PROPAGANDA

Julio, o destaque do confronto entre Metalurgente e Milan/Santa Mônica


No último domingo (16), Metalurgente e Milan/Santa Mônica se enfrentaram no Estádio Dr. Nilton Sales Rosa, em Ponta Grossa, em duelo válido pelo jogo de ida das quartas de final da Liga de Futebol Amador de Ponta Grossa de 2018. A partida ficou marcada por entradas fortes e muitas divididas por parte dos dois escretes, o que impossibilitou a criação de muitas oportunidades. No entanto, nas poucas vezes que os jogadores conseguiram finalizar e levar perigo, quem se destacou foi o goleiro Julio, do Metalurgente, que fez defesas importantes e garantiu o 0 a 0 no placar. Confira a oitava figurinha do Amador de Ponta Grossa e a sexagésima segunda figurinha do álbum DRAP 2018 E.


#FIGURINHA DO JOGO
Por Marcus Benedetti

Da mesma forma que se perdurou ao longo de toda a partida, o embate começou com muitas disputas e divididas no meio de campo, com o árbitro precisando acalmar os ânimos distribuindo cartões amarelos logo no início da etapa. Com o jogo pegado e muita dificuldade em chegar ao ataque com perigo, uma das alternativas encontradas pelo escrete do Milan/Santa Mônica foram os chutes de fora da área. A primeira vez que o time rubro-negro chegou com perigo dessa forma foi aos 8’, com o meio-campista Jean Matheus. Ele finalizou de perna esquerda de longa distância e a bola foi venenosa, pingando na frente do goleiro antes de chegar ao gol, mas o arqueiro Julio conseguiu fazer uma manchete para jogar a bola para a linha de fundo. Foi a primeira vez que o camisa 1 apareceu na partida.

Outra alternativa encontrada pelo Milan/Santa Mônica para chegar ao gol foram as jogadas aéreas, através de bola parada. E foi dessa forma que o time visitante chegou com perigo mais uma vez, quando aos 9’ o meio-campista Jhonatan subiu mais alto que a marcação após cobrança de escanteio e cabeceou à queima roupa na segunda trave, mas novamente o goleiro Julio, do Metalurgente, apareceu para defender, encaixando com segurança e evitando o gol mais uma vez.

A partida continuou muito equilibrada e o escrete rubro-negro continuou investindo em jogadas de bola parada. Aos 14’, após cobrança de escanteio, o camisa 10 Cléber cabeceou e o goleiro Julio encaixou novamente, aparecendo pela terceira vez na partida para salvar o Metalurgente. Após os primeiros 20 minutos o Metalurgente melhorou e passou a forçar jogadas com o camisa 10 Juninho, porém com pouca efetividade na criação das jogadas. Dessa forma, o Milan/Santa Mônica conseguiu chegar com perigo novamente, desta vez com o centroavante John, aos 26’. O camisa 9 recebeu lançamento, girou pra cima da marcação adversária e finalizou de fora da área, obrigando o goleiro Julio a praticar nova defesa para evitar o gol. 

Depois das chances criadas por parte do Milan/Santa Mônica, o Metalurgente chegou ao ataque duas vezes com o atacante Eduardo. Na primeira, aos 28’, o camisa 11 recebeu lançamento de Juninho dentro da área mas não conseguiu dominar. Na segunda, aos 33’, o atacante recebeu passe de Ezequiel dentro da área, mas finalizou fraco no meio do gol. Depois, o centroavante John, do Milan/Santa Mônica, ainda chegou com perigo aos 35’, quando saiu na cara do goleiro mas finalizou por cima da meta. Foi a última jogada de perigo de um primeiro tempo com poucas oportunidades e marcado por faltas duras e divididas fortes.

Na segunda etapa, praticamente não houve chances claras para ambas as equipes. O jogo ficou ainda mais pegado, com faltas ainda mais violentas e confusões a todo momento. O Metalurgente melhorou na partida, forçando jogadas pelos flancos e investindo em cruzamentos, mas não conseguia finalizar. Do lado do Milan/Santa Mônica, a situação era semelhante. O escrete rubro-negro cruzou diversas bolas na área e investia em bolas paradas, mas o goleiro Julio sempre saiu do gol com segurança, socando a bola para fora da área ou encaixando os lançamentos realizados dentro da área.

Mesmo com poucas oportunidades criadas ao longo do jogo, nas vezes em que o Milan/Santa Mônica chegou ao ataque, o goleiro Julio foi seguro nas intervenções. Devido a isso, realizando importantes defesas na primeira etapa, demonstrando segurança nas jogadas aéreas no segundo tempo e segurando o placar fechado ao longo dos 90 minutos, o goleiro Julio foi o destaque do confronto entre Metalurgente e Milan/Santa Mônica. Dessa forma, o camisa 1 é a oitava figurinha do futebol amador de Ponta Grossa e a sexagésima segunda figurinha do álbum DRAP de 2018. 
drap
Tecnologia do Blogger.