PROPAGANDA

Operário vence o Cascavel CR e está a um empate do título da Divisão de Acesso de 2018



Cascavel CR e Operário jogaram na noite desta quarta-feira (9), em confronto válido pela partida de ida da decisão da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense de 2018, no Estádio Olímpico Arnaldo Busatto, em Cascavel. Nos primeiros 90’ do embate, a equipe alvinegra de Ponta Grossa saiu na frente com dois gols, mas o Cascavel CR diminuiu nos minutos finais. O resultado de 2 a 1 dá vantagem do empate para o Fanstama conquistar o título, já a Serpente terá que vencer para levantar o caneco.


#ACESSO 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: Depois dos dois escretes serem os campeões de seus grupos na segunda-fase e de conquistaram a vaga do acesso à elite do futebol paranaense, Cascavel CR e Operário jogam em busca da taça. Na primeira fase, as duas equipes jogaram no mesmo palco desta quarta-feira (9) e o Operário venceu por 2 a 0, com gols de Alisson e Erick. O embate foi válido pela 6ª rodada. Além de chegarem na final do certame, as duas equipes possuem briga na artilharia da competição. No lado do Cascavel CR, Louback, e no Operário, Schumacher. Ambos com sete gols, um a menos que Matheus do PSTC.

PRIMEIRO TEMPO: Os primeiros minutos do embate foi de uma equipe do Cascavel CR marcando forte o escrete do Operário. Mesmo assim, o Fantasma foi quem teve mais posse de bola e que chegou com 8’. Após boa trama entre o ataque do escrete visitante, Dione foi derrubado próximo a meta do goleiro Enéas. Na cobrança, o camisa 10 do Operário não teve sucesso. Aos poucos, a Serpente respondeu e chegou duas vezes minutos depois. Ambas em jogadas de bola paradas, que não venceu o sistema defensivo do time da cidade de Ponta Grossa. Lances que motivaram a equipe do Cascavel CR, pois na sequência a Serpente chegou duas vezes e foi parado com falta, que não tiveram perigo a meta de Simão.

Mas passados os 20’, a equipe do Operário avançou o time e passou a ficar mais no campo do Cascavel CR. Devido a isso, o goleiro Enéas passou a trabalhar. Mas o contra-ataque ficou exposto e Adriano do time da casa infernizou com as jogadas de velocidades. Aos 30’, o embate caiu de produção e a falta de criação nas duas equipes foi o que proporcionou a queda. Mas em jogada no flanco esquerdo de Dione arrematou firme, a bola ficou no rebote para Pedrinho aos 37’ inaugurar o placar no Estádio Olímpico Arnaldo Busatto. Nos minutos finais, com vantagem no placar, o embate não evoluiu muito na criação de jogadas e o Operário administrou até o apito final do árbitro Robson Babinski.

SEGUNDO TEMPO: No retorno para a etapa complementar, as duas equipes não realizaram substituições. Com bola rolando, o primeiro perigo de gol foi na meta do arqueiro Eneias, que fez uma defesa após conclusão de Schumacher, que recebeu de Gil Paraíba. Na sequência, o Cascavel CR respondeu com uma cobrança de escanteio, em que o zagueiro do Operário Yuri afastou e evitou o gol de empate aos 5’ da etapa complementar. Minutos depois, em jogada de bola parada, Dione cruzou e o zagueiro Yuri carimbou sozinho e ampliou em Cascavel, aos 9’.

Passados os 15’, as duas equipes mudaram com as substituições. O troca-troca deu resultado à equipe do oeste do Paraná, pois passou a ficar com a bola no campo de ataque. Mas o campo ficou exposto para o contra-ataque do Fantasma e por isso, não durou por muito tempo a pressão da Serpente. Devido a isso, o embate ficou travado no sistema de meio de campo e poucas jogadas de ataques aconteceram depois da metade da etapa complementar.

Nos minutos finais, a equipe do Cascavel CR persistiu e em um dos ataques Louback foi derrubado dentro da área por Tiago Alencar e o árbitro assinalou pênalti. O camisa 9 da Serpente cobrou e a bola bateu na trave e na costa do goleiro Simão antes de entrar no gol, aos 43’ da etapa complementar. Após o gol da Serpente, o Operário persistiu para ampliar a diferença, mesmo com 4’ de acréscimo, não conseguiu e o placar terminou em 2 a 1 para o Operário diante o Cascavel CR.

PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Operário terá um desafio no domingo (13), no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, diante o Tombense. O embate é válido pela Série C do Campeonato Brasileiro de 2018. Do outro lado, a próxima partida do Cascavel será somente na quarta-feira (16) que vem e contra o Fanstama, no Estádio Germano Kruger.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CASCAVEL CR: 1 Enéas; 16 Lapa (17 Vinicius), 4 Roger, 15 Cristiano e 6 Adriano; 5 Jackson, 2 Giba, 8 Diego (3 Rodrigão) e 10 Rone; 11 Linik (19 Fabiano) e 9 Louback. Tec. Luiz C. Cruz

OPERÁRIO: 1 Simão; 2 Danilo Báia, 3 Yuri, 4 Tiago Alencar e 6 Raphael Soares (15 Índio); 5 Erick, 8 Serginho Paulista, 10 Dione e 11 Pedrinho (17 Quirino); 7 Gil Paraíba e 9 Schumacher (18 Anderson Paraíba). Tec. Gerson Gusmão.

FICHA TÉCNICA – CASCAVEL CR X OPERÁRIO XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Pedrinho aos 37’ do 1º tempo, Yuri aos 9’ do 2º tempo (Operário) e Louback aos 43’ do 2º tempo (Cascavel CR)
CA: Dione, Danilo Báia, Thiago Alencar, Anderson Paraíba (Operário) | Giba, Rone (Cascavel CR)
ÁRBITRO: Robson Babinski
ASSISTENTES: Jeferson Bassani e Cristiano Teixeira Lombardi
LOCAL: Estádio Arnaldo Busatto, em Cascavel
PÚBLICO TOTAL/RENDA: 233 pessoas | R$ 3.420,00



Tecnologia do Blogger.