PROPAGANDA

No último lance, Coritiba empata o jogo e passa de fase na Copa do Brasil

Foto: Divulgação Coritiba
Foi no sufuco! Na noite desta quarta-feira (07), o Coritiba foi até Teresina encarar o Parnahyba. A partida foi muito fraca tecnicamente e o Tubarão foi quem abriu ao placar com Fabinho. O Coxa tentava, mas parava no goleiro César, até os 51’, quando William Matheus aproveitou cobrança de escanteio e empatou o duelo, classificando o Verdão para enfrentar o Uberlândia, graças a vantagem do placar igual

#CopaDoBrasil
Por Gabriel Sawaf

PRÉ-JOGO – Após a derrota no clássico, o Coritiba teve que mudar a chave e pensar na Copa do Brasil. A estreia na competição nacional foi diante o Parnahyba, na capital piauiense. Em relação a equipe que perdeu o Atletiba, o treinador Sandro Forner fez apenas duas mudanças no time: a entrada de Thiago Lopes no lugar de Ruy (que saiu machucado no domingo) e a promoção de Kleber no lugar de Alecsandro. Já o Parnahyba também vinha de derrota em casa no estadual, para o Piauí. O time do litoral piauiense perdeu o mais importante diferencial para o confronto: jogar em casa. Por conta de uma punição recorrente a arremessos de sinalizadores no confronto contra a Portuguesa, o jogo foi realizado em Teresina, distantes 350 km de Parnaíba, casa do Tubarão. Em campo, os mandantes só pensavam na vitória, já que o empate classificava o Coxa.

PRIMEIRO TEMPO - Nos primeiros minutos o jogo foi muito parado, marcado com muitos chutões e passes errados. A primeira chegada que chamou destaque foi do Parnahyba, aos cinco minutos. Após cobrança de escanteio a bola ficou sendo agredida em um bate rebote sem fim, até que a defesa Alviverde deu um chutão para afastar o perigo. Nos minutos iniciais, foi o Tubarão que se manteve mais com a bola, rondando a área Alviverde.

O Coxa conseguiu ficar mais com a bola a partir do segundo terço da primeira etapa, rondando o jogo e tentando furar a defesa bem postada do escrete piauiense. Aos 28’ veio a primeira chegada perigosa do Alviverde. Após cobrança de Julio Rusch, a bola sobrou para Thalisson Kelvin, que chutou do jeito que veio e parou no zagueiro Alex Santos. Na sobra, Vitor Carvalho chegou dividindo com a defesa e a bola ficou tranquila para o goleiro.

Nos minutos finais o nível do jogo caiu muito. Muitos passes errados voltaram a aparecer no jogo e o Paranahyba ficou mais com a bola, porém não conseguia criar muito. O embate foi para o intervalo sem gols, com a bola agradecendo por ficar sem apanhar por 15 minutos.

SEGUNDO TEMPO – Para o segundo tempo o treinador Sergio China promoveu a entrada de Jânio no lugar de Ramon. Antes que se pudesse tirar alguma conclusão sobre a mudança, o Tubarão marcou. Idelvando foi lançado, cortou Willian Matheus e chutou cruzado, a bola encontrou Fabinho na pequena área, que colocou o pé e balançou a rede. Atrás do marcador, o Coxa teve que se soltar de vez. Aos sete minutos Julio Rusch aproveitou sobra de cruzamento, chutou forte e a bola balançou a rede pelo lado de fora. O Alviverde ficou em vantagem aos nove minutos. Marcos Gasolina fez falta dura em Thiago Lopes, recebeu o segundo cartão amarelo e foi, chorando, para o vestiário mais cedo.

Com a vantagem numérica, o Coxa ficou mais à vontade no campo e  Sandro Forner alterou a equipe, promovendo a entrada de Kady e Simião, no lugar de Guilherme Parede e Cesar Benitez, respectivamente. Já o Tubarão buscava se fechar e ficou com três zagueiros, após a entrada de Didi no lugar de Formiga. Mesmo com o domínio alviverde, as chances eram poucas. Aos 19’ Thalison Kelvin arriscou de longe e a bola passou sem problemas para César.

Nos minutos finais o jogo ficou morno, com o Avaí tentando atacar a meta alviverde e o Coxa aproveitando das falhas para sair no contra-ataque. Os treinadores fizeram suas últimas alterações, com a entrada de Maurinho no lugar de Rômulo, no Leão, e Dodô no lugar de Léo, pelo Verdão. Para fechar a noite Alviverde faltava um golaço, e Jonas tratou de fazer. O volante recebeu de Alan Santos na intermediária e chutou no ângulo, marcando uma obra prima e fechando a goleada no Alto da Glória.

PRÓXIMA PARTIDA: Agora o Coxa foca apenas no Paranaense. O próximo compromisso é no sábado (10), contra o Londrina, no Estádio do Café. Já o Parnahyba vai encarar o Uberlândia pela Copa do Brasil. No estadual, o Tubarão só volta a campo dia 18. contra o River, em casa. 


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARNAHYBA: 1. César; 2. Gilmar Baiano, 3. Fabinho Sergipano, 4. Alex Santos e 6. Miltão; 5. Felipe Silva, 7. Marcos Gasolina, 8. Formiga (13. Didi) e 10 Idelvando; 9. Ramon (19. Jânio) e 11. Fabinho (18. Messinho). Técnico: Sergio China.

CORITIBA: 84. Wilson; 2. Cesar Benitez (30. Simião), 3. Thalisson Kelvin, 4. Romércio e 66. Willian Matheus; 5. Vitor Carvalho (9. Alecsandro), 8. Julio Rusch, 7. Iago Dias e 37. Thiago Lopes; 77. Guilherme Parede (27. Kady) e 83. Kleber. Técnico: Sandro Forner

FICHA TÉCNICA – PARNAHYBA 1 X 1 CORITIBA XXXXXXXXXXXXXXXXX

ARBITRAGEM: André Luiz Freitas de Castro.
ASSISTENTES: Cristhian Passos Sorence (1) e Leone Carvalho Rocha (2).
GOLS: Fabinho, aos 3’ do 2ºT (Parnahyba); William Matheus aos 51’ do 2ºT (Coritiba);
CARTÕES AMARELOS: Marcos Gasolina, Fabinho Sergipano e Miltão (Parnahyba); Kady e Simião (Coritiba).
CARTÃO VERMELHO: Marcos Gasolina (Parnahyba).





Tecnologia do Blogger.