PROPAGANDA

[AMADOR PG] Em jogo com poucas oportunidades criadas, Metalurgente e Milan/Santa Mônica não saem do 0 a 0


Na manhã deste domingo (16), Metalurgente e Milan/Santa Mônica se enfrentaram no Estádio Dr. Nilton Sales Rosa em duelo válido pelo jogo de ida das quartas de final da Liga de Futebol Amador de Ponta Grossa de 2018. Ambas as equipes tiveram dificuldades para trabalhar a bola no campo ofensivo e com isso os dois times não conseguiram criar grandes oportunidades de gol. A partida ficou marcada por confusões e lances de divididas fortes, com o jogo muito pegado e preso no meio de campo. Com o resultado de 0 a 0, o confronto fica em aberto para ser decidido no jogo da volta, na próxima semana.


#AMADOR PG
Por Marcus Benedetti

PRÉ-JOGO: Após uma primeira fase consistente, as equipes do Metalurgente e do Milan/Santa Mônica chegaram para o primeiro confronto do mata-mata em busca de um resultado positivo para chegar com vantagem para o jogo da volta das quartas de final. O escrete rubro-negro se classificou na vice-liderança do grupo A, com 15 pontos conquistados em 6 partidas. Já o Metalurgente se classificou na terceira colocação do grupo B, com 10 pontos em 5 jogos. No último jogo da primeira fase o Milan/Santa Mônica venceu o Santa Cruz por W.O pelo placar de 3 a 0, enquanto o Metalurgente venceu o UCA/Nutrivaz por 2 a 0 no seu último jogo da fase de grupos do certame.

PRIMEIRO TEMPO: O embate começou com muitas disputas e divididas no meio de campo. As equipes tentaram trocar passes, mas a marcação foi forte e o árbitro precisou controlar os ânimos aplicando cartões amarelos para ambos os times logo nos minutos iniciais. Com o jogo pegado e a marcação oferecendo pouco espaço, a alternativa foi criar chances através de chutes de fora da área e com jogadas de bola parada. A primeira oportunidade surgiu a favor do Milan/Santa Mônica, com Jean Matheus. O camisa 33 finalizou de longa distância, a bola pingou antes de chegar ao gol e o goleiro Julio foi obrigado a fazer uma manchete para jogar a bola para a linha de fundo, evitando o que seria o primeiro gol do jogo. Na cobrança de escanteio, o meia Jhonatan subiu mais alto que a marcação e cabeceou, mas Julio conseguiu encaixar e defender mais uma vez.

O jogo continuou equilibrado no meio de campo e o escrete rubro-negro criou mais uma chance através de bola parada. Aos 14’, após cobrança de escanteio, o camisa 10 Cléber cabeceou pro gol, mas o goleiro Julio encaixou novamente. Aos 26’, nova chance para o Milan/Santa Mônica, desta vez com o centro-avante John. O camisa 9 recebeu lançamento, girou pra cima da marcação e finalizou de fora da área, mas o goleiro Julio defendeu com tranquilidade. Após a metade do primeiro tempo, o Metalurgente passou a buscar a posse da bola e para isso começou a utilizar jogadas com o camisa 10 Juninho. O meia tentou armar as jogadas ofensivas e aos 28’ criou boa oportunidade para o time mandante, lançando Eduardo dentro da área, mas o camisa 11 não conseguiu dominar e desperdiçou a chance.

Aos 33’, o Metalurgente teve a primeira grande oportunidade da partida, com o atacante Eduardo. Ele recebeu passe de Ezequiel dentro da área e saiu na cara do goleiro, mas finalizou rasteiro no meio do gol, possibilitando a defesa do goleiro Carlos. Aos 35’, o Milan/Santa Mônica respondeu com o centro-avante John. Ele recebeu lançamento de Rato e saiu cara a cara com o goleiro, mas finalizou por cima da meta e perdeu a oportunidade. O primeiro tempo terminou com as duas equipes buscando trocar passes no meio de campo e investindo em lançamentos longos, mas as duas defesas estavam bem postadas e não permitiram novas boas oportunidades até o final da primeira etapa.


SEGUNDO TEMPO: O segundo tempo começou com menos intensidade de jogo que o primeiro, mas as faltas e divididas fortes continuaram. A equipe do Metalurgente melhorou em relação à primeira etapa, chegando ao campo ofensivo com boas jogadas pelos flancos e insistindo em cruzamentos na área, mas não conseguiu finalizar com perigo. Ambos os técnicos realizaram substituições para tentar melhorar o desempenho de suas equipes, porém nenhuma substituição surtiu o efeito desejado.

O jogo continuou pegado e com muitas confusões, com os jogadores reclamando muito com a arbitragem e o jogo sendo paralisado para atendimento médico a todo instante. As faltas e entradas duras impossibilitaram as criações de jogadas de perigo e o jogo ficou muito concentrado no meio de campo, com os times errando muitos passes. Por conta disso, as oportunidades de gol não surgiram e os lances de entradas duras se sobrepuseram aos lances de perigo ofensivo.

Aos 30’, o camisa 9 Marcos Vinicius, do Metalurgente, foi expulso. Ele havia recebido apenas cartão amarelo após falta forte no meio de campo, mas reclamou de forma acintosa com o árbitro e acabou levando o vermelho direto. Após o lance, o árbitro foi obrigado a paralisar o jogo na jogada seguinte, devido à uma confusão que se iniciou no banco de reservas entre os suplentes das equipes. Os jogadores de ambos os times começaram a bater boca devido ao lance da falta e o clima esquentou mais uma vez, no entanto o árbitro recomeçou a partida nos minutos seguintes. Sem mais grandes oportunidades de gol no restante da segunda etapa, o duelo terminou pegado e com muitas divididas, ilustrando a forma como foi o confronto e justificando o placar fechado.


PRÓXIMO JOGO: O próximo duelo das equipes será o jogo da volta das quartas de final. Metalurgente e Milan/Santa Mônica se enfrentam novamente na próxima semana para decidir a vaga na semi-final.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Metalurgente: 1-Julio, 2-Josemar, 3-Wanderlei, 4-Erickson, 6-Leandro Farinha (9-Marcos Vinicius), 5- Ezequiel, 8-Digão, 10-Juninho (17-Claudio), 7-Lucas, 11-Eduardo e 18-Elisson. Técnico: José Sabino

Milan/Santa Mônica: 12-Carlos, 11-PH, 3-Luiz, 5-Kelvin (13-Daril), 6-Elifas (18-Thiago), 8-Rato, 10-Cleber, 7-Jonathan (15-Cassiano), 33-Jean Matheus, 17-Jean Seco, 9-John. Técnico: Fabiano Lopes

FICHA TÉCNICA – Metalurgente 0 x 0 Milan/Santa Mônica

Cartões Amarelos: Elisson, Wanderlei, Leandro Farinha, Josemar e Marcos Vinicius (Metalurgente); PH, Jonathan e Jean Matheus (Milan/Santa Mônica)
Cartões Vermelhos: Marcos Vinicius (Metalurgente)
Árbitro: Rafael Spinassi
Assistentes: Rodrigo Posser Borges (1) e Amazonas Mendes Filho (2)
Local: Estádio Dr. Nilton Sales Rosa, em Ponta Grossa

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



drap
Tecnologia do Blogger.