PROPAGANDA

Fora de casa, Vila Hauer suporta a pressão do Nacional e vence por 2 a 1

Mesmo com um a menos por mais de 15 minutos, o Hauer conquistou sua primeira vitória na competição
(Foto: Cleiton da Cruz).
Em um jogo bastante equilibrado, o Vila Hauer se reabilitou e venceu o Nacional fora de casa por 2 a 1. Depois de um primeiro tempo com a igualdade no placar, o tricolor suportou a pressão dos anfitriões e conquistou a vitória mesmo com um a menos em grande parte da segunda etapa.

#COPINHA
Por @YuriCasari

PRÉ-JOGO: Com o campeonato tendo começado apenas na semana anterior, as equipes ainda estão buscando sua melhor forma. Para o Nacional, que estreou com goleada frente ao Shabureya, a primeira partida em casa valia a manutenção da liderança. Já o Vila Hauer entrou em campo para se recuperar da derrota em casa para o Santíssima Trindade. Além disso, o jogo é uma prévia de um possível duelo no segundo semestre, pela série B da Suburbana.

PRIMEIRO TEMPO: Mesmo estando fora de casa, os primeiros minutos foram mais favoráveis ao Via Hauer, que tentava manter a posse de bola trocando passes em seu campo de defesa. Mas o principal lance deste início de jogo foi um chapéu do meia Juninho no lateral direito Valdik, executado com perfeição.

O jogo seguiu amarrado por um bom tempo, com o Hauer valorizando a posse e o Nacional tentando ser mais vertical. Até que aos 22 minutos, Willian, do Hauer, recebeu na entrada da área, ganhou duas divididas e de frente para o gol foi derrubado pelo goleiro Rogério. Pênalti assinalado pela arbitragem e convertido por Teixeira, que bateu rasteiro de canhota no canto direito do goleiro. Pênalti cá, pênalti lá. Aos 28 minutos, Luis avançou em velocidade pela direita, invadiu a área e foi derrubado por Italiano. Jefinho cobrou com categoria deslocando o goleiro Diogo e empatando novamente a partida.

Aos 32 o Hauer quase voltou à frente do marcador. Após troca de passes, Camilo bateu colocado de fora da área e a bola passou rente à trave esquerda de Rogério. A resposta do Nacional veio dois minutos depois. Juninho tabelou com Odair e finalizou com perigo. Na sequência, Luis aproveitou falha da defesa e chutou, mas Diogo fez defesa segura. Já no fim do primeiro tempo, Willian deixou Marcelo em posição clara de marcar, mas o camisa 9 do Hauer perdeu chance incrível de ir para o intervalo com a vitória parcial.

O Nacional conseguiu pressionar o adversário, mas não conseguiu converter os gols necessários (Foto: Cleiton da Cruz).
SEGUNDO TEMPO: Na volta do intervalo, o Nacional foi responsável pela primeira ofensiva, aos 4 minutos. Luis tirou a defesa do Hauer para sambar e finalizou de direita, mas Diogo apareceu bem novamente. Aos 15, a melhor chance alvianil. Na cobrança de escanteio a bola é desviada no meio do caminho e cai no pé de Evandro que desvia de primeira, e Diogo salva.

O Hauer vinha sendo acuado pelo adversário. O clima não estava tão bom entre os jogadores, que chegaram a discutir asperamente, principalmente o capitão Camilo e o camisa 11 Willian. Mas aos 18 minutos, os dois foram fundamentais para o Hauer recuperar a liderança do placar. Camilo arriscou o chute de longe, Rogério falhou e no rebote Willian empurrou para a rede.

Aos 22, quase um novo empate. Juninho recebeu pela direita e chutou cruzado. Diogo não conseguiu segurar, mas a defesa do tricolor estava mais atenta e ficou com o rebote. Juninho voltou a ficar perto de marcar o gol aos 28, em cobrança de falta próximo ao corner, mas Diogo fez grande defesa. O jogo foi ficando mais pegado e tenso, com muita reclamação com a arbitragem, que começou a distribuir cartão. Aos 29, Camilo, que havia acabado de receber o amarelo, fez falta dura no meio de campo e foi expulso de forma direta, deixando o Hauer com um a menos.

O Nacional que já vinha melhor ensaiou uma pressão, mas foi o Hauer quem quase balançou as redes novamente. Aos 38, Wagner Luiz chutou cruzado pelo lado direito e assustou Rogério. No minuto seguinte, Willian avançou pelo meio e chutou forte, mas a bola bateu caprichosamente na trave direita do goleiro. Nos minutos finais o Nacional se lançou de vez ao ataque mas não conseguiu o tão desejado empate.

Willian, um dos destaques da partida, marcou o gol da vitória do Hauer após rebote do goleiro (Foto: Cleiton da Cruz).

Próximo jogo: Na próxima rodada, o Vila Hauer recebe em casa o Imperial, embalado pela vitória no clássico com o Vila Sandra. Já o  Nacional visita o Urano. A equipe do Xaxim ainda não venceu na competição.

XXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Nacional: 1. Rogério, 2. Claudinho (18. Pepe), 3. Evandro, 4. Luciano e 6. Carlinhos; 13. Barney (19. Victor), 8. Jefinho (16. Moisés), 10. Fernandinho (14. Polaco) e 7. Juninho; 9. Luis (15. Paraíba) e 11. Tiago (17. Luquinhas). T: Alexandre Bach “Alemão”.

Vila Hauer: 1. Diogo, 2. Valdik (16. Trindade), 3. Italiano 4. Odair e 6. Guilherme (13. Vagner); 5. Anderson (14. Bolinha), 8. Diego Xuxa, 7. Camilo e 10. Teixeira (18. Gibson); 9. Marcelo (15. Wagner Luiz) e 11. Willian (20. Aragão). T: João Paulo Kochan.

XXXXXX FICHA TÉCNICA: NACIONAL 1X2 VILA HAUER XXXXXX

Gols: Teixeira, aos 23 e Jefinho, aos 29 do 1º tempo; Willian, aos 18 do 2º tempo.
Cartões amarelos:
Claudinho, Carlinhos e Luquinhas (NAC); Anderson, Bolinha e Camilo (VHA).
Cartão vermelho: Camilo (VHA).
Estádio:
XV de Agosto, Curitiba.
Arbitragem: Guilherme Natan Paiano dos Santos.
Assistentes:
Reube Dobrychlop dos Reis e Sergio Henrique Monteiro Gomes.


ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX






Tecnologia do Blogger.