PROPAGANDA

Mais uma vez Atletiba: maior clássico estadual decide Paranaense 2018



Assim como nas últimas duas temporadas, Atlético e Coritiba decidem o posto máximo futebol paranaense. Essa será a 18ª vez em que os dois clubes decidem o torneio estadual. Com certo favoritismo rubro-negro após a melhor campanha durante os dois turnos do campeonato, o Coritiba precisará se afirmar na primeira partida da final, dentro de casa, e convencer a torcida de que 2018 será o ano da renovação alviverde


#PARANAENSE2018

Apesar de escalar o “time alternativo” durante todo o Paranaense, o Atlético mostrou uma campanha regular durante os dois turnos do estadual. Invicto no primeiro turno, o rubro-negro foi eliminado nos pênaltis para o Rio Branco nas semifinais da Taça Dionísio Filho em plena Arena da Baixada, e viu o Coritiba erguer a primeira taça de 2018.

Mesmo assim, o jovem elenco atleticano fez a melhor campanha geral do torneio e, na última quarta-feira, venceu o Londrina por 1x0 na final da Taça Caio Júnior. Mas se o Atlético tem o favoritismo após as melhores campanhas nas Taças Dionísio Filho e Caio Júnior (respectivamente, primeiro e segundo turno do estadual), o Coritiba tem a vantagem histórica do confronto a seu favor.

Em 375 confrontos desde 1924, ano de fundação do Atlético, o alviverde do Alto da Glória tem vinte e seis vitórias a mais que o rubro-negro: 144 a 118. O saldo também está a favor do lado coxa-branca: são 561 gols marcados, enquanto o rubro-negro anotou 509 vezes. O Coritiba também leva vantagem nas finais do Atletiba. Em dezessete partidas em que decidiram o título paranaense, o Coritiba venceu nove títulos, enquanto o Atlético ergueu a taça oito vezes.



Para a partida deste domingo, no Couto Pereira, o técnico Sandro Forner deverá escalar o time com força máxima para tentar vencer o 39º título da história coxa-branca. O Coritiba, campeão da Taça Dionísio Filho, deve vir a campo com: Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; João Paulo (Vitor Carvalho), Matheus Galdezani e Júlio Rusch; Kady (Thiago Lopes); Pablo e Alecsandro.

Já o Atlético, embalado após a conquista da Taça Caio Júnior na última quarta-feira diante do Londrina, deverá contar apenas com um desfalque, após a suspensão de Deivid, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Para o seu lugar, Pierre deverá ser o substituto. O provável onze do técnico Tiago Nunes: Caio; Diego Ferreira, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre, Bruno Guimarães e Matheus Anjos; João Pedro, Marcinho e Ederson.





Powered by Blogger.