PROPAGANDA

Operário vence amistoso internacional contra o River Plate-URU e conquista a Taça Alegra


Operário Ferroviário e River Plate-URU jogaram na noite desta terça-feira (10), em duelo amistoso, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. Ambas as equipes entraram em campo para dar ritmo aos jogadores para a sequência da temporada. Enquanto os uruguaios visam a disputa do Torneio Clausura, que começa no dia 22 de julho, o Alvinegro de Vila Oficinas busca movimentar e dar espaço aos atletas pouco aproveitados pelo técnico Gérson Gusmão ao longo do ano. Os 90 minutos terminou com igualdade no placar em 2 a 2 e a definição do ganhador foi para a disputa de pênaltis, onde o Fantasma venceu por 5 a 4. 

#AMISTOSO INTERNACIONAL
Por Allyson Santos

PRÉ-JOGO: Líder isolado da Série C do Campeonato Brasileiro de 2018, o Operário Ferroviário enfrentou o River Plate com um escrete formado por atletas que ainda não conquistaram espaço na equipe titular durante a atual temporada, com exceção do zagueiro Sosa, do meia Lucas Batatinha e do centroavante Schumacher, que já são nomes conhecidos pelos torcedores. Entre os desfalques da equipe da casa estão o zagueiro Thiago Alencar, os meias Cleyton e Dione e o atacante Vinícius, todos lesionados. Já os uruguaios foram de uma campanha regular no primeiro semestre. O River foi o quinto colocado no Torneio Abertura, equivalente ao primeiro turno da liga Uruguaia, e por isso espera evoluir no segundo semestre para tentar uma vaga na Copa Sul-americana ou, até mesmo, na Libertadores de 2019. O time alvirrubro ainda enfrentará o Paraná Clube e a Portuguesa-SP, nesta pré-temporada que antecede a retomada da primeira divisão celeste. A equipe visitante foi com força máxima para o duelo. Antes do início da partida, atletas suplentes da equipe uruguaia enfrentaram o time sub-19 do Fantasma e venceram pelo placar de 3 a 1.

PRIMEIRO TEMPO: O escrete Operariano controlou as ações no início do embate. Logo nos primeiros minutos de jogo surgiu o primeiro lance de perigo por parte dos donos da casa. Em jogada bem trabalhada pelo centro do gramado, Anderson Paraíba conseguiu ótimo lançamento para Schumacher. O camisa 9 do Fantasma dominou dentro da pequena área e finalizou forte em cima da marcação, no rebote Pedrinho arriscou chute colocado para boa defesa de Perez no centro do gol.

Mesmo com o bom início do Fantasma, o River Plate foi quem melhor aproveitou as chegadas ao ataque. Logo aos doze jogados, a equipe alvirrubra roubou a bola no campo de defesa após erro na inversão de jogo do Operário e partiu para o contra-ataque com Da Luz. O camisa 17 do River partiu em velocidade e tocou para Bone, que recebeu na cara do gol e finalizou no ângulo esquerdo do goleiro Reynaldo para abrir o marcador em Ponta Grossa. A equipe uruguaia aproveitou a lenta recomposição defensiva dos donos da casa e não desperdiçou.


Mesmo estando à frente no placar, o escrete uruguaio manteve uma postura ofensiva. Em cobrança de escanteio pelo setor esquerdo, o centroavante Bone subiu livre de marcação e cabeceou forte no canto e obrigou Reynaldo a fazer grande defesa. Logo no rebote, o zagueiro Barrone chutou forte para o gol vazio e estufou as redes alvinegras. O Operário Ferroviário não sentiu os gols sofridos em sequência e partiu para cima do River Plate. Schumacher recebeu na entrada da área e arriscou o chute no canto inferior esquerdo do goleiro, que espalmou para a linha de fundo.

A equipe visitante demonstrou mais solidez defensiva, com destaque para os dois zagueiros. Barrone e Ale não perderam nenhum duelo pelo alto e foram bem protegidos pela disciplina tática de seus companheiros, que não deixaram o Operário criar chances mais claras de gol. Do lado alvinegro, a falta de ritmo de jogo dos atletas pareceu afetar seu desempenho, sendo que os dois gols surgiram da falta de atenção no sistema defensivo. Mesmo assim, o placar terminou com o River Plate na frente.

SEGUNDO TEMPO: O River Plate manteve a mesma postura defensiva observada no primeiro tempo somada a um forte vigor físico. Já o Operário Ferroviário retornou mais ofensivo e deu prioridade às jogadas pelas laterais do campo e começou a criar boas oportunidades de gol. Pedrinho cobrou escanteio curto pelo lado direito de ataque e encontrou Danilo Baia. O lateral Alvinegro fez ótimo cruzamento para Lucas Batatinha, que demonstrou muita categoria ao desviar de cabeça no canto esquerdo da meta defendida por Perez e diminui o placar para o Fantasma logo aos oito minutos jogados.


A equipe visitante diminuiu a intensidade conforme passaram os minutos no segundo tempo e começaram a fornecer espaços para o Fantasma, que conseguiram levar perigo na bola aérea. O volante Erick recebeu na direita e fez cruzamento fechado na pequena área, a bola passou por toda a defesa uruguaia e chegou até Quirino. O atacante do Operário finalizou de cabeça e a bola foi por cima da meta alvirrubra.

Na reta final de partida o Fantasma seguiu pressionando contra um River Plate que postou seus onze jogadores no campo defensivo. Quirino recebeu na entrada da área e foi derrubado pela marcação. Na cobrança de falta, Danilo Baia fez ótima finalização colocada e a bola acertou o travessão, assustando o goleiro Perez. A pressão do Fantasma cresceu após a expulsão do lateral Gonzalez, que cometeu falta dura na faixa central do campo e deu adeus ao embate.

Em ataque do Operário pela pelo lado direito, Danilo Baia arriscou de muito longe, mas a bola parou nos pés de Erick, que dominou dentro da área e chutou forte no ângulo para empatar a partida no último minuto de jogo e levar à decisão para as penalidades.


PENALIDADES: No lado do River, James, Barone, Perez e Vigo marcaram. Ale, Siveira e Arelo erraram. Pelo lado do Operário, Schumacher, Peixoto, Quirino, Serginho Paulista e Pedrinho marcaram. Raphael Soares e Sosa desperdiçaram a penalidade. Placar final ficou em 5 a 4 a favor do Operário.

PRÓXIMO JOGO: O Fantasma agora concentra suas atenções no embate contra a Tombense, válido pela 14a rodada da série C, que ocorrerá no próximo sábado (14) em Ponta Grossa. Já o River Plate viaja para Curitiba onde enfrentará o Paraná Clube nesta quinta-feira (12), dando continuidade aos amistosos de pré-temporada.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Operário: 1-Reynaldo, 2-Danilo Báia, 3-Yuri, 4-Sosa, 5-Serginho Paulista, 6-Romano (14-Raphael Soares), 7-Lucas Batatinha (15- Erick), 8-Pedrinho, 9-Schumcher, 10-Anderson Paraíba (13-Peixoto), 11-Gil Paraíba (16-Quirino). Tec: Gérson Gusmão

River Plate: 1-Perez, 24-Gonzalez, 3-Barone, 2-Ale, 26-Silvera, 11-Vigo, 10-James, 17-Da Luz (29-Arezo), 19-Olivera (5-Vieñoly), 8-Calzada, 27-Bone (16-Morales). Tec: Pablo Tiscorna

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO X RIVER PLATE xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Gols: Lucas Batatinha e Erick (OFEC) Bone e Barone (RIVER)
CA: Danilo Baia, Sosa(OFEC) Gonzalez (RIVER)
CV: Gonzalez (RIVER)
Árbitro: Murilo Ugolini Klein
Assistentes: Leandro Poli Glugoski (1) e Jonathan Evers Dias (2)
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
Público: 749 pessoas e uma renda de 14.260,00 reais.

drap
Tecnologia do Blogger.