PROPAGANDA

Iguaçu vence Jatobá e está na final da Taça Paraná


Na tarde deste domingo (24), o Iguaçu venceu o Jatobá por 2 a 1 no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli e garantiu a vaga para a final da Taça Paraná. A equipe de Araucária não conseguiu reverter a goleada sofrida no primeiro jogo da semifinal e deu adeus a competição. O jogo teve dois jogadores expulsos e teve até goleiro que jogou improvisado como centroavante.

#TAÇA PARANÁ
  Por Lucas Ravel

PRÉ-JOGO: O primeiro jogo entre as equipes em Araucária terminou em 8 a 1 para o Iguaçu. Portanto, o Jatobá precisará vencer por 8 gols de diferença para se classificar. A equipe de Araucária nem aqueceu no campo por problemas de transporte na ida ao estádio, já que ônibus teve problemas mecânicos. Já o Iguaçu fez rodízio no elenco e entrou com uma equipe mista.

PRIMEIRO TEMPO- A equipe do Jatobá veio ao jogo sem nenhum jogador no banco de reservas e o goleiro João Carlos, ex- Iguaçu, teve que jogar como centroavante. A partida teve início com o Iguaçu pressionando no campo ofensivo, que abriu o placar aos 17 minutos com Alex Pinhais. Hideo fez lançamento do campo defensivo para Tonton na direita, que avançou e fez cruzamento rasteiro para o atacante, que recebeu na área e apenas completou para o fundo das redes.

O galo de Santa Felicidade seguiu no ataque e teve as melhores oportunidades. Aos 25 minutos, após cobrança de escanteio de Hideo, Jhon cabeceou firme para grande defesa de Lincon. A partida seguiu muito truncada, com várias faltas e o Jatobá já dava indícios que sofreria com a parte física. Até o final do primeiro tempo, o alvinegro manteve a posse de bola, mas desperdiçou várias oportunidades e não conseguiu aumentar a vantagem.


SEGUNDO TEMPO - Na segunda etapa, o goleiro Lincon começou a aparecer.  No início, o roteiro do primeiro tempo se repetiu: o Iguaçu continuava no ataque, mas não conseguiu criar grandes oportunidades, principalmente por erros de passe. Mesmo sendo improvisado como atacante, o goleiro João Carlos conseguiu aprontar para cima dos zagueiros da equipe adversária. O jogador finalizou em cima de Neto, que desviou com a mão dentro da grande área. Com o pênalti marcado, Matheusinho cobrou no canto direito, deslocando Diego Molina e empatou a partida.

Após a metade do segundo tempo, a partida tomou ares de tensão quando Bruno ficou incontrolável em campo e quis arrumar discussão com Roney. O árbitro resolveu a situação advertindo os dois jogadores. Na cobrança, Hideo carimbou a trave direita do goleiro. O Jatobá teve que jogar com um a menos quando Bruno levou o segundo amarelo e foi expulso. Na sequência, Hideo cobrou falta acionando Marcelinho na direita. O meia adentrou a área e tocou na saída do goleiro aumentando o placar aos 41 da etapa complementar.

O Iguaçu não ficou em vantagem numérica por muito tempo, pois Marcelinho foi expulso por reclamação. Com as duas equipes jogando com 10 jogadores, as chances de gol foram raras e a partida terminou com a vitória do alvinegro.


PRÓXIMA PARTIDA- O Iguaçu enfrentará na final a equipe do Atalanta, que empatou em 2 a 2 com a Aprovale no tempo normal e venceu por 4 a 1 nas penalidades.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

IGUAÇU: - 1- Rodrigo (12- Diego Molina; 2- Watson (16- Marcelinho); 3- Emerson; 4- Neto; 5- Roney; 6- Tonton; 7- John (17- Vitinho); 8- Léo Gago; 9- Diego (18- Igor); 10- Hideo; 11- Alex Pinhais Técnico: Luisinho Netto

JATOBÁ: - 10- Lincon; 2- Maicon; 14- Lucas; 5- Bruno Henrique; 6- Rogério; 7- Matheusinho; 8- Bruno; 9- Thiago; 16- André 11- Dênis; 21- João Carlos; Técnico: Josuel Silva

FICHA TÉCNICA: IGUAÇU 2 X 1 JATOBÁ XXXXXXXXXX

GOLS: Alex Pinhais (Iguaçu, 17’ do 1°T), Matheusinho (Jatobá, 15’ do 2°T), Marcelinho (Iguaçu, 41’ do 2°T)
CA: Watson, Neto, Marcelinho (Iguaçu) Dênis, Maicon, Bruno (Jatobá)
CV: Bruno (Jatobá), Marcelinho (Iguaçu)
ÁRBITRO: Thiago Moreira
ASSISTENTES: Eduardo Furiatti e Jonathan Dias
LOCAL: Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, Curitiba

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




drap
Tecnologia do Blogger.