PROPAGANDA

Na estreia da Divisão de Acesso, Operário vence o Andraus de virada no GK

Foto: Danilo Schleder /Agência DRAP
Dando início à primeira rodada da Segunda Divisão do Campeonato Paranaense 2018, Operário Ferroviário e Andraus duelaram na tarde deste sábado (10) no Estádio Germano Krüguer, em Ponta Grossa. Uma partida instável deu a vitória de virada aos donos da casa. Os dois gols foram marcados por jogadores do banco de reserva que entraram no decorrer do segundo tempo. Apesar de ter entrado melhor na partida, o Andraus não soube administrar o placar depois do primeiro gol.  

#ACESSO 2018
Por @raylanemartins_

PRÉ-JOGO: Mesmo com um título nacional que alavancou a trajetória alvinegra, a equipe do Operário Ferroviário precisa reerguer-se no futebol paranaense, o que torna a Divisão de Acesso o principal foco no momento. Por conta disso, o elenco participou de seis jogos treino na pré-temporada, o que favorece o entrosamento em campo. Do outro lado, o Andraus chegou com uma perspectiva diferente da apresentada em 2017, quando a meta era apenas permanecer na segunda divisão. Para 2018, o time reformulado e composto por atletas jovens busca uma atuação marcante capaz de levá-los à elite estadual. Para isso, o Andraus conta com o técnico Kokan, que em 2016 esteve na conquista do acesso com o Prudentópolis.

PRIMEIRO TEMPO: Para começar a temporada, os dois lados do confronto iniciaram uma partida com muita movimentação e intensidade. Com menos de 4 minutos de jogo, o Andraus já assustava a meta do arqueiro Simão. Depois que Hudson recebeu do lado direito e bateu rasteiro, Simão precisou agir e defendeu espalmando. O primeiro cartão amarelo da partida surgiu em seguida, ainda nos primeiros momentos do embate, quando Vinicius atingiu o camisa 10 do Fantasma, Robinho, em uma falta sem bola. Mas na cobrança, o Operário não conseguiu converter em gol.

O Andraus se destacava com um jogo mais organizado e surpreendia no embate. Enquanto isso, o Operário deixava a desejar no setor de criação e insistia em erros já vistos nos amistosos que antecederam a estreia. Cleyton e Chicão se envolveram em um lance de arrancar suspiros quando Cleyton chegou na cara do gol e tocou a bola para Chicão, que não conseguiu chegar. Não demorou muito para outro lance sem êxito. Batatinha escolheu passar a bola para o lateral direito do escrete, que não concluiu bem e deu lugar à um escanteio. 

Com isso, quem acabou convertendo em gol foi o Andraus. Passando o meio campo, Paulo José, no setor esquerdo, lançou a bola para o camisa 10 da equipe, Lineker, que escolheu o ângulo superior direito da rede e abriu o placar com classe em Vila Oficinas. Depois do gol adversário, Jean Carlo aparecia muito em campo. As duas melhores chances do time de vila Oficinas nessa etapa tiveram a presença do jogador, acompanhado de Cleyton, nova peça da equipe. Na primeira, Jean Carlo chegou com velocidade e lançou firme para Cleyton, que não soube finalizar e incomodou a torcida. Instantes depois, foi vez de Cleyton chegar sozinho e passar para Jean Carlo, que apesar da velocidade não alcançou para o chute a gol.

O Operário continuou insistindo, e em meio a tantas oportunidades sem êxito, o árbitro finalizou o primeiro tempo com o Gigante da Pedreira em benefício.
 
Foto: Danilo Schleder /Agência DRAP
SEGUNDO TEMPO: Com menos de um minuto de jogo, o Operário já atacava o gol do visitante na volta. A bola se mantia no setor ofensivo, mas as dificuldades do Operário ainda eram as mesmas. Já o Andraus tentava uma partida mais calma, a fim de somente controlar a vantagem. Cleyton ampliou o número de finalizações ao mesmo tempo que cometeu uma sequência de falhas. Por conta disso, a substituição do jogador para dar lugar à Anderson Paraíba arrancou aplausos da torcida presente no estádio.

Entrada que atribuiu lances mais confiantes à partida. Após a mudança, Anderson Paraíba já tentava o gol. Outra entrada que fez efeito no escrete operariano foi a de Schumacher, que acabou sendo estrela. Foi Sosa quem bateu cruzado para o atacante, que só precisou tocar em direção à meta para brilhar na partida. Alcançado o empate, o Fantasma cresceu e aumentou seu nível de jogo. Jean Carlo cruzou alto para que Índio finalizasse, mas apesar da boa cabeceada o jogador não conseguiu converter. Sem atacar, até os jogadores destaque do Andraus deixaram de aparecer na partida.

Uma falta perigosíssima foi marcada dentro da meia lua próximo aos 35’ do segundo tempo depois de lance envolvendo Dione. Com Chicão e Jean Carlo na bola, Jean Carlo cavou sem força, e mesmo passando a barreira a cobrança não balançou as redes. Na sequência, Anderson Paraíba deu resultado. Baia iniciou, e de pé esquerdo com facilidade, Anderson Paraíba bateu rasteiro e virou o placar. Logo em seguida, Chicão atacou, mas Ravel defendeu no centro do gol.

Com ritmo de jogo e efetividade totalmente modificados, o cenário se inverteu e a partida se encaminhou ao apito final com tranquilidade para o fantasma. Simão se destacou nos lançamentos, e ainda houve tempo para sustos do Operário em cima do goleiro Ravel. Aos 48’ o árbitro Thiago Mendes finalizou a partida e o Operário garantiu a vitória.

Foto: Danilo Schleder /Agência DRAP
PRÓXIMA PATIDA: O Operário joga contra o PSTC no Estádio Municipal Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio, na próxima quarta-feira (14) às 20h30. O Clube Andraus Brasil vai à Guarapuava enfrentar o Batel também na quarta-feira, as 16h30. A partida será realizada no Estádio Waldomiro Gelinski.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: Simão; Danilo Baia, Alisson, Sosa e Peixoto; Chicão, Cleyton (Anderson Paraíba) Indio, Lucas Batatinha (Dione), Robinho (Schumacher) e Jean Carlo. Tec. Gerson Gusmão.

ANDRAUS: Ravel; Giovani, Marcio, Gustavo Gatti, Thomas, Cleberson, Hudson (Alberto), Vinicius, Felipe (Matheus Lima), Lineker e Paulo. Tec: Kokan.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 2 X 1 ANDRAUS XXXXXXXXXX

GOLS: Liniker ( 23’ do 1T) Schumacher (13’ do 2T), Anderson Paraíba (36’ do 2T).
CA: Vinicius (Andraus), Felipe Alves (Andraus), Ravel (Andraus) e Lucas Batatinha (Operário)
ÁRBITRO: Thiago Mendes Moreira
ASSISTENTES: José Maria Filho, Ryan Chubter Ribeiro e Ricardo Alexandre Santos
LOCAL: Estádio Germano Krüguer, Ponta Grossa.
PÚBLICO: 1222 pagantes e 1413 total e RENDA: 28280 reais



Tecnologia do Blogger.