PROPAGANDA

Operário é goleado pelo Cuiabá na Arena Pantanal e amarga a segunda derrota na Série C


Foto: Assessoria do Cuiabá
O Operário Ferroviário enfrentou o Cuiabá na tarde desde sábado (19), na Arena Pantanal, em Mato Grosso, e saiu derrotado pelo placar de 4 a 0. O duelo foi válido pela 6ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Dourado assume a liderança do Grupo B. Já o Fantasma cai para a terceira colocação do grupo e volta para Ponta Grossa frustrado com a goleada sofrida. O jogo foi marcado pelo reencontro de Gerson Gusmão e da equipe alvinegra com o técnico Itamar Schülle – ex treinador do Fantasma.


#SÉRIEC                                                                         
Por Cícero Goytacaz  

PRÉ-JOGO: Em confronto direto pela liderança do Grupo B, Cuiabá e Operário se enfrentaram neste sábado (19) na Arena Pantanal, em Mato Grosso. O time da casa venceu o Joinville na rodada passada em Santa Catarina, está em terceiro colocado do grupo com 10 pontos e vem ao jogo com desfalque de última hora de Ronaell. Já o Fantasma, que lidera o grupo com os mesmos 10 pontos e possui vantagem no saldo de gols, vem de um empate jogando em casa com o Tombense. O time de Vila Oficinas não contou com o zagueiro Alisson, que cumpriu suspensão e deu lugar a Yuri. Jean Carlo, que sofreu uma lesão no joelho direito também desfalcou a equipe. No entanto, Léo e Lucas Batatinha voltam a serem opções para o técnico Gerson Gusmão.

O jogo marcou o reencontro da equipe alvinegra com Itamar Schülle, treinador do Cuiabá. Em 2015, Itamar comandou a equipe do Operário que conquistou o título do Campeonato Paranaense, com Gersinho como auxiliar técnico. Na última quarta-feira (16), o Operário Ferroviário coroou seu retorno à elite do Campeonato Paranaense com o título da Segunda Divisão Estadual, goleando em casa a equipe do Cascavel CR por 7x0.   

PRIMEIRO TEMPO: Logo nos primeiros minutos de bola rolando na Arena Pantanal o Cuiabá tentou a primeira proposta ofensiva do jogo, com Edinei chutando para fora. A partir disso, foi nítido o domínio da posse de bola da equipe anfitriã. Enquanto que o Operário teve falta perigosa marcada a seu favor. Aos 10’ Cleyton cobrou na área, mas a defesa do arqueiro Dourado afastou o perigo. Mesmo assim, o Fantasma seguiu pressionando o time da casa, que apertou a marcação e cometeu mais uma falta. Aos 14’, Robinho bateu direto e Victor Souza segurou firme.

Após sofrer muita pressão do alvinegro de Vila Oficinas, a equipe do Cuiabá voltou a atacar e quase abriu o placar com João Carlos aos 16’, após cruzamento de Weverton. O auriverde continuou propondo o jogo até que aos 21’ Weverton fez boa jogada pela direita e João Carlos, aproveitando a desatenção da defesa adversária, tirou a bola do goleiro Simão e marcou o primeiro gol do time da casa. O Operário tentou responder e aos 24’ Robinho foi para cima da marcação e foi derrubado. O árbitro assinalou falta, que o próprio Robinho realizou a cobrança e levantou a bola na área, mas ela parou nas mãos do goleiro Victor Souza.

Com muita dificuldade de manter a bola no ataque, o alvinegro foi pressionado até que aos 26’, Danilo Báia desarmou jogada perigosa do time da casa. Aos 29’, Eduardo Ramos realizou uma cobrança de falta perigosa, bateu direto e a redonda passou raspando pelo travessão, dando mais um susto na equipe de Ponta Grossa. O Fantasma respondeu quando Cleyton puxou um contra-ataque, mas acabou travado por Lucão e com isso, ganhou mais um escanteio. Aos 30’ Robinho cobrou, a bola sobra no segundo pau para Quirino cabecear com precisão, mas Victor Souza realizou mais uma bela defesa.

Aos 32’ veio o momento que mudaria a história do jogo. João Carlos cruzou na área, a bola tocou no braço de Sosa e o árbitro marou pênalti para o Cuiabá. Eduardo Ramos cobrou rasteiro no canto esquerdo e Simão defende de maneira sensacional. Porém, o bandeira mandou voltar a cobrança. Após muita confusão, Eduardo Ramos bateu novamente e dessa vez ampliou a vantagem para o Dourado. O árbitro ainda adverteu o goleiro do Operário com cartão amarelo por reclamação. Sentindo-se prejudicado, o Fantasma da Vila passa a pressionar nos minutos finais da primeira etapa, até que Quirino arrematou e Victor Souza defendeu. Na sobra, Peixoto cruzou para Schumacher, que concluiu novamente. Mas a bola parou no goleiro adversário mais uma vez. No final agitado, Bruno Sávio ainda aproveita mais um contra-ataque, finaliza e Simão salva, evitando o que seria o terceiro gol do time da casa.

Foto: Assessoria do Cuiabá
SEGUNDO TEMPO:  O Operário foi ao segundo tempo com Lucas Batatinha no lugar de Índio. A bola rolou e o Operário começou pressionando em busca de recuperar o placar. Aos 2’, Robinho por pouco não diminuiu para o fantasma, quando chutou de fora da área. Aos 5’, Yuri impediu o ataque do Cuiabá com entrada violenta em Bruno Sávio. Eduardo Ramos cobrou, a bola rebateu e Jenison, que entrou no lugar de Weverton, pegou a sobra para marcar o terceiro gol do Cuiabá. O alvinegro de Vila Oficinas sentiu o baque, a defesa não deu conta da pressão adversária e Bruno Sávio, após aplicar um belo chapéu em Chicão, concluiu a jogada encobrindo o goleiro Simão, fazendo a bola morrer no fundo das redes da Arena Pantanal.

A partir disso, visivelmente abalado com o resultado, o Operário tentou na base do tudo ou nada para diminuir a vantagem. Em cobrança de escanteio, Danilo Baia cruzou e Yuri finalizou bem, mas Victor Souza fechou o gol mais uma vez. Mesmo assim, o Dourado dominou as ações no segundo tempo. Aos 24’, Lucas Batatinha parou mais uma jogada de ataque do Cuiabá com falta e levou cartão amarelo, refletindo o descontrole da equipe de Ponta Grossa com o resultado do jogo. O tempo fechou quando Báia se desentendeu com o banco de reservas adversário, gerando uma grande confusão. O lateral direito e Marino, do time mato-grossense, foram advertidos com cartão amarelo. Assim como Índio, Danilo Báia está suspenso e não enfrenta o Botafogo de Ribeirão Preto na próxima rodada.

Em busca do gol de honra, Xuxa cobrou falta para o Operário, levantou a bola na área, mas Eduardo Ramos fez o corte. O Cuiabá respondeu e, após bela jogada de Hiltinho, Yuri interceptou o que seria o quinto gol do Dourado. O jogo foi chegando aos minutos finais e a equipe da casa administrou o resultado. O Fantasma insistiu em diminuir a diferença no placar, mas as jogadas saíram sem efeito. Com o jogo sob total controle, aos 43’ da etapa final, o auriverde buscou o quinto gol em jogada perigosa. Jenison cabeceiou, mas a bola foi para fora.

Passado de 45’ no relógio, Cleyton passou rasteiro para Robinho, mas a zaga adversária afastou. No rebote, Robinho insistiu, foi travado e derrubado na área. Mas o árbitro mandou seguir. O árbitro Marielson Alves Silva apitou pela última vez e o Cuiabá assumiu a liderança do Grupo B da Série C, enquanto que o Operário Ferroviário voltou para casa amargando a segunda derrota no certame nacional.

Foto: Assessoria do Cuiabá
PRÓXIMA PARTIDA: Pela sétima rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, o Cuiabá jogará novamente em casa no próximo sábado (26), às 17h, contra o Ypiranga. No domingo (27), o Operário Ferroviário recebe o Botafogo de Ribeirão Preto, às 15h30, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CUIABÁ: 1-Victor Souza, 2- Jefferson Feijão, 3- Edinei, 4-Lucão, 5-Marcão, 7-Weverton (18-Jenison), 8-Marino, 9-João Carlos (16-David Batista), 10-Eduardo Ramos, 11-Bruno Sávio (17-Hiltinho), 14-Jean. Téc.: Itamar Schülle.

OPERÁRIO: 1-Simão, 2-Danilo Báia, 3-Yuri, 4-Sosa, 5-Chicão (17-Erick), 6-Peixoto, 7-Quirino (20-Xuxa), 8-Índio (18-Lucas Batatinha), 9-Schumacher, 10-Robinho, 11-Cleyton. Téc.: Gerson Gusmão. 

FICHA TÉCNICA – CUIABÁ 4 X 0 OPERÁRIO XXXXXXX

Gols: João Carlos, Eduardo Ramos, Jenison e Bruno Sávio (CEC)
CA: Bruno Sávio, Weverton, Jean, Marino, João Carlos e Hiltinho (CEC); Índio, Chicão, Simão, Yuri, Lucas Batatinha e Danilo Báia (OFEC). 
Árbitro: Marielson Alves Silva
Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim (1); Jucimar dos Santos Dias (2)
Local: Arena Pantanal, Cuiabá - MT



Tecnologia do Blogger.