PROPAGANDA

Iguaçu, o time destaque do mês de julho


O mês de julho teve poucos embates no cenário do futebol amador de Curitiba, pois terminou a Copa de Futebol Amador da Capital no final de mês de junho. Mas por outro lado, julho teve a final da Taça Paraná e o início da Divisão Especial do futebol amador de Curitiba. Mesmo assim, os holofotes ficaram para o escrete alvinegro de Santa Felicidade, que conseguiu manter a boa fase e ainda levantar o caneco da 55ª edição da Taça Paraná. Confira a 40ª figurinha do álbum DRAP de 2018.

#FIGURINHA DO MÊS
Por @rafaelbuiar

O mês de julho teve apenas três jogos com a equipe do Iguaçu em campo. Dois foram no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, em Santa Felicidade, um pela Taça Paraná e outro pela Divisão Especial do Amadorde Curitiba. O embate fora de casa foi válido pelo primeiro embate da final daTaça Paraná, que aconteceu no Estádio Municipal do Pinhão, em São José dos Pinhais. Confrontos que confirmaram o bom desempenho da equipe alvinegra e garantiu a série invicta, com dois empates e um triunfo, que aconteceu na estreia da Suburbana de 2018.

A equipe do Iguaçu teve como meta quebrar o jejum de escretes curitibanos na Taça Paraná, pois desde 2009 nenhuma equipe conseguiu a façanha. A parada foi difícil, já que no primeiro embate diante o Atalanta, mesmo com volume de jogo maior, não conseguiu levar a vantagem do triunfo para casa e cedeu o empate. Mesmo assim, o time do Iguaçu não se abateu e foi buscar o título em casa. Em jogo muito equilibrado, que por sinal foi um sinônimo entre as duas equipes no certame inteiro, o placar terminou fechado. Sendo assim, as penalidades decidiram o confronto. Melhor para o arqueiro Filipe, que defendeu duas cobranças e ajudou o alvinegro levantar o segundo caneco da Taça Paraná, já que o primeiro foi há 45 anos.

Por isso, os dois embates da final marcaram a campanha na Taça Paraná e está se prologando no novo desafio do treinador alvinegro, Luisinho Netto, que tem como meta manter o posto de campeão da liga de futebol amador de Curitiba, com a busca pelo tri. A equipe do Iguaçu que disputou a Taça Paraná terminou com uma base que jogou a Suburbana de 2017, mas com início da liga neste último domingo (29), a reformulação está acontecendo.

Mas o ponto forte da equipe nas duas competições ainda está intacto, que é o sistema defensivo. Destes três embates no mês de julho, a equipe sofreu apenas um gol. Mesmo assim, a reformulação está acontecendo do meio para frente, principalmente no ataque. Além disso, os destaques individuais ficaram com o goleiro Filipe na decisão, que defendeu duas cobranças de pênaltis e recentemente, o camisa 10 Feijão, que voltou a jogar uma partida de futebol depois de sete meses, em que saiu lesionado. Ainda por cima, marcou o gol a favor do escrete alvinegro de Santa Felicidade.


Por isso, com destaques nas atuações e com números expressivos, além de ter conquistado a Taça Paraná e ter iniciado com o pé direito na Divisão de Especial da Suburbana 2018, o escrete do Iguaçu é o time destaque do mês de julho do álbum DRAP de 2018. Sendo assim, a quadragésima figurinha.

drap
Tecnologia do Blogger.