PROPAGANDA

[SUB19] Apucarana Sports vence o Batel fora de casa e se mantém vivo na competição


Batel e Apucarana jogaram na tarde deste sábado (18) no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava. O confronto foi válido pela segunda rodada da segunda-fase do Campeonato Paranaense sub-19 de 2018. O escrete do Apucarana inaugurou o placar nos acréscimos. O Batel ainda tentou reagir, mas parou na retranca do Apucara Sports e o placar terminou em 1 a 0. Com esta vitória fora de casa, o cenário ficou como o céu para Apucarana e o inferno para o time de Guarapuava.


#SUB-19
Por @carlitoosm

PRÉ-JOGO: A equipe do Batel na rodada anterior venceu o escrete do Foz em solo adversário no placar de 3 a 2, no Estádio CT do Triângulo. Enquanto que o time de Apucarana também venceu o Cianorte em casa pelo placar de 1 a 0. Ambas as equipes entraram precisando do resultado, sem pontuar na primeira rodada, e embate teve a premissa de vida e quase morte.

O EMBATE: A equipe do Batel iniciou pressionando, sempre na bola parada. Mesmo assim, ofereceu pouco perigo ao goleiro Welly. Aos poucos, as jogadas desenvolvidas pelo lado esquerdo foram sendo criadas. Destaque para Dudu, que desenvolveu a magia naquele setor. Porém, na maioria das vezes foram paradas com faltas pelo lateral Raylan. Se de um lado a equipe do Batel pouco fez com a posse de bola superior e diversas oportunidades de bola parada, o time de Apucarana começou a gostar do jogo. Em uma divida entre o atacante apucaranense e o goleiro do Batel, saiu pior para o jovem arqueiro Zidany,  que foi trocado no final do jogo por Guilherme Lalfer. Minutos depois no acréscimo da primeira etapa, o craque da partida, Gustavo, não perdoou e fuzilou as redes no Estádio Waldomiro Gelinski. Devido a isso, o escrete do Apucarana foi para o intervalo vencendo fora de casa.

Com o início do segundo tempo Dudu já foi novamente caçado. Igualmente como no primeiro, o Batel teve mais posse de bola e ficou próximo do gol de empate. O jogador batelino Dudu cabeceou sozinho dentro da pequena área, mas muito fraco e a bola fácil para o goleiro Welly. Logo depois, bola no travessão em uma falta cobrada pelo zagueiro e capitão do Batel Jefferson. Não deu outra, Apucarana cometeu muitas faltas e no minuto 21 o zagueiro do Apucarana, Wesley, chegou muito forte mais uma vez em Dudu e foi expulso. O time de Guarapuava teve 20 minutos para fazer alguma coisa com um homem a mais. Mas, quando produziu, foi parado na base da falta, o que prejudicou a equipe da casa. Passados da metade do segundo tempo, os jogadores do Rubro negro não conseguiram oferecer mais perigo e o desgate físico apareceu. Por outro lado, o time de Apucarana prevaleceu sendo objetivo e eficiente, segurando o placar de 1 a 0.

PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Batel irá jogar no CT SM Sports contra a equipe do Londrina. Enquanto que Apucarana jogará no CT Alfredo Gottardi, contra o Atlético Paranaense, em Curitiba.

Batel: Sem arriscar muito para a meta adversária, abusou de chuveirinhos na área mesmo quando a falta foi marcada no meio de campo. Sem oferecer muito perigo na primeira etapa, tomou o gol nos acréscimos em um contra-ataque do time de Apucarana. Na segunda etapa teve a ótima atuação do meia atacante Dudu, que tentou e rabiscou os adversários, mas sem jogadores para acompanhar o seu talento. Se complica agora com duas rodadas e nenhum ponto.


FIQUE DE OLHO (Batel): Dudu, um jogador completo, com habilidade e técnica se livrou facilmente de seus marcadores deixando os companheiros na cara do gol. Além de uma ótima finalização, chamou o jogo para si e orquestrou o Batel.

Apucarana: Objetividade e eficiência foram suficientes para conquistar os três pontos fora de casa, um time que soube o que quer e não teve problemas em deixar isso bem claro. A base de faltas, soube evitar que os jogadores do Batel se aproximassem, não a toa que foram 4 cartões amarelos e 1 vermelho. Para marcar o gol, contra ataques rápidos e o talento do camisa 10 Gustavo. Com o triunfo se mantém vivo na competição com três pontos conquistados fora de casa.


FIQUE DE OLHO (Apucarana): O atacante Gustavo além de fazer o gol da partida foi o principal articulador e o mais acionado no sistema ofensivo do time de Apucarana. Dando muito trabalho ao sistema defensivo, sabe dibrar e finalizar com força e finalização, técnica, habilidade e objetividade.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

BATEL: 1 Zidany (Guilherme); 2 Henrique (20 Ilan), 3 Cenci, 4 Jeffinho e 6 Vitão; 15 Moisés (Thiago), 10 Rhuan e 8 Erick (Daniel); 11 Magnun, 7 Dudu e 9 Lucão (23 Pires). Tec. Dudu Sales

APUCARANA: 1 Welly; 2 Raylan (Gian), 3 Gabriel (19 Henrique), 4 Wesley e 6 Luciano; 5 Thiago, 8 Cristofer, 7 Diego e 10 Gustavo; 11 Mateus (16 Daniel) e 9 Natan. Tec. Eloir Costa.

FICHA TÉCNICA – BATEL 0 X 1 APUCARANA XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Gustavo aos 49’ do primeiro tempo (Apucarana)
CA: Cenci (Batel) | Welly, Gustavo, Luciano, Diego (Apucarana)
CV: Gabriel (Apucarana)
ÁRBITRO: Marcos Vinícius Soares Martins
ASSISTENTES: João Fábio Machado Brischiliari e Marco Antonio dos Santos Pepe
LOCAL: Waldomiro Gelinksi, Guarapuava.
drap
Tecnologia do Blogger.