PROPAGANDA

Atlético vence FC Cascavel e garante a classificação

Miguel Locatelli/Site Oficial do Atlético
Futebol Clube Cascavel e Clube Atlético Paranaense jogaram na tarde deste sábado (10), no Estádio Arnaldo Busatto, em Cascavel, válido pela quinta rodada da Taça Dionísio Filho. Com um volume de jogo menor em relação ao FC Cascavel, o escrete do Atlético conseguiu marcar na primeira etapa e manter o placar de 1 a 0 até o apito final.  
  
#PARANAENSE 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do FC Cascavel venceu na última rodada o União de Francisco Beltrão de 2 a 0, com dois gols de Dinélson. Com a vitória, o time do oeste do Paraná entrou na zona de classificação para a próxima fase da Taça Dionísio Filho e com isso, o embate diante do rubro negro da capital dá boas expectativas para o restante do campeonato. Já o time do Atlético, o líder na tábua de classificação geral e um dos poucos invictos na competição, venceu o seu maior rival na rodada anterior, pode selar a classificação com uma rodada de antecedência, caso ganhe em Cascavel.

PRIMEIRO TEMPO: Os primeiros minutos do embate foram de um Atlético com mais volume de jogo. Renan Lodi e João Pedro foram os jogadores mais acionados pelo escrete atleticano. Enquanto que a equipe do FC Cascavel ficou fechada, dificultando a criação do time visitante, com 10’ de bola rolando. Mas aos poucos, a equipe da Serpente teve oportunidade de abrir o placar. Momento em que a torcida do time da casa passou a gritar mais alto e empurrar o time do  FC Cascavel.

Ou seja, a pressão resultou em dois escanteios, após jogadas perigosas da equipe visitante. Ambas os lances passaram nos pés do camisa 10 da Serpente, Dinélson. Na sequência, o meia armador cobrou o escanteio e o Weverton quase surpreendeu o goleiro Santos. Melhor para o arqueiro rubro-negro, que segurou. O faro de artilheiro voltou ao camisa 9 rubro-negro. Em jogada pelo flanco esquerdo, Demetrius passou por três jogadores, observou o atacante entrando pela área e serviu o companheiro, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede aos 18' do primeiro tempo.

Com o passar do tempo, a equipe do FC Cascavel se expos e com isso cedeu alguns contra-ataques. Mas por outro lado, o time da casa também conseguiu ficar no campo de ataque. Aos 30’, em ótima jogada do FC Cascavel, Afonso acreditou e ficou de frente com Santos. Novamente o arqueiro do time visitante saiu melhor. Não deu outra, a equipe da casa cresceu depois da metade do primeiro tempo. Nos minutos finais, a equipe da casa persistiu em jogar pelo campo de ataque e por pouco não surpreendeu. Destaque para o arqueiro Santos do Atlético, que manteve segurança e invicto na primeira etapa.

Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial do Atlético
SEGUNDO TEMPO: No retorno da segunda etapa, o time do FC Cascavel mudou. Sacou um volante e colocou um atacante para buscar a vitória. Enquanto que o escrete do Atlético voltou com a mesma equipe. Da mesma maneira que o time do Atlético iniciou, atacando. Novamente, Demethryus fez ótima jogada e o atacante Ederson quase surpreendeu o goleiro Vinicius. O lance motivou ainda mais a equipe, que passou a frequentar mais o campo de ataque.

Percebendo isso, a equipe rubro-negra passou forçar as jogadas com o meio campista. Mas o FC Cascavel persistiu e, principalmente, com Dinélson, o principal articulador. Foram pelo menos duas tentativas chances claras de gol. Na primeira Santos evitou, na segunda o zagueiro Emerson salvou a pátria. Com desgaste físico, Dinelson foi substituído. Em seu lugar entrou Raposa. A alteração deixou o time do FC Cascavel com mais presença de ataque. Porém, com dificuldades em finalizar.

Na reta final do embate, o FC Cascavel continuou a atacar a meta do arqueiro Santos. Mas os arremates não foram o suficiente para vencer o camisa 1 do time do Atlético. Aos 38’, em um dos ataques, Alef foi derrubado. Os jogadores do time da casa afirmaram que foram dentro da área e o árbitro deu falta fora da área. Muita reclamação. Na cobrança, Elivelton acertou a trave e quase empatou. A equipe do FC Cascavel não desistiu e persistiu. Mas sem sucesso, mesmo com quatro minutos de acréscimo.

PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Atlético irá desafiar o escrete do Foz do Iguaçu, que venceu fora de casa o time do União, no Estádio do ABC, por 1 a 0. Já o time do FC Cascavel irá jogar em casa diante o Londrina, que perdeu para o Coritiba no Estádio do Café de 3 a 0.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

FC Cascavel: 1 Vinícius; 2 Líbano, 3 Danilo, 4 Júnior Fell e 6 Elivelton; 5 Vinicius Hess (18 Oberdam), 7 Xaves, 8 Tocantins e 10 Dinélson (Raposa); 9 Afonso e 11 Weverton (19 Alef). Tec. Milton do Ó

ATLÉTICO: 1 Santos; 2 Cascardo, 3 Léo Pereira, 4 Emerson e 6 Renan Lodi; 5 Deivid, 8 Guilherme Rend (16 Pierre), 7 Demethryus e 10 João Pedro; 11 Yago (19 Felipe Dorta) e 9 Ederson (15 Nicolas). Tec. Tiago Nunes.

FICHA TÉCNICA – FC CASCAVEL 0 X 1 ATLÉTICO XXXXXXXXXXX

GOLS: Ederson aos 18’ do 1º tempo (Atlético)
CA: Afonso, Danilo e Oberdam (FC Cascavel) | Demethryus e Deivid (Atlético)
ÁRBITRO: Paulo Roberto Alves
ASSISTENTES: Jefferson Cleiton e Luis Paulo Galli
LOCAL: Estádio Municipal Arnaldo Busatto, em Cascavel.



Tecnologia do Blogger.