PROPAGANDA

Craque da Suburbana pela segunda vez, Hideo espera brilhar novamente em 2018


Em 2017, o DRAP elegeu pelo segundo ano consecutivo o meia do Iguaçu, Hideo Garcia, como o Craque da Suburbana. O “Japonês Voador” espera agora ajudar o bicampeão da Suburbana a alçar voos mais altos: conquistar a Taça Paraná, objetivo do clube italiano desde a sua última conquista, em 1973


#ENTREVISTAS
Por @LuizKozak

O Iguaçu, atual campeão do Campeonato Amador de Curitiba, inicia o ano de 2018 com mudanças. Após vencer o rival Trieste na final, o clube liderado pelo meio-campo Hideo anunciou duas mudanças para a próxima temporada: a aposentadoria do lateral Luisinho Netto e a saída do técnico Juninho, ídolo da torcida italiana.

“É uma pena a saída dele. É um grande vencedor do futebol amador de Curitiba”, relembrou Hideo. Em janeiro, um mês após a conquista da Suburbana, a diretoria do clube, comandada pelo Presidente Jadir Setti, anunciou o substituto de Juninho: com o peso de suceder um dos personagens mais vitoriosos do amador, o ex-lateral Luisinho Netto aceitou o desafio de comandar a prancheta alvinegra.

Hideo aprovou o novo comandante. “Ele tem tudo pra dar certo. O Luisinho, além de um grande amigo, tem um conhecimento enorme dentro de campo e vai trazer isso para o cargo, tenho certeza”, afirmou.

O meia salienta ainda a boa temporada do Iguaçu e reflete sobre os grandes momentos do clube italiano em 2017. “Na Suburbana do ano passado, o time não vinha fazendo uma boa primeira fase. Mas a partir do mata-mata, enfrentando o Capão Raso, a nossa equipe cresceu, e pudemos chegar às finais”, relembra.

Para a temporada de 2018, Hideo acredita que o clube está mais forte para a disputa dos dois principais torneios desse ano – a Suburbana e a Taça Paraná, esta última a grande ambição do Iguaçu há mais de quarenta anos. “Ano passado eu pude começar o trabalho do início, então tive uma regularidade maior dentro de campo”, reflete o “Japonês Voador”, contratado em 2016 no meio da temporada do amador.

Em 2017, o Iguaçu chegou à final da Taça Paraná, mas perdeu para o Fanáticos, de Campo Largo, com Hideo sendo expulso na segunda partida decisiva. “A Taça Paraná é o nosso objetivo. Estaremos focados para trazer esse título para Santa Felicidade”, afirmou.

Vencedor de seis Taças Paraná (2004, 2005, 2006, 2011, 2012 e 2013), além do atual bicampeonato do Amador, o “Japonês Voador” conta ao DRAP o segredo de sua carreira vitoriosa e de sua qualidade mesmo após completar 39 anos em 2018. “Muito foco, trabalho extracampo e muita preparação física para fazer o melhor para o Iguaçu. ”



Tecnologia do Blogger.