PROPAGANDA

[SUB 19] Portuguesa Londrinense desperdiça chances e é derrotada pelo Paranavaí



Neste sábado (12), a Portuguesinha perdeu para o Paranavaí pelo placar de 2 a 0, no Estádio Uady Chaiben, em Londrina. Marllon marcou os gols da equipe visitante na etapa complementar. A partida foi válida pela terceira rodada do Campeonato Paranaense Sub-19 e a derrota levou a Lusinha ao último lugar na tabela.

#SUB-19
Por @danielmunizs

PRÉ-JOGO: As duas equipes buscavam a primeira vitória no certame para não se distanciar dos oponentes na tábua de classificação. Na última rodada, a Portuguesa Londrinense perdeu de 1 a 0, fora de casa, para o Londrina. O Paranavaí veio de uma derrota, em casa, para o Apucarana Sports, pelo placar de 3 a 2.

O EMBATE: A partida começou com muita marcação de ambas equipes que buscaram reduzir os espaços do campo. A Portuguesa Londrinense, que tentou criar as jogadas a partir de seus zagueiros, foi pressionada pelo Paranavaí que tentou forçar o erro do adversário. A primeira oportunidade de gol foi do time da casa. Aos 11 minutos, Abner, no limite da área e pela direita, bateu cruzado. Nas sem força e Mateus Amorim, goleiro do ACP, conseguiu fazer a defesa. Passada a pressão inicial, a Lusinha conseguiu encontrar espaços na defesa adversária e passou a apostar nos cruzamentos pela direita.

No minuto 36, a Portuguesa Londrinense teve mais uma chance de abrir o placar. Mateus Sergio, na pequena área, recebeu cruzamento da direita mas finalizou mal e a bola passou rente a trave direita do gol. Aos 45 foi a vez do Paranavaí. Henrique, dentro da área, pegou a sobra, limpou o marcador e finalizou. Gustavo Fraga, goleiro da Lusinha, conseguiu espalmar a bola e, no rebote, a defesa afastou o perigo. E sem alteração no placar, a primeira etapa terminou com o placar fechado.


A Portuguesa voltou para a segunda etapa com mudanças, mas o Paranavaí não deu tempo à equipe rival e abriu o placar logo aos 2 minutos. Marllon, dentro da área, pegou o rebote e chutou. A bola pingou e enganou o goleiro Gustavo que não conseguiu evitar o gol do time visitante. Seis minutos depois veio o segundo gol do ACP. Marllon avançou pela direita, passou pela marcação e arriscou de fora da área. A bola subiu e encobriu o goleiro rival.

Em desvantagem, a Lusinha avançou suas linhas e teve sua melhor chance em um pênalti sofrido por Guilherme Henrique, aos 12 minutos. Gabriel Felipe cobrou rasteiro, no canto esquerdo, e Mateus Amorim se esticou para defender a penalidade. A Portuguesa pressionou o adversário e teve mais uma oportunidade aos 17 minutos. Gabriel Felipe recebeu passe em profundidade, entrou na área e chutou em cima do goleiro, que se adiantou e fechou o ângulo. Já nos acréscimos, a Lusinha chegou com perigo pela última vez. Luiz Carlos cortou para a direita e, de fora da área, bateu de chapa. Mateus Amorim, atento ao lance, conseguiu fazer a defesa. Devido a isso, o placar ficou em 2 a 0 para o escrete do Paranavaí.

PRÓXIMA PARTIDA: Fora de casa, o próximo confronto da Portuguesa Londrinense é contra o Rolândia EC. O Paranavaí recebe o Cambé, no Estádio Dr. Waldemiro Wagner. Ambas partidas estão marcadas para o próximo sábado (19), às 15h30.


PORTUGUESA LONDRINENSE: Em um 4-2-3-1 inicial, a Lusinha suportou a pressão inicial do adversário e passou a dominar a posse de bola. A equipe de Renan Felipe construiu jogadas a partir da defesa e procurou explorar a velocidade de seus pontas, Abner Bragantine e Dedei, com o pivô de Gabriel Felipe. Com a desvantagem no placar, a Portuguesa foi para o abafa e não teve tranquilidade para conseguir um resultado positivo.


FIQUE DE OLHO (PORTUGUESA LONDRINENSE): Dedei - canhoto e de muita agilidade, o ponta foi a válvula de escape e o homem da bola parada da Lusinha. Também se destacou na parte defensiva, voltando para marcar, conseguindo bons desarmes e demonstrando vigor físico nos minutos finais.


PARANAVAÍ: O ACP montou um 4-3-3 e, nos minutos iniciais, tentou sufocar a saída de bola adversária. Depois de um tempo, o time recuou e aproximou suas linhas. No meio de campo, Henrique dos Santos foi o motorzinho do time, defendia, fez a ligação entre setores e apareceu como elemento surpresa. A boa atuação de Mateus Amorim, arqueiro do Paranavaí, e a precisão de Marllon foram determinantes para a vitória deste sábado. 


FIQUE DE OLHO (PARANAVAÍ): Marllon - destro e atacante de beirada, o camisa 11 deu trabalho à defesa adversária com seus dribles curtos. Após um primeiro tempo tímido, Marllon fez os dois gols da partida, demonstrando oportunismo no primeiro tento e habilidade no segundo.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PORTUGUESA LONDRINENSE: 1. Gustavo Fraga, 13. Carlos Henrique, 14. Gustavo Silva (34. Ramon), 22. Victor Hugo (29. Luiz Carlos), 23. Guilherme Pereira, 27. Marcio Casemiro (36. Guilherme), 30. Dedei, 33. Gabriel Felipe (25. Rafael Xavier), 35. Mateus Sergio (28. Andre Felipe), 37. Abner Bragantine, 38. Felipe Germano. TEC: Renan Felipe.

PARANAVAÍ: 1. Mateus Amorim, 2. Douglas, 3. Mateus Ramos, 4. Julio Muller, 6. Ramon (14. Guilherme Morais), 5. Matheus Henrique, 7. Henrique Gomes, 8. Helvis (15. Pedro Henrique), 9. Felipe Ricardo (13. Vitor Souza), 10. Fellipe de Oliveira, 11. Marllon. TEC: Amarildo Aparecido de Souza.

FICHA TÉCNICA – PORT. LONDRINENSE 0 X 2 PARANAVAÍ XXXXXXXXXX

GOLS: Marllon (Paranavaí), aos 2 e 8 minutos do 2º T.
CA: Felipe Germano e Gustavo Silva (Portuguesa Londrinense) | Douglas, Matheus Henrique e Ramon (Paranavaí)
ÁRBITRO: Jeferson Fernando Ribeiro
ASSISTENTES: Alexandre Cavalcanti de Souza e Marcos Aparecido Roberto
LOCAL: Estádio Uady Chaiben, em Londrina

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX





Tecnologia do Blogger.