PROPAGANDA

Fora de casa, Batel se segura com um a menos e conquista ponto importante contra o Rolândia



Na tarde deste domingo (25), o Batel enfrentou a equipe do Rolândia fora de casa pela 4ª rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense 2018. Num embate morno, sem muitas oportunidades de gol, o Batel conquistou um ponto importante, mesmo jogando metade da partida com um homem a menos em campo.


#ACESSO 2018
Por @Douglas Moreti

PRÉ-JOGO – As situações das equipes eram semelhantes na tábua de classificação. O Rolândia, com quatro pontos, ocupava o 5º lugar, vinha de vitória contra a Portuguesa Londrinense e sonhava com as primeiras posições, enquanto o Batel era o 7º colocado, com apenas um ponto a menos que o adversário do dia, mas sofreu uma derrota em casa para o PSTC na rodada anterior e precisava da vitória para se recuperar.

PRIMEIRO TEMPO – As equipes iniciaram a partida com cautela, estudando uma a outra. O Batel tinha a maior posse de bola, porém não conseguia encaminhar as jogadas para a finalização. Do outro lado, os anfitriões marcavam muito bem e exploravam as jogas na linha de fundo para tentar abrir o placar. A primeira boa oportunidade de gol foi criada pelo Rolândia. Aos 13 minutos, a bola ficou sobrando dentro da grande área e num bate-rebate ela acabou indo em direção a meta batelina. O tento só não saiu porque o zagueiro Gustavo apareceu para tirar a bola já sobre a linha do gol.

A outra e última oportunidade criada no primeiro tempo também foi do REC. Depois de um erro na saída de bola do Batel, o centroavante do Rolândia ficou com a bola, avançou à grande área e tentou tirar do goleiro Robson que fez uma defesa excelente e espalmou para escanteio. Morno, o embate caminhava para o intervalo quando, aos 47 minutos, o zagueiro Sávio recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando a equipe de Guarapuava em situação delicada na partida.

SEGUNDO TEMPO - Com um homem a mais, o Rolândia voltou do intervalo disposto a pressionar. Já aos dois minutos, Weslen aproveitou um cruzamento e cabeceou a bola tirando do goleiro Robson, mas ela bateu na trave e a defesa afastou. Na sequência da jogada Rocha arriscou de fora da área e o goleiro batelino fez uma bela defesa para salvar a equipe rubro negra.  Apesar da pressão inicial, foi só. O Rolândia não conseguiu manter o ritmo após as substituições e o Batel voltou a equilibrar a partida, que ficou concentrada na região central do campo. Um chute aqui, outro acolá, mas nada de sustos para as metas. O jogo terminou com um resultado inicialmente indesejado para as duas equipes, mas levando em consideração as adversidades que enfrentou, o empate teve um gosto mais agradável para os guarapuavanos.

Ao fim da rodada, as equipes mantiveram suas posições. O Batel consegue respirar com três pontos de vantagem em relação à Portuguesa Londrinense, primeira equipe na zona de rebaixamento e recebe o Independente de São José dos Pinhais, em Guarapuava, no próximo domingo (4). O Rolândia viu a diferença para as equipes da ponta da tábua de classificação aumentar, mas por outro lado tem uma vantagem considerável das últimas posições. O próximo compromisso do time do norte do Paraná é em Ponta Grossa contra o líder Operário que tem 100% de aproveitamento na competição.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ROLÂNDIA: 12. Guilherme; 3. Cesar, 4. João Pedro, 24. Bruno Alemão; 2. Weslen, 6. Neno, 7. Rocha (20. Antonio Cesar), 8. Douglas (15. Luis Eduardo); 10. Bruninho (14. Nicael), 11. Gabriel e 9. Edinan. Técnico: Rubens Sanches

BATEL: 1. Robson; 2. Josimar, 3. Sávio, 4. Gustavo, 6. Matheus do Ó; 5. Álvaro, 8. Anderson, 11. Dan, 10. Ricardinho (17. Baiano), 7. Giovanny (13. Sobenko); 9. Russo (16. Marcelinho Araxá). Técnico: Marcelo do Ó

FICHA TÉCNICA – ROLÂNDIA 0 X 0 BATEL XXXXXXXXXXXXXXX

CA: Álvaro e Matheus do Ó (Batel); Bruno Alemão (Rolândia)
CV: Sávio (Batel)
ARBITRAGEM: David Herick Pinho
ASSISTENTES: Wagner Junior Bonfim Ledo (1) e João Victor Aparecido Doner Macedo (2)
PÚBLICO: 167 pagantes, 197 total. RENDA: R$1.670,00



Tecnologia do Blogger.