIMEIRO TEMPO: Na gelada noite de Curitiba, pós chuva, os jogadores tiveram de se esforçar para esquentar a arquibancada. A primeira defesa de Wilson aconteceu logo aos 2', e ficou perceptível que o gramado poderia atrapalhar a movimentação e o desempenho das equipes. Aos 8', Sávio teve a primeira falta de longa distância para cobrar a favor do Londrina, mas o chute foi muito forte e a bola subiu demais. Dois minutos depois Thiago Lopes reverteu a chance para o Coxa, mas a zaga do Tubarão afastou. Cronometrados 14', o time alviverde conseguiu outra oportunidade em um passe pela lateral direita alcançado por Thiago Lopes, tocado rasteiro para Iago Dias, que passou mais rápido que a bola e perdeu a jogada. Três minutos depois, os donos da casa tiveram nova chance quando Julio Rusch chutou diretamente para o gol, mas o goleiro afastou a bola.
Até a primeira metade do tempo, não houve poucas finalizações, mas sim poucas chances reais de gol. Ambos os times mais percorriam o meio de campo do que, efetivamente, chegavam à zona de ataque. Aos 26', Felipe Marques conseguiu dominar dentro da grande área e mandar para Dagoberto bater, mas Wilson foi firme defender. Logo em seguida, o goleiro armou um contra-ataque com Guilherme Parede, que enxergou Iago Dias sozinho e deu de presente para ele chutar. O camisa 7 ainda driblou o goleiro, mas a bola passou por cima da meta. O Coxa realizou nova tentativa no momento em que Iago Dias, quase na linha de fundo, recuou para Uillian Correia, que armou a jogada dentro da área, mas não viu seus companheiros de time conseguirem concluir. Aos 42', ainda tiveram boa oportunidade em uma jogada tabelada na qual o chute de Leandro Silva tinha endereço certo, mas bateu em Lucas Costa e voltou.
Depois disso, os zagueiros do Londrina quiseram mostrar o motivo pelo qual vieram a Curitiba. Primeiro, Dirceu chutou de perna direita e a bola subiu em diagonal. No entanto, já nos acréscimos, foi a vez de Lucas Costa pegar na bola dentro da área ofensiva e chutar no canto esquerdo de Wilson, que até caiu para a defesa, mas não conseguiu chegar. Assim, o clube visitante levou para o intervalo a vantagem dos três pontos.

SEGUNDO TEMPO: A segunda etapa começou mais faltosa, mas também mais jogada. Em menos de cinco minutos, Coritiba e Londrina chegaram pelo menos duas vezes ao gol cada, o que demonstrava a necessidade de finalizar o placar de um, e a necessidade de virar do outro. Wilson fez as duas primeiras defesas aos 7', e afastou as duas: a primeira, em um chute a queima roupa de Dagoberto, e a outra, numa cobrança de escanteio de Lucas Costa. Depois de quase 10 minutos sem chutes ao gol, o goleiro coxa-branca fez nova defesa e, novamente, do camisa 10 do Londrina. Dagoberto dominou a bola no meio de campo, se livrou da marcação de dois e decidiu chutar à direita de Wilson, que segurou com firmeza. Com mais posse, o time alviverde tentava passar da barreira defensiva do Tubarão, mas pouco ameaçava quando chegava próximo à grande área. Aos 19', Guilherme Parede limpou a jogada logo atrás da linha de pênalti e quase acertou o ângulo de Vagner, que conseguiu mandar para escanteio.
Quando a bola conseguia passar da defesa do Coritiba, até tinha endereço definido, mas sempre parava nas mãos de Wilson. Porém, quando era o Coxa quem chutava ao gol, a bola sempre passava por cima, pelo lado, no entanto, poucas vezes chegava até a barreira do camisa 1 do Tubarão. O Londrina, para manter a frieza do jogo e, consequentemente, o placar, segurava todo seu time e demorava para cumprir momentos como substituição e tiro de meta, o que irritou a torcida do Coritiba. Porém, não irritou mais que o trio de arbitagem, o próprio clube do Alto da Glória e a diretoria. Com gritos de protesto, o único ainda reverenciado dentro de campo era o goleiro Wilson, que tentava cumprir a todo custo o seu papel.
Com mais duas chances de bola parada já nos acréscimos do jogo, o Coxa ainda tentou empatar e arrancar pelo menos três pontos para seguir com esperança na competição, mas isso não aconteceu e o time chega a nove partidas sem vencer. O Londrina, por sua vez, volta para casa feliz pela vitória e melhora sua classificação na tabela, subindo agora para a 9ª colocação.

PRÓXIMA RODADA: O Coritiba terá uma semana para se recuperar, pois volta a jogar na próxima sexta (21) contra o CRB, quase à margens das praias de Maceió, no Estádio Rei Pelé. O Londrina volta para casa e, já na terça-feira (18), enfrenta o Figueirense, que pode ser um adversário direto. 
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
CORITIBA: 84 Wilson; 28 Leandro Silva; 3 Thalesson Kelven; 44 Alex Alves; 8 Julio Rusch; 6 Uillian Correia; 26 Escobar (21 Jean Carlos); 7 Iago Dias (11 Guilherme); 37 Thiago Lopes (47 Nathan); 77 Guilherme Parede; 9 Alecsandro. Téc. Tcheco
LONDRINA: 1 Vagner; 2 Lucas Ramon; 3 Dirceu; 4 Lucas Costa; 6 Sávio; 8 Jardel; 5 João Paulo; 11 Higor Leite (21 Paulo Henrique); 7 Felipe Marques; 10 Dagoberto (18 Germano); 9 Thiago Ribeiro (17 Jonathan). Téc. Roberto Fonseca
FICHA TÉCNICA CORITIBA 0X1 LONDRINA XXXXXXXXXXX

ARBITRAGEM: Claudio Francisco Lima e Silva.
ASSISTENTES: Cleriston Clay Barreto Rios (1) e Ailton Farias da Silva (2).
GOLS: Lucas Costa aos 46' do 1º T (Londrina).
CA: Escobar e Uillian Correia (Coritiba); João Paulo, Vagner e Jonathan (Londrina).

Público pagante: 3.956 | Público total: 4.204. | Renda: R$ 67.830.
Local: Estádio Couto Pereira, Curitiba.
drap
Tecnologia do Blogger.