PROPAGANDA

Com poucas chances de gol, Bragantino e Operário ficam no 0 a 0


Foto: Rafael Moreira/C.A. Bragantino
O Bragantino recebeu a equipe do Operário Ferroviário na tarde deste sábado (02), em duelo válido pela 8a rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. O empate em 0 a 0 mantém o Operário na segunda colocação do grupo B, com 14 pontos. Apenas o Botafogo-SP pode ultrapassar o Fantasma na tábua de classificação, caso vença o Ypiranga amanhã. Já o Bragantino cai para a 5a colocação após o tropeço em casa.

#SÉRIE C
Por Allyson Santos

PRÉ-JOGO: Uma das principais características do Campeonato Brasileiro da Série C é o equilíbrio entre todas as equipes. O confronto entre Operário Ferroviário e Bragantino teve a premissa de ser mais um duelo imprevisível. Apenas dois pontos separam as duas equipes, enquanto o Fantasma é o vice-líder do grupo B, o Bragantino permanece no meio da tabela. Uma vitória poderia encaminhar a classificação do Alvinegro de Vila Oficinas entre os quatro melhores escretes do grupo, por outro lado, os donos da casa podem encostar nos líderes do certame e seguir sonhando com o acesso. O Operário teve força máxima para o confronto, exceto o volante Chicão, que esteve suspenso. Assim como os visitantes, a equipe de Bragança Paulista teve todos os atletas à disposição do técnico Marcelo Veiga.

PRIMEIRO TEMPO: O Bragantino foi quem tomou iniciativa nos primeiros minutos de jogo. Os donos da casa pressionaram a saída de bola do Operário e dificultaram a troca de passes do Fantasma. O escrete de Bragança Paulista concentrou seus ataques pelo setor esquerdo, apostando na velocidade do atacante Marquinhos. Logo aos seis minutos, o camisa 11 passou por Danilo Baia e conseguiu bom cruzamento rasteiro na direção do centroavante Matheus Peixoto, que recebeu na pequena área e finalizou em cima do zagueiro Alisson.

Mesmo com a pressão inicial do adversário, o Alvinegro de Vila Oficinas fechou bem os espaços na faixa central do campo e aos poucos cresceu na partida. Após jogada bem trabalhada, Robinho arriscou finalização de longe e obrigou o goleiro Alex Alves a fazer grande defesa. No rebote, Cleyton chegou atrasado e não conseguiu concluir a gol. Lazaro foi quem afastou o perigo. O Operário envolveu a marcação adversária e criou as principais oportunidades do duelo, com destaque para a boa movimentação de seus meias ofensivos. Já o Bragantino fez bom proveito das laterais do campo e esperou uma falha dos visitantes para, através do jogo aéreo, abrir o placar.

O equilíbrio entre os dois escretes foi visível nesta reta final da primeira etapa. Ambas as equipes apresentam uma forte organização defensiva, qualquer falha pode ser determinante para o resultado. O Fantasma voltou a levar perigo em chute de longa distância com Danilo Baia. O lateral-direito recebeu toque de calcanhar do meia Robinho e finalizou à direita de Alex Alves. Em linda jogada pela intermediária veio a resposta do Bragantino. Vitinho conseguiu bom lançamento para Matheus Peixoto, que ficou cara a cara com Simão. O goleiro Operariano se chocou com o camisa 9 e evitou o gol da equipe paulista.

Foto: Rafael Moreira/C.A. Bragantino
SEGUNDO TEMPO: O Operário Ferroviário retornou mais lúcido e ofensivo para o segundo tempo. Os visitantes deteram a maior posse de bola, enquanto o Bragantino apostou nos contra-ataques e por pouco não abriu o placar após bola roubada no campo de defesa. Marquinhos partiu em velocidade, deixou Danilo Baia para trás e avançou na direção da meta alvinegra, quando Lucas Batatinha atuou como zagueiro e fez corte providencial. Aos quinze minutos jogados, mais uma boa chance do escrete da casa. Fabiano driblou a zaga do Fantasma e chutou forte de perna esquerda na entrada da área. A bola passou rente às traves e assustou o goleiro Simão.

A equipe visitante agora apresentou dificuldades no setor de criação, frente à um Bragantino que organizou ainda mais a marcação após o intervalo. Buscando retomar a mobilidade na faixa central do campo apresentada no primeiro tempo, o técnico operariano chamou o estreante, Rafinha. Logo em sua primeira participação, o habilidoso meia do Fantasma conseguiu ótimo cruzamento pela esquerda e encontra Robinho livre na pequena área. O camisa 10 operariano finalizou mal, para a fácil defesa de Alex Alves.

A bola parada também foi uma das armas do escrete da casa para abrir o placar. Após cobrança de escanteio, Lazaro sobiu mais alto que a marcação cabeceou firme. A bola passou sobre o gol de Simão, que apenas observa. O Bragantino agora pressionoou o Operário pelo gol da vitória. Em boa troca de passes pelo meio, Danilo Bueno conseguiu bom passe para Matheus Peixoto. O atacante girou em cima da marcação e finalizou rasteiro, para grande defesa de Simão.

O Operário não jogou bem e sustentou o empate longe de seus domínios, enquanto o escrete do interior paulista pressionou nos minutos finais. No entanto, a grande oportunidade de gol veio nos pés de Rafinha. O meia do fantasma roubou a bola no campo de ataque e foi derrubado na entrada da área. Xuxa lançou a bola na direção do gol e Junior Goiano quase marcou contra. Em duelo muito equilibrado e com uma reta final eletrizante, Operário e Bragantino empataram em 0 a 0.

PRÓXIMA RODADA: O Operário agora recebe a equipe do Luverdense no Estádio Germano Krüger, em duelo válido pela última rodada da 1a fase da Série C, no próximo domingo (10). Já o Bragantino enfrentará o Cuiabá fora de casa no próximo sábado (09).

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Operário: 1-Simão, 2-Danilo Báia, 3-Alisson, 4-Sosa, 5-Erick, 6-Peixoto, 7-Lucas Batatinha (18-Rafinha), 8-Índio, 9-Schumcher (Xuxa), 10-Robinho, 11- Cleyton (Serginho Paulista). Tec: Gérson Gusmão

Bragantino: 1-Alex Alves, 2-Jonathan Costa, 3-Lazaro, 4-Guilherme (15-Junior Goiano), 5-Adenilson, 6-Fabiano, 7-Magno, 8-Danilo Bueno (20-Rodriguinho), 9-Matheus Peixoto (19-Gustavo Vintecinco), 10-Vitinho, 11-Marquinhos. Tec: Marcelo Veiga

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO X BRAGANTINO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CA: Fabiano, Junior Goiano (BRA) Erick, Rafinha, Danilo Baia e Índio (OFEC)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Assistentes: Lorival Candido das Flores (1) e Ruan Neres Souza de Queiros
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista.



Tecnologia do Blogger.