PROPAGANDA

Em partida agitada, Cruzeiro vence o Atlético na Arena e vai com a vantagem para a partida de volta


Na noite desta quarta-feira (16), o Atlético foi derrotado pelo Cruzeiro na Arena da Baixada por  2 a 1 no confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com dois tempos distintos, o Furacão fez uma péssima segunda etapa e levou a virada em falhas defensivas. Já os mineiros foram oportunos nas chances que criaram e voltam para Minas Gerais com a vantagem. 


#COPA DO BRASIL                                                            
Por: @leodulcio

PRÉ-JOGO: Vindo de três derrotas seguidas, o Furacão precisava do triunfo para a recuperação e ir com vantagem para o jogo de volta. A última derrota na Arena da Baixada, em confronto válido pela quinta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de 2018, foi diante o escrete do Atlético-MG por 2 a 1. Já a Raposa, em boa fase, venceu no Mineirão o Sport por 2 a 0. 

PRIMEIRO TEMPO - Os primeiros minutos da partida foi de muito toque de bola e poucas oportunidades. Mas aos 13’, o Furacão assustou a meta cruzeirense. Rosseto limpou a jogada e soltou uma bomba, para boa defesa de Fábio. Aos 26’, o Cruzeiro também assustou. Egídio fez boa jogada pela ponta esquerda, cruzou para Sassá, que cutucou de cabeça pela linha de fundo.

Com 30’, novamente a raposa chegou com perigo. Arrascaeta invadiu a área, cruzou no segundo poste para Robinho de voleio mandar por cima da meta. A equipe mineira continuou e pressionou o Atlético. Ou seja, teve outra chance de abrir o placar. Com 34’, Robinho dominou a bola na intermediária, limpou a jogada e soltou um foguete, que obrigou Santos a fazer uma grande defesa.

Mas nos minutos finais, aos 41’, o Furacão abriu o placar. Do meio da rua, Carleto soltou a bomba em cobrança de falta e matou o goleiro Fábio, tirando o zero do placar na Arena da Baixada. Com 45’, o Cruzeiro por muito pouco não empatou o jogo. Pablo errou um passe próximo a área, Arrascaeta recuperou a bola, invadiu a área e obrigou Santos a fazer uma grande defesa. Passado o susto, o embate terminou com 1 a 0 para o escrete rubro-negro.


SEGUNDO TEMPO -  A segunda etapa começou pegando fogo. Carleto inverteu o jogo, Pavez encheu o pé de primeira para boa defesa de Fábio. Na sequência do lance, cobrança de escanteio de Rosseto na cabeça de Pablo, que cutucou pela linha de fundo. Aos 12’ o Cruzeiro puxou um contra-ataque de muito perigo. De Arrascaeta ganhou a jogada pelo lado esquerdo, invadiu a área e levantou para Sassá finalizar mal por cima da meta atleticana.

Com a pressão, não deu outra. Com 34’, o Cruzeiro acabou empatando. Henrique soltou uma bomba do meio da rua, a bola desviou em Thiago Heleno e acertou o ângulo de Santos. O empate já era dado como certo, mas aos 47’, a raposa virou o placar. Raniel recebeu entre os zagueiros do Furacão, invadiu a área e faz o segundo do Cruzeiro. 

Com a derrota, o Atlético vai para a partida de volta precisando fazer dois gols para conquistar a vaga nas quartas de final. Já os mineiros, tem a vantagem do empate.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXX

ATLÉTICO PARANAENSE: 01- Santos; 08- Pavez; 27- Zé Ivaldo; 44- Thiago Heleno; 20- Rosseto; 15- Camacho; 03- Lucho (39- Bruno Guimarães); 26- Carleto; 07 Raphael Veiga (55- Matheus Anjos); 92- Pablo e 30- Bergson (22- Marcinho). Técnico: Fernando Diniz.

CRUZEIRO: 01- Fábio; 29- Lucas Romero; 03- Leo; 26- Dedé; 06- Egídio; 16- Lucas Silva; 08- Henrique; 19- Robinho (21- Mancuello); 10- De Arrascaeta (07- Rafael Sóbis); 18- Rafinha e 99- Sassá (17- Raniel). Técnico: Mano Menezes

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO 1x2 CRUZEIRO XXXXXXXXXXX

GOLS: Atlético: Carleto (41'/1°T). Cruzeiro: Henrique (34'/2°T) e Raniel (47/2°T).
CA: Atlético: Bergson; Camacho.  Cruzeiro: Egídio
LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba.


Tecnologia do Blogger.