PROPAGANDA

[SUB 20] Vai começar a Copa do Brasil

Gabriel Sawaf/Agência DRAP
Nesta terça-feira (27), se inicia a sétima edição da Copa do Brasil Sub 20. Pela primeira vez no torneio, o Paraná será representado por quatro times: Atlético, Coritiba, Londrina e Paraná Clube. Os escretes paranaenses entram com a missão de conquistar o caneco inédito para o nosso futebol.

 # PRÉ-JOGO
Por Gabriel Sawaf

Após mais de dois meses de descanso e treino, os meninos da categoria Sub 20 dos times paranaenses entrarão em ação nesse meio de semana. Atlético, Coritiba, Londrina e Paraná vão inaugurar sua base na temporada 2018. Inaugurar? E a Copinha? Acontece que pelo pouco tempo de intervalo entre o término dos estaduais de base do ano passado e o início da Copa São Paulo fez com que os jogadores emendassem o final com o começo de ano, saindo de férias após o retorno da competição e fazendo a pré-temporada entre os meses de fevereiro e março.

O primeiro desafio dos escretes paranaenses na temporada é a Copa do Brasil. A melhor campanha de um time do estado no torneio foi do Atlético, que chegou a final em 2015 e foi derrotado pelo São Paulo. Ano passado nenhuma das três equipes do estado conseguiu passar da primeira fase. É válido lembrar que o formato é mata-mata e o regulamento é semelhante ao antigo da Copa do Brasil de profissionais. As 32 equipes se enfrentam em confrontos eliminatórios, sendo que na primeira fase uma vitória por dois gols de diferença do time visitante elimina o jogo de volta. Assim como no torneio de profissionais, o gol fora não conta como critério de desempate.

Os times paranaenses passam por momentos bem semelhantes nessa categoria. O ano de 2017 foi muito promissor neste quesito, com boas campanhas na Copa São Paulo deste ano e nos torneios do ano passado.  Confira uma pequena análise sobre como virão os times paranaenses para o torneio:

Paraná
O Paraná Clube foi campeão paranaense em 2017 e foi eliminado na terceira fase da Copinha pelo Cruzeiro nos pênaltis, promovendo cerca de sete jogadores para o time profissional. O Tricolor será o primeiro paranaense a entrar em campo na competição, encarando o Botafogo na tarde desta quarta (27), na Vila Capanema. Nesta primeira fase e contará com alguns jogadores que não estavam sendo aproveitados por Rogério Micale, como os volantes Bruno e Matheus Silva.

Coritiba
O Coxa foi quem mais chamou atenção nas categorias de base paranaenses, alcançando a final do Campeonato Brasileiro, perdendo nos pênaltis para o Cruzeiro. Com isto, 11 atletas foram promovidos para o elenco profissional, junto com o comandante Sandro Forner. Para 2018, o cargo de treinador ficou para Mozart, que trabalhava junto com Forner na comissão técnica em 2017. Para a Copa do Brasil, o Alviverde usará a base que disputou a Copinha, na qual caiu na terceira fase para o Flamengo (que foi o campeão do torneio), e também terá o reforço de jogadores que estavam treinando com o profissional, como o meia Matheus Bueno e o zagueiro Henrique. A estreia do Verdão será diante a Ponte Preta, na quarta (28), no Couto Pereira.

Londrina
O Londrina, ao contrário dos outros times, conquistou o seu destaque na base na Copinha deste ano. Eliminado pelo FC Cascavel na semifinal do Paranaense de 2017, o Tubarão conseguiu fazer a melhor campanha dos times paranaenses na Copa São Paulo, caindo nas oitavas de final para o Vitória, nos pênaltis. Alguns atletas que se destacaram pelo Tubarão subiram para o elenco profissional, como o meia Anderson e o atacante Miullen. Reformulado, o escrete alviceleste irá estrear na competição nacional contra a Chapeconese, na quarta, no Estádio do Café.

Atlético
O Furacão vive uma situação semelhante aos dos seus companheiros da capital. Boa parte dos jogadores que atuaram no Sub 19 do clube ano passado, que chegou a semifinal do Brasileiro Sub 20, e também na Copinha estão disputando o Campeonato Paranaense, sendo integrados no elenco de aspirantes, que continuará o trabalho ao longo do ano. O grupo liderado por Marcão, que treinava o Sub 17 ano passado e ocupou a vaga deixada por Tiago Nunes, terá a presença de jogadores que se destacaram ano passado e chegaram a ser integrados no time principal, como o zagueiro Weverton e o volante Estefano. Além deles, alguns atletas vindos do Sub 17 também atuarão pelo Atlético na competição, como o zagueiro Lucas Halter, que é titular na Seleção Brasileira, e o meia Bruno Leite, que chamou a atenção pelo bom o futebol. O Rubro Negro é o único time paranaense que estreia fora, diante o Bahia em Pituaçu, e terá o poder de decidir em casa.



A Equipe DRAP estará de olho nos nossos garotos e estará presente nos embates de Paraná e Coritiba nesta semana!


Tecnologia do Blogger.