PROPAGANDA

Trieste e Nova Orleans ficam no empate zerado no Francisco Muraro


Na tarde deste sábado (4), Trieste e Nova Orleans empataram pelo placar de 0 a 0 no Estádio Francisco Muraro. O jogo foi válido pela 2° rodada da Divisão Especial da Suburbana. A partida teve um primeiro tempo movimentado, com as duas equipes buscando o ataque, mas isso não se repetiu na etapa final e os dois times não conseguiram alterar o placar. As duas equipes haviam vencido na primeira rodada, portanto, ficam com quatro pontos na tabela.

#SUBURBANA

PRÉ-JOGO: O Duelo reunia duas equipes que estrearam com vitória. O Trieste venceu o Santíssima Trindade por 3 a 2, enquanto que o Nova Orleans passou pelo Santa Quitéria, por 2 a 0.

PRIMEIRO TEMPO: A partida iniciou equilibrada. Enquanto o Trieste buscava trabalhar a bola e as inversões de lado, o Nova Orleans apostava nos chutes de longe. A primeira chance de perigo foi do Trieste, aos 22 minutos. Edu Salles recebeu na entrada da área, protegeu, e rolou para Raul, que chegava de trás. O lateral finalizou firme, mas a bola foi por cima do gol. O Tricolor da Colônia seguiu no ataque. Marcelo recebeu a bola na esquerda, após falha de Du, adentrou a área, mas finalizou em cima de Jociel. O alviverde respondeu em contra-ataque. Marcelinho recebeu na entrada da área, cortou para o meio e limpou a marcação, mas chutou fraco ao lado do gol.

O Trieste finalizava melhor e obrigava Jociel a trabalhar. Aos 34 minutos, Raul cobrou escanteio, a zaga afastou e Lima finalizou de voleio, da entrada da área, no canto, para boa defesa do arqueiro da equipe visitante. O jogo era movimentado, e Marcelinho era o jogador mais acionado no ataque do Nova Orleans, porém ainda pecava nas finalizações. Já o Trieste seguia oferecendo perigo. Edu Salles novamente ajeitou para quem estava atrás. Desta vez, Repolho chutou de primeira, mas a bola passou tirando tinta da trave, e as duas equipes foram para o intervalo zeradas.


SEGUNDO TEMPO: Jociel continuava se destacando é impedindo sua equipe de levar gols. Aos 9 minutos, Lima cruzou da direita e Marcelo finalizou a queima-roupa, mas o goleiro fez boa defesa. O time da casa mantinha mais posse de bola, mas o Nova Orleans ainda oferecia perigo nos contra-ataques e fazia uma boa partida defensiva, mas não tão eficiente no ataque.

A grande oportunidade do jogo veio aos 40 minutos. Após cruzamento da direita, Mancha subiu mais que os defensores para cabecear no travessão. O segundo tempo seguiu travado, sem alterações no placar. Final no Francisco Muraro, Trieste 0 a 0 Nova Orleans.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

TRIESTE: 1- Juninho; 2- Raul; 3- Jair; 4- Lino; 6- Marabá; 5- Repolho; 8- Mancha; 7- Camargo (16- Kauhan); 10- Lima; 11- Marcelo (15- Guilherme); Técnico: Ivo Petry

NOVA ORLEANS: 1- Jociel; 2- Danilo; 3- Du; 4- Márcio; 6- Victor Tilly; 5- Ale; 7- Juninho (13- Alex); 8- Caio (14- Gi); 10- Fernandinho (15- Murilo); 11- Felipe Caron (18- Feijão); 9- Marcelinho (17- Macaco); Técnico: Rossano

FICHA TÉCNICA – TRIESTE 0 X 0 NOVA ORLEANS  XXXXXXXX

CARTÕES AMARELOS: Lima, Repolho, Raul (Trieste) Felipe Caron (Nova Orleans)
ARBITRAGEM: Guilherme Natan Paiano dos Santos
ASSISTENTES: Daniel Cotrim de Carvalho e Sandra Maria Dawies
LOCAL: Estádio Francisco Muraro, Curitiba

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

drap
Tecnologia do Blogger.