PROPAGANDA

Em virada espetacular, Operário goleia Iraty e segue invicto na Divisão de Acesso



Iraty e Operário deram sequência ao Campeonato Paranaense da Segunda Divisão neste domingo (18), em confronto válido pela terceira rodada da competição. O embate aconteceu no Estádio Coronel Emílio Gomes, em Irati, e o time visitante levou a vitória de virada. Foi o Iraty quem abriu o placar, mas a insistência do Fantasma deu resultado e a equipe mantém a invencibilidade na Divisão de Acesso depois de um confronto eletrizante.
    
#ACESSO 2018
Por @raylanemartins_

PRÉ JOGO: Sem nenhuma vitória até o momento, o Iraty enfrenta o Operário, invicto na Divisão de Acesso até o momento. O Fantasma procura a vitória para vencer pela terceira vez seguida e consolidar-se favorito. Nesta rodada, a equipe visitante não conta com Quirino, Thiago Alencar e Léo, que já estiveram fora nos últimos jogos, e a novidade é Gil Paraíba, que é relacionado. Na oitava posição da tabela, o Iraty precisa do resultado positivo em casa para afastar-se das últimas posições e crescer em campo. Os dois lados do confronto possuem uma rivalidade que deve acentuar as dificuldades de jogo e aumentar as expectativas para a partida. A última vez que Operário e Iraty se enfrentaram foi na etapa de turno e returno do Paranaense da Segunda Divisão de 2017, quando o Iraty venceu o Operário.

PRIMEIRO TEMPO: A partida chuvosa em Irati começou com duas faltas fortes do Operário em cima dos mandantes. A primeira, provocada por Índio em cima de Almeida, e a segunda, mais próxima do gol alvinegro, cobrada por Paulinho sem êxito. Na volta, o camisa 10 do Operário carregou, Lucas Batatinha recebeu pela direita e na sequência tocou para Cleyton, que bateu muito mal na bola e não pôde finalizar, desperdiçando a primeira chance do Fantasma. Ditando o ritmo da partida, o Operário foi quem recebeu o primeiro amarelo na segunda chegada forte do volante Índio pela cobertura.

Faltas continuaram se repetindo dos dois lados. Cleyton e Robinho tentaram, a bola passou por dois jogadores do Operário e Marcos Gato fez defesa milagrosa para impedir o adversário de abrir o placar. Só chegando aos 18’, quando mais de 10 faltas já haviam parado a partida, o Iraty teve uma oportunidade clara de gol, mas Peterson pecou na conclusão da jogada e Simão não teve dificuldades na defesa. 

O Operário se sobressaia ao aparecer melhor tecnicamente, se impondo em campo enquanto o Irati não achava espaço e ficava obrigado a se manter na defensiva. Mesmo no 0 a 0, era visível uma pressão muito superior dos adversários em cima do Iraty. Entre cruzamentos, cobranças de falta, escanteios e jogadas aéreas, chances inacreditáveis aconteceram e fizeram com que o Fantasma decolasse, mas erros de partidas anteriores se repetiam, atrasando um possível gol.

Na reta final, Batatinha e Robinho buscaram uma jogada ameaçadora, mas Lucas Batatinha agiu de maneira óbvia, entregando o lance ao azulão, que interceptou. A lógica se repete e quem não marca primeiro, acaba levando. Em escanteio já no tempo de acréscimo, Gilson marcou o gol do Iraty.  Com falha da zaga do OFEC, o jogador cabeceou para o chão e a bola foi para o segundo pau, deixando também o goleiro sem saída.


SEGUNDO TEMPO: O ataque do Operário já entrou em campo com atitude, mas o Iraty também se reerguia e jogava em busca do segundo gol. Anderson Paraíba, aposta de Gerson Gusmão para o segundo tempo, entrou em campo com o intervalo e não demorou para chegar sozinho à área do gol oponente, mas no seu primeiro lance sentiu a coxa esquerda e deu lugar à Schumacher, mudando o posicionamento do elenco.

Da mesma forma que o gol que abriu o placar, foi em outro escanteio que o placar ampliou-se. Na bola, Jean Carlo lançou para que Sosa balançasse as redes de cabeça aos 15’ do segundo tempo. Cinco minutos depois, de longe, Lucas batatinha girou e bateu com distância arrancando suspiros no estádio. O Iraty alterou o escrete, evoluiu em jogo e dessa vez conseguia chegar ao gol do OFEC. 

Dando sequência ao show fora de casa, Lucas Batatinha costurou a zaga, bateu forte e no rebote do goleiro, Robinho marcou. Pouco depois, Chicão cabeceou e em novo rebote Robinho balança as redes pela segunda vez. Depois de aberta a vantagem do visitante, o azulão tentava agir desesperadamente para amenizar a diferença. Simão atuava com tranquilidade quando a bola chegava e o Operário voltava a administrar a partida. Aos 38’, o placar mudou mais uma vez. Schumacher conseguiu o 4 a 1 através de uma jogada bastante inteligente iniciada com Athos.  A torcida alvinegra presente no Estádio Cornélio vibrava em êxtase.

Um jogo habilidoso seguiu até os minutos finais. A torcida do Iraty cantou por mudanças na diretoria e a bola rolou nos dois lados do campo, mas a virada já era garantida. Aproximando-se do apito final, uma falta perigosíssima favorável aos donos da casa foi marcada, mas a cobrança não teve o resultado esperado e o embate foi concluído com missão cumprida do Operário Ferroviário.


PRÓXIMA PARTIDA: A sequência da Divisão de Acesso acontece no domingo (25), às 15h30. O OFEC joga em casa contra a Portuguesa Londrinense e o Iraty vai à Cascavel enfrentar o FC Cascavel no Estádio Arnaldo Busatto.   


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

IRATY: Marcos Gato; Kelven (Lucas), Rafael Hasse, Richard (Everson), Almeida, Gabriel, Paulo, Matheus, Gilson (Luciano), Peterson, Alysson. Tec. Reinaldo Adriano Rodrigues.

OPERÁRIO: Simão; Danilo Baia, Alisson, Sosa, Peixoto, Chicão, Cleyton (Anderson Paraíba), (Schumacher), Indio, Lucas Batatinha (Athos), Robinho e Jean Carlo. Tec. Gerson Gusmão.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 4 X 1 IRATY XXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Sosa, Robinho e Schumacher (Operário), Gilson (Iraty).
CA: Índio, Robinho e Chicão (Operário), Almeida, Richard, Gilson, Kelven, Everson, Matheus, Rafael, Paulo (Iraty).
ÁRBITRO:  Marcelo Sales Correa
ASSISTENTES: Sérgio Henrique Monteiro Gomes, Mauricio Gonçalves, Rodrigo Borges.
LOCAL: Estádio Coronel Emílio Gomes, Irati.
PÚBLICO: 1624 pagantes, 1670 total. | RENDA: 24.480 reais.



Tecnologia do Blogger.