PROPAGANDA

Seleção "Do Rico Ao Pobre" da Copinha de 2018


A quinta edição da Copa de Futebol Amador da Capital teve o seu fim em 30 de junho e com o escrete do Bangú confirmado o bicampeonato. O certame deste ano teve quase 80 jogos dentre as 13 equipes participantes e centenas de jogadores. Dentre eles, os integrantes do site Do Rico ao Pobre montaram o escrete com os principais jogadores da competição.

#SELEÇÃO DRAP
Por @DoRicoaoPobre

A Copinha de 2018 iniciou 7 de abril e percorreu até o último dia do mês de julho. Ao todo foram três meses de campeonato, com exatos 78 jogos, para o certame de 2017. Neste ano, o sistema de pontos corridas continuou. A equipe do Bangú terminou como a campeã, mas diferente do ano passado, disputou até o fim a ponta da tábua de classificação com Palmeirinha, Vila Sandra, Imperial e Santíssima Trindade, equipes que tiveram jogadores na seleção DRAP, com um tradicional 4-4-2.

A equipe rubro-negra conseguiu vencer jogos de confrontos diretos na reta final e com isso conseguiu assumir a ponta da tábua de classificação. Devido a isso, os principais jogadores do Bangú entraram em cena. Por isso, não deu outra, a equipe rubro-negra foi quem teve mais jogadores na seleção DRAP. Ao todo foram seis jogadores do Bangú. O goleiro Ricardo, o zagueiro Paulo Sérgio, o meia campista Joãozinho e o treinador Jeferson Silveira pela segunda vez marcaram presença na seleção. Além dos deles, o lateral esquerdo Léo, o volante Valdir e meio campista Hantson também garantiram lugar na seleção.

O time vice-campeão, Imperial, foi representado com o meio campista Samuca. O Palmeirinha teve dois representantes, começando pelo sistema defensivo com o zagueiro Thiagão e o atacante e artilheiro do campeonato, Dolinha. O Vila Sandra foi representado com o lateral direito Robinho e o Santíssima Trindade com o atacante Jacaré, que marcou seis gols na Copinha.

A equipe DRAP também escolheu o volante do Vila Sandra, Weslley Pelezinho, como revelação do campeonato. Já o craque do campeonato, o meia campista do Bangú, Joãozinho.


Concorda? Discorda? Trocaria alguém? Mudaria a tática? Solte a sua voz nos comentários...

drap
Tecnologia do Blogger.