PROPAGANDA

Operário vence o Botafogo-SP de virada e recupera na Série C



O Operário Ferroviário recebeu a equipe do Botafogo-SP na tarde deste domingo (27), em duelo válido pela 7a rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. Com gols de Lucas Batatinha e Schumacher, o Operário fez 3 a 1 no Botafogo-SP e subiu na tábua de classificação. Já a equipe Tricolor perdeu a invencibilidade no certame e dá adeus a liderança do grupo B.


#SÉRIE C
Por Allyson Santos

PRÉ-JOGO: A promessa durante a semana era de um confronto equilibrado no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. O Fantasma entrou em campo sob pressão após a goleada por 4 a 0 sofrida na última rodada, contra o Cuiabá, que levou o fantasma para a 7a colocação do grupo B. Com o bom retrospecto em casa e apoiado pela força da torcida, o Alvinegro ainda teve que superar os importantes desfalques do volante Índio, suspenso e do atacante Jean Carlo, lesionado, para voltar ao topo da tábua de classificação. Já o Botafogo, foi a Ponta grossa para se consolidar cada vez mais dentro do campeonato. O Escrete de Ribeirão Preto foi a Ponta Grossa como o último invicto no certame e vem para o embate com força máxima, com exceção do zagueiro e capitão da equipe, Plínio, que foi poupado por questões físicas. O tricolor lidera o grupo, com 12 pontos ganhos.


PRIMEIRO TEMPO: A forte intensidade imposta pelas duas equipes fez com que o início de jogo tivesse muitas faltas. O Botafogo não deu espaço para os donos da casa, que buscou espaço pelas laterais do campo. A primeira boa chance de gol foi da equipe tricolor com Élder Santana. O camisa 11 aproveitou falha temerosa na saída de bola do goleiro Simão e finalizou rasteiro e assustou a torcida do Fantasma. Logo na sequência, o Botafogo recuperou a posse. Guilherme Garré recebeu na entrada da área e finalizou forte, a bola tocou na mão do zagueiro Sosa e o árbitro marcou pênalti. Após muita reclamação dos jogadores do Operário, o centroavante Jheimy cobrou a infração com categoria e abriu o placar para o tricolor de Ribeirão Preto.

O Alvinegro de Vila Oficinas permaneceu lúcido em campo, tentou envolver a equipe visitante e encontrou espaços na sólida defesa do Botafogo. Após cobrança de escanteio, Schumacher ganhou dividida dentro da área, ajeitou para Robinho que finalizou colocado. A bola passou rente à meta do goleiro Thiago Cardoso. Foi nítido o crescimento do Fantasma na partida, com destaque para o meia Cleyton, que conseguiu envolver o lado direito da defesa adversária com bons dribles em velocidade. Em cobrança de falta, linda jogada ensaiada deixa Lucas Batatinha livre de marcação. O atacante Operariano levou para o fundo e finalizou forte, mesmo sem ângulo, o camisa 7 vence Thiago Cardoso e empatou o duelo.

A pressão do Fantasma deu resultado frente a um Botafogo recuado. A equipe do interior paulista se fechou a esperou um contra-ataque. Mesmo assim, o escrete visitante chegou a assustar o Fanstama. Desta vez, o artilheiro Felipe Augusto levou perigo à meta de Simão. O camisa 7 recebeu em velocidade, passa pela marcação e finalizou de longe. A bola passou pelo lado esquerdo das traves alvinegras. No entanto, já na reta final da primeira etapa, foi Schumacher quem foi às redes. Premiado pela boa partida e pelo forte poder de reação, o Operário virou o jogo após cruzamento de Cleyton pelo lado esquerdo e cabeceio forte do camisa 9 do Fantasma, que estufou as redes do Botafogo e deu a vantagem para os donos da casa.


SEGUNDO TEMPO: O escrete paulista retornou ao gramado mais incisivo e voltou a exercer a mesma pressão na saída de bola alvinegra observada no início do primeiro tempo. Tendo em vista a forte marcação do Operário, os visitantes apostaram nas bolas aéreas, mas não conseguiram levar perigo. A ofensividade do Botafogo deixou espaços no campo defensivo. Em jogada trabalhada pelo centro do campo, Chicão lançou para Robinho, que dominou no bico da área e chutou em cima do zagueiro. No rebote, o mesmo camisa 10, bateu colocado novamente e obriga Tiago Cardoso a fazer grande defesa.

O jogo ficou cada vez mais aberto. Em resposta do tricolor, Guilherme Garré aproveitou falha no posicionamento defensivo, parte em velocidade para a linha de fundo e tocou para Jheimy. O centroavante do fogão driblou Alisson mas chutou fraco e sem direção, sem sustos para Simão. Com alterações pontuais das duas equipes, o jogo começou a ficar mais preso no meio de campo. O Botafogo deixou de pressionar o Operário, que detém o controle da partida com boa movimentação e toque de bola envolventes.

Para dar números finais ao embate, Schumacher marcou seu segundo tento da partida, mais uma vez pelo alto. Em ótima cobrança de escanteio pelo setor direito de ataque, Peixoto desviou no primeiro pau e o camisa 9 alvinegro apenas completou para o fundo das redes. O Operário Ferroviário fez o terceiro gol em um momento crucial da partida, a equipe botafoguense permaneceu atônita e sem qualquer poder de reação, muito por conta do desgaste físico.


PRÓXIMA RODADA: O Operário agora viaja para São Paulo encarar o Bragantino no próximo sábado (02) em duelo válido pela penúltima rodada da 1a fase da Série C. Já o Botafogo vai a Erechin, onde medirá forças com o Ypiranga, também no sábado (02).     

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Operário: 1-Simão, 2-Léo, 3- Alisson, 4-Sosa, 5-Chicão, 6-Peixoto, 7-Lucas Batatinha (18-Xuxa), 8-Erick, 9-Schumacher (19-Vinícius), 10-Robinho, 11-Cleyton (15-Serginho Paulista). Tec: Gérson Gusmão

Botafogo-SP: 1-Tiago Cardoso, 2-Lucas Mendes (14-Marcos Martins), 3-Carlos Henrique, 4-Gilberto, 5-Serginho, 6-Peri, 7-Felipe Augusto, 8-Yuri, 9-Jheimy, 10-Guilherme Garré (17-Pimentinha), 11-Élder Santana (20- Tchô) Tec: Léo Condé

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO X BOTAFOGO-SP xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Gols: Lucas Batatinha e Schumacher (OFEC) Jheimy (BOT)
CA: Peixoto, Chicão (OFEC) Lucas Mendes, Guilherme Garré, Felipe Augusto, Tchô (BOT)
Árbitro: Andrey da Silva E Silva.
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Jose Ricardo Guimarães Coimbra
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. 
Público/Renda: 3266 pessoas e 39.890,00 reais.



Tecnologia do Blogger.