PROPAGANDA

[SUB 19] Operário vence o GRECAL na estreia do Paranaense

Foto: Milena Oliveira/Agência DRAP
Na tarde desta sexta (27), o Operário recebeu o GRECAL no estádio do América, em Ponta Grossa, na rodada inaugural do Paranaense Sub 19. Em campo, o Fantasma saiu na frente, mas teve um jogador expulso e o Tricolor chegou ao empate. Só que, mesmo com um a menos, o Alvinegro seguiu melhor no confronto e chegou a goleada por 4 a 1.

#PARANAENSE SUB-19
Por Danilo Schleder

PRÉ - JOGO – Operário e GRECAL foram até o campo do América Pontagrossense buscando melhores rumos no Sub 19. Em 2017, o Fantasma caiu na segunda fase, na lanterna do grupo. Enquanto o time de Campo Largo nem da primeira fase passou.

O EMBATE – O jogo começou com ambas as equipes tentando dominar os espaços do campo, o Operário arriscou mais pela faixa central do campo, enquanto o Grecal tentava aproveitar os espaços da lateral do campo. Com o tempo, o Fantasma conseguiu aproveitar melhor os espaços. Aos 5 minutos de partida, Juninho recebeu uma bola livre de marcação, ele preparou o corpo e bateu bem, mas a bola passou por cima da meta defendida por Ramon. Logo em seguida, numa bola roubada dentro do campo de ataque, Thales conseguiu deixar João Vitor dentro da área que, pressionado, bateu forte para defesa de Ramon.

As faltas fortes começaram a aparecer, Thales e Rocha, um de cada lado, trocaram pancadas, mas sem cartão pela arbitragem. Aos 20 minutos, numa jogada ensaiada de escanteio, Felipe chegou batendo depois da bola ser rolada por Barreto, obrigando o goleiro Ramon a espalmar para escanteio. Após falha da defesa, João Vitor recebey sozinho dentro da área, ajeitou o corpo para bater e a zaga chegou para afasto perigo. Depois te tanto insistir, o Fantasma chegou lá. Aos 30 minutos de partida, Gabriel botou a bola na cabeça de Barreto que marcou um belo gol de cabeça.

O GRECAL tentou a reação logo em sequência.  Aos 33 minutos, Luiz Henrique lança Adriel que marca, mas estava impedido. Aos 39 minutos de partida, Fabricio faz defesa fácil, porém deixa o joelho no rosto de Adriano, pênalti marcado e o goleiro do Fantasma foi para o chuveiro mais cedo. Na cobrança, o próprio Adriano bate no lado esquerdo do goleiro, empatando o jogo. Antes que os visitantes pensassem em virar o jogo, João Vitor pegou a bola na marca da cal e bateu forte, Lucas Monteiro abriu os braços e defendeu, fazendo pênalti, Thalles cobrou forte e fez. No intervalo, o técnico do GRECAL, Diogo dos Santos foi expulso por reclamação.

Foto: Milena Oliveira/Agência DRAP
Com um a menos, o Operário mudou a maneira de jogar, enquanto atacava, os dois laterais davam apoio e combate no meio-campo, na defesa o apoio vinha dos pontas João Vitor e Juninho. O GRECAL tentava aproveitar a vantagem numérica jogando no contra-ataque. Com 9 minutos de partida, Gabriel dá um balão para o ataque, Juninho ganhou de cabeça, arrancou pela lateral e tocaoupara João Vitor, que driblou um marcador e rolou para Barreto fazer o seu 2° gol no jogo. Precisando do resultado, o Tricolor começou a ir para o jogo. Com 10 minutos, Adriano recebey dentro da área e bateu para fora. Porém que marcou foi o time da casa. Felipe carregou a bola do meio de campo, ajeitou e bateu, contando com uma ajuda do morrinho artilheiro para marcar o quarto gol do Fantasa aos 26 minutos de partida. 

O GRECAL se desesperou e começou a errar passes curtos, deixando o Operário dominar o jogo. Barreto carregou e bateu firme, Ramon espalmou, no rebote, o próprio Barreto faz grande jogada, ajeitou e arrematou de longe. O Tricolor tentava procurar o ataque ainda, mas a forte marcação de Lucão, Guilherme e Thalles seguraram os ataques do time visitante. No fim, quase o Fantasma amplia. Lugano divide com Álvaro ganha a bola e arrisca de longe, dando trabalho para Ramon. Aos 44, Adriano dribla dois marcadores, ajeita e bate forte, obrigando Matheus a fazer grande defesa. 

Agora o Operário vai até Curitiba enfrentar o Paraná Clube na VIla Olímpica. Enquanto o GRECAL recebe o São Joseense no Atílio Gionedis. 


OPERÁRIO – O Fantasma veio com uma proposta de ataque no primeiro tempo, tentando matar sempre as jogadas do Grecal ainda no campo de ataque. Usou do fator casa para sair na frente e, mesmo após a expulsão do goleiro Fabricio, ocupou o campo de forma que não parecia ter um jogador a menos, mérito esse dado por todos os jogadores ao técnico Joel. 


FIQUE DE OLHO – Thalles: Embora não tenha sido o nome do jogo, Thalles foi onipresente no meio campo do Fantasma. Tanto marcando quanto atacando, o volante (que já faz parte do time profissional do time) jogou de forma regular a partida toda, apoiando o ataque e surgindo como mais uma opção de marcação na defesa, quando necessário. Thalles marcou, de pênalti, o segundo gol do Fantasma.


GRECAL – O time visitante veio com proposta clara de jogar no contra-ataque, porém não soube aproveitar os espaços deixado por ter a vantagem numérica durante boa parte da partida. Durante o jogo, foi possível notar a forte marcação, porém com erros na ligação entre meio-campo e ataque.



FIQUE DE OLHO – Adriano: Adriano foi o grande destaque do time do Grecal. O atacante, além de sofrer o pênalti, converteu numa bela cobrança. Todas as vezes que a bola chegava em seus pés, Adriano conseguia pelo menos driblar um marcador para levar perigo a defesa do Fantasma. No fim da partida ainda fez bela jogada, deixando dois marcadores para trás antes de acertar um lindo chute.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



OPERÁRIO: 1 – Fabricio, 2 – Felipe, 3 – Lucão, 4 - Guilherme, 5 - Thales, 6 – Gabriel, 7 – João Vitor, 8 – Tibagi (16 - Lugano) , 9 – Barreto, 10 – TH (12 - Matheus Horst) e 11 – Juninho (19 – Jefferson). Técnico: Joel Preisner

GRECAL: 1 – Ramon, 2 – Brayan, 3 Enderson, 4 Lucas Monteiro, 10 Adriano, 11 Adriel, 22 Luiz Henrique, 19 Felipe Anjos, 8 Rocha (21 Rafael Santos), 13 Thalyson e 14 Matheus (16 Alvaro).  Técnico: Diogo dos Santos

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 4 X 1 GRECAL XXXXXXXXXXXXXXXX

ÁRBITRO: Guilherme Natan Paiano dos Santos. 
ASSISTENTES: Roberto Rivelino dos Santos e Jonahtan Evers Dias
GOLS: Barreto, aos 30' do 1ºT e aos 10' do 2ºT, Thales, aos 44' do 1ºT e Felipe, aos 20' do 2ºT (Operário); Adriano, aos 39' do 1ºT (GRECAL)
AMARELOS: Barreto, Gabriel e Felipe (Operário). Rocha, Adriel, Lucas Monteiro (GRECAL
VERMELHO: Fabricio (Operário)
LOCAL: Estádio Miró de Freitas, Ponta Grossa.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Tecnologia do Blogger.