PROPAGANDA

América vence de goleada o Milan Santa Mônica na estreia do amador


Milan Santa Mônica e América jogaram na manhã deste domingo (22), no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa. O confronto foi válido pela primeira rodada da liga de futebol amador de Ponta Grossa do grupo A. Em campo, o escrete do América teve mais volume e matou o jogo ainda na primeira etapa ao marcar os quatro gols. Na etapa complementar, a equipe do Milan tentou reagir, mas não conseguiu vencer o sistema defensivo do América e o placar ficou em 4 a 0.

#AMADOR PG
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do América caiu na fase semifinal diante o Carambeí, que acabou perdendo o título para o Palmeiras. Enquanto que o escrete do Milan Santa Mônica caiu ainda na primeira-fase da liga de futebol amador de Ponta Grossa em 2017.

PRIMEIRO TEMPO: Com bola rolando, a equipe do Milan iniciou jogando pelas pontas e optou em atacar com jogadas de contra-golpes, já que o América teve um volume de jogo maior nos primeiros minutos. Mas aos 13’ da etapa inicial, em jogada de bola parada, Edilson cruzou e Rafael Brecário abriu o placar no Estádio Miró de Freitas ao firmar o cabeceio, sem chances para o arqueiro Carlos. Minutos depois do primeiro gol, a equipe do Milan tentou sair no sistema defensivo com troca de passes e Kelvin acabou errando. O atacante Alisson não quis saber e aproveitou a falha, ao descer em diagonal e arrematar na saída do goleiro para ampliar em 2 a 0, com 15’ de jogo.

Mesmo com dois gols atrás no placar, a equipe do Milan não sentiu o gol e passou a jogar melhor, principalmente no meio de campo. Destaque para a troca de passes que chegou até Rato, que foi travado dentro da área. O lance foi bastante questionado pelos jogadores da equipe do Milan, mas o árbitro mandou seguir o jogo. Mesmo assim, a mobilidade do ataque do escrete rubro-negro com Jean Matheus e Jean Peter fez com o que o goleiro Fabiano trabalhasse em alguns momentos. Aos 25’, Rato foi acionado dentro da área mais uma vez. Desta vez o camisa 15 do Milan dominou e na sequência chutou firme, mas o arqueiro do América afastou para escanteio.

Na sequência do lance, após roubada de bola no escanteio cobrado pelo Milan, Alisson puxou o contra-ataque, deixou dois marcadores para trás e chutou firme no canto do goleiro Carlos, que não evitou o terceiro gol do América aos 27’. Mesmo assim, o escrete do Milan continuou com mais volume de jogo e tentando furar o bloqueio defensivo do América, que teve participação intensa de Fabricio, José Vitor e William. Mas a máxima do futebol é de quem não faz toma. Não deu outra, mais uma vez em jogada de contra-ataque o América conseguiu marcar. Valdinei puxou a jogada no meio de campo, desceu em profundidade e cruzou na medida para Alisson marcar o terceiro do América, aos 36’.


Nos minutos finais, a equipe do Milan sentiu e passou a frequentar menos o ataque. O resultado disso foi um América com mais intensidade no campo do adversário, o que proporcionou faltas duras. Dentre elas, o capitão do Milan, Cleber, levou o cartão amarelo. Aos 42, em chute de longa distância de Ivan, o goleiro Carlos não segurou e Alisson marcou no rebote, ampliando o placar em 4 a 0. Após o quarto gol, o jogo seguiu preso no meio de campo até o apito final.

SEGUNDO TEMPO: A etapa complementar iniciou com alterações na equipe do América e do Milan, mas com bola rolando o confronto iniciou da mesma forma que o primeiro tempo. Ou seja, com o Milan buscando jogo. Em poucos minutos o rubro negro do Santa Monica chegou com dois ataques. O primeiro foi a trama entre Rato e Dheysson, que ganhou na velocidade do marcador e chutou sobre a meta. Na sequência, Jean Peter colocou a bola na trave, assustando o escrete do América.

Lances que motivaram a equipe do América a jogar um pouco mais com intensidade no meio de campo e, com isso, ter mais volume de jogo com passados 15’ da etapa complementar. Mas quem chegou a assustar mesmo foi o escrete do Milan. Desta vez, Jean Peter tentou surpreender o goleiro Carlos ao encobrir aos 26’, que teve a visão atrapalhada pelos reflexos do sol. Sendo essa a última oportunidade aguda de jogo, pois na sequência ambos os treinadores realizaram várias alterações e o jogo ficou preso no meio de campo, com um volume de jogo maior pela equipe do América, que administrou até o apito final do árbitro Luis Marcelo Casagrande.


PRÓXIMA PARTIDA: Na próxima rodada, a equipe do Milan irá jogar contra o Carambeí, com o mando ao seu favor. Já o América terá confronto com o escrete do Santa Paula, também com o mando ao seu favor.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

MILAN: 12 Carlos; 2 Agnaldo, 14 Kelvin (21 Dario), 3 PH e 18 Diego dos  Santos; 5 Cleber, 13 Fabiano (11 Ederson), 17 Jean Peter (9 Jean) e 15 Rato; 33 Jean Matheus (51 Wanderlei) e 7 Dheysson ( 19 Thiago). Tec. Serafim

AMÉRICA: 1 Fabiano; 2 Marcelo (14 Geovane), 3 José Vitor (15 Fabricio), 4 William e 6 Rafael Brecário; 5 Fabricio (17 Sergio), 8 Ivan, 7 Edilson (23 Rafael Cordeiro) e 10 Rodrigo (25 Luis Felipe); 11 Valdinei (22 Alisson Freitas) e 9 Alisson (Luis Roberto). Tec. Valdemir

FICHA TÉCNICA – MILAN 0 X 4 AMÉRICA XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Rafael Brecário aos 13’ do 1º tempo, Alisson aos 15’, 36’ e 42’ do 1º tempo (América)
CA: Cleber e PH (Milan)
ÁRBITRO: Luis Marcelo Casagrande
ASSISTENTES: Fernando Voinarovicz e Dionathan Luis Manfrin
LOCAL: Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

drap
Tecnologia do Blogger.