PROPAGANDA

[SUB19] Operário vence o Paraná Clube e se mantém no G4


Operário e Paraná Clube jogaram na manhã deste sábado (30) no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa. O confronto foi válido pela segunda rodada do segundo turno do Campeonato Paranaense sub-19. A primeira etapa foi muito pegada e com poucas ações ofensivas das duas equipes. Mas o segundo tempo foi diferente e com o jogo movimentado. O escrete do Operário abriu o placar no início da etapa complementar e ainda ampliou com mais dois gols minutos depois. O Paraná Clube até reagiu, mas não o suficiente para mudar o placar, que terminou em 3 a 1 para o time da casa. Com o triunfo, a equipe dos campos gerais encostou nos líderes da competição e empatou em número de pontos com o Paraná Clube, ficando três pontos do líder. Além de se manter no G4 do grupo aumentou a diferença do quinto colocado (Andraus).

#SUB-19
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: Operário e Paraná Clube jogaram pensando na sequência da competição, pois um triunfo na segunda rodada do segundo turno do Campeonato Paranaense Sub19 de 2018 dará cancha nas próximas rodadas. Na rodada anterior, o time do Operário venceu o GRECAL fora de casa no placar de 1 a 0, enquanto que o time do Paraná Clube empatou com o Andraus em casa. Uma vitória para o Tricolor da Vila Capanema o coloca na liderança do grupo, já o triunfo a favor do Operário aproxima dos líderes e da uma gordura em relação ao quinto colocado.

O EMBATE: Os primeiros minutos do embate foram de um Operário marcando em pressão e dificultando a saída de bola do escrete da capital. Mas aos poucos, o time do Paraná Clube foi ajeitando a saída de bola e o Operário não conseguiu efetuar a mesma marcação nos minutos seguintes. Devido a isso, as faltas passaram a acontecer nos primeiros 15’.  Dentre elas, o capitão do Operário levou cartão amarelo. Não deu outra, com a forte marcação de ambas as equipes, o confronto passou a ter disputas mais duras.

Por causa disso, a equipe do Operário passou a controlar mais a posse de bola no setor de meio de campo e jogando, em passes longos, ao camisa nove do Fantasma, Petric. Mas sem sucesso. Enquanto que do outro lado, Andrey foi quem fez o arqueiro Fabricio trabalhar, aos 29’, em chute no canto direito do camisa 1 do Operário.  Minutos depois, o time do Operário conseguiu marcar com Petric, mas o atacante estava a frente, em posição irregular, e o assistente assinalou impedimento. Pouco questionado pelos atletas do time da casa.

Nos minutos finais da etapa inicial, um festival de cartões amarelos para as duas equipes. No total três, dois para o Operário em faltas duras matando o contra-ataque e um para o Paraná Clube, com falta no meio de campo dura em TH. Ou seja, o jogo ficou preso no setor da intermediária da equipe do Paraná Clube, com o time da casa querendo o gol. Mas a forte marcação do Paraná Clube aguentou até o apito final do primeiro tempo.


No retorno à segunda etapa, ambas as equipes não realizaram alterações. Devido a isso, o embate começou disputado e logo aos 5’, o time da casa abriu o placar. Thalles aproveitou o erro de passe do meio de campo do Paraná Clube e lançou na medida para Petric. O camisa 9 do Operário “sassaricou’ na frente do marcador e arrematou na entrada da área, sem chance para o goleiro Gui, que viu a bola bater na trave antes de entrar. Após o gol, o time do Paraná Clube se impôs e passou a ter mais volume de jogo e deu trabalho ao goleiro Fabricio do Operário.

Passados dos 20’, as duas equipes realizaram alterações. Destaque para o Operário que manteve o ritmo intenso, quando teve a bola. Aos 23’, em ótima trama, Thalles arrematou firme na trave. Mas minutos depois, em jogada pelo flanco com Gabriel, Lugano recebeu no meio da área, livre, e chutou firme, sem chance para o arqueiro Gui, aos 27’. Em jogada de contra-ataque, a equipe do Operário ampliou aos 35’, com Petric chutando em diagonal. O goleiro Gui defendeu parcialmente, mas não o suficiente para evitar o rebote nos pés de João Vitor, Tubarão, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Nos minutos finais, o embate ficou aberto, já que o treinador Luciano Simm fez algumas alterações para deixar o time no ataque. Não deu outra, aos 43’, Lucas Borges recebeu no flanco esquerdo e chutou na saída do goleiro Fabricio, diminuindo o placar no Miró de Freitas, que mesmo com três minutos de acréscimo, o placar persistiu em 3 a 1 para o escrete da casa.


PRÓXIMA PARTIDA: O escrete do Operário irá enfrentar no CT do Andraus, em Campo Largo, a equipe do Andraus, no próximo sábado (7). Já o Paraná Clube irá na próxima sexta-feira (6) desafiar no Estádio Erton Coelho Queiroz, em Curitiba, a equipe do São Joseense.

Operário: A equipe do Fantasma iniciou marcando pressão e soube suportar quando não esteve com a bola. Mas ao desenrolar do embate, a jogada passou a ser centralizada no camisa 9 Petric, que foi a referência da equipe do Operário. Além de uma marcação dura no meio de campo, o que dificultou muito a saída de bola do time do Paraná Clube.


FIQUE DE OLHO (OPERÁRIO): O atacante de referência do Operário foi o destaque na partida. O camisa 9 foi o principal articulador no sistema ofensivo da equipe do Operário e participou nos três gols. Além de ter paciência na hora da conclusão do gol, Petric ajudou na marcação ofensiva. Atributos essenciais para um atacante.

Paraná Clube: O time da capital suportou bem a pressão inicial do Operário, que foi de marcar no campo do Paraná Clube. Mas com certa malícia, soube "amorcegar" na primeira etapa e por pouco não marcou em lance de longa distância. Mas o gol no início da segunda etapa atrapalhou a dinâmica do jogo da equipe visitante, o que fez com que saísse mais. Ou seja, cedeu espaços e sofreu com o contra-ataque do Operário, que matou na metade do segundo tempo com dois gols.


FIQUE DE OLHO (Paraná Clube): No lado do Paraná Clube, o camisa 9, com características diferentes do nove do Operário, Andrey foi mais móvel e usou, em vários períodos, os lados do campo para avançar em favor do tricolor. Os principais lances de perigo do Paraná Clube saíram dos seus pés, principalmente, em arremate de longa distância.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1 Fabricio; 2 Felipe (16 Jean), 3 Fernando, 4 Guilherme e 6 Gabriel; 5 Th, 8 Lugano, 7 Adriel (18 Juninho) e 10 Thalles; 11 Matheus (20 João Vitor) e 9 Petric (19 Robinho). Tec. Joel

PARANÁ CLUBE: 1 Gui; 2 Kennidy (13 Wilian), 3 Xaxim, 4 Thiagão e 6 Marcelo (18 Wilsinho); 5 Bruno, 8 Silva (20 Lucas Borges), 7 Sene (19 Gustavinho) e 10 Warley; 9 Andrey e 11 Carioca. Tec. Luciano Simm

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 3 X 1 PARANÁ CLUBE XXXXXXXXX

GOLS: Petric aos 5’ do 2º tempo, Lugano 26’ do 2º tempo, João Vitor aos 35’ do 2º tempo (Operário) | Lucas Borges aos 43’ do 2º tempo (Paraná Clube)
CA: Thalles, Gabriel, Felipe e Fernando (Operário) | Bruno, Warley (Paraná Clube)
CV: Gabriel (Operário)
ÁRBITRO: Felipe Bello
ASSISTENTES: Jonathan Evers Dias e Maurício Costanargo
LOCAL: Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

drap
Tecnologia do Blogger.