PROPAGANDA

Batel e PSTC ficaram no empate no primeiro jogo da segunda fase


Batel e PSTC jogaram na tarde deste domingo (1), no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava. O confronto foi válido pela primeira rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense de 2018. Em dois tempos distintos, o embate terminou com o placar em 1 a 1. O time do Batel abriu o placar, mas não suportou a pressão do PSTC e sofreu o empate nos minutos finais da segunda etapa. 

#ACESSO 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do Batel terminou a primeira fase na quinta colocação na tábua de classificação e com essa posição ficou no Grupo B. O confronto diante o PSTC foi o divisor de águas para o escrete do Guarapuava, mesmo perdendo no placar de 2 a 1 no embate da terceira rodada. O time do PSTC, terminou na quarta posição, cresceu na reta final e foi com o time completo para o embate diante o Batel.

PRIMEIRO TEMPO: Com bola rolando, quem deu a saída de bola foi o escrete do PSTC. O time do Batel até conseguiu dar alguns sustos a meta do goleiro Jeferson. Mas com mais consistência, principalmente, no meio de campo, o time da cidade de Cornélio Procópio passou assustar a vida do goleiro Robson. Destaque para o ataque aos 10’ do primeiro tempo. Flávio e Luan tiveram ótimas oportunidades para inaugurar o placar. Melhor para o sistema defensivo da casa. Passados dos 15’ da etapa inicial, o time do Batel teve dificuldades em construir jogadas para atacar a meta do goleiro Jeferson. Enquanto que o do PSTC teve mais volume de jogo e pressiona o sistema defensivo do Batel. Os zagueiros Dipão e Gustavo foram os mais acionados. Mas em raros momentos, em jogadas de contra-ataque, Davidson foi quem assustou e quase chegou a abrir o placar, em Guarapuava.

Próximo dos 30’, a equipe comandada pelo treinador Marcelo do Ó conseguiu equilibrar as ações ofensivas. Destaque para Ricardinho e Cristian, que puxaram a marcação e com isso ficou mais exposto para os ataques no flanco. Momento em que o clima esquentou e jogadores de Batel e PSTC.  Após jogo retomado, o time do Batel não se abateu e voltou a pressionar a meta do arqueiro Jeferson. Destaque para Davidsson que quase marcou aos 40’ da etapa inicial. Minutos depois, em lance de bola parada, Davidson subiu mais alto que os zagueiros do PSTC e inaugurou o placar em Guarapuava.


SEGUNDO TEMPO: No retorno para a segunda etapa, o time do Batel teve alteração. O treinador Marcelo do Ó promoveu a saída do lateral Matheus do Ó e colocou Alvaro. Com esta mudança, o time da casa passou a ficar com três zagueiro. Diferente do PSTC, que voltou com os mesmos jogadores que terminou a primeira etapa. O troca-troca deu resultado a favor da equipe do Batel, que voltou mais ofensivo, apesar de colocar mais um zagueiro no time. Davidson e Cristhian tiveram mais oportunidade de ampliar o marcador, com 5’ da etapa complementar. Minutos depois, o treinador Reginaldo Vital mudou a sua equipe. Tirou o polivalente Luan e colocou Matheus Silva.

Chegando na metade da etapa complementar, o embate caiu de produção das duas equipes e ambos os treinadores das duas equipes realizaram alterações nas suas equipes. Mesmo assim, o jogo não evoluiu. Em raros momentos, as equipes só conseguiram chegar a meta, mas com jogadas nos flancos. Sem muito perigo aos arqueiros de ambas as equipes. Nos minutos finais, a equipe do PSTC encorpou e passou a pressionar a meta do goleiro Robson. Mas o sistema defensivo do Batel conseguiu segurar/bloquear e ainda contra-atacar. Marcelinho Araxá foi a válvula de escape nos contra-ataques. Mas o escrete do PSTC conseguiu furar o bloqueio aos 43’ da etapa complementar. Jardiel deu reinicio na bola parada (lateral) e Matheus Silva concluiu firme após cruzamento e sem chance para Robson evitar o primeiro gol do PSTC. Após o gol, o time da cidade de Cornélio Procópio passou a frequentar mais o campo de ataque, mas nada que alterasse o placar no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava.


PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Batel até Ponta Grossa enfrentar o escrete do Operário no sábado (7), que jogou com o Iraty e venceu no placar de 2 a 1, no Estádio Emílio Gomes, em Irati. Já o time do PSTC irá jogar em casa no domingo (8) com o escrete do Iraty.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Batel: 1 Robson; 2 Josimar, 3 Dipão, 4 Gustavo e 6 Matheus do Ó (15 Álvaro); 5 Anderson, 8 Dan, 7 Giovani e 10 Ricardinho; 11 Cristhian (18 Marcelinho Araxá) e 9 Davidson (20 Rafinha). Tec. Marcelo do Ó

PSTC: 1 Jeferson; 2 Romário, 3 Matheus, 4 Douglas e 6 Jardiel; 5 Davi (16 Alex), 7 Luan (18 Matheus Silva) e 10 Diogo; 11 Rodrigo (16 Jonathan), 80 Lucas Santos e 9 Flávio. Tec. Reginaldo Vital

FICHA TÉCNICA – BATEL 1 X 1 PSTC XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Davidson aos 43’ do 1º tempo (Batel) e Matheus Silva aos 43’ do 2º tempo (PSTC)
CA: Flávio, Lucas, Matheus (PSTC) | Dipão (Batel)
CV: Sem cartão vermelho.
ÁRBITRO: Osvaldo Massafera Jr.
ASSISTENTES: Giovani Matielo e Elson Suhre.
LOCAL: Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava.
PÚBLICO TOTAL/RENDA: 805 pessoas/ R$ 11.830,00.




Tecnologia do Blogger.