PROPAGANDA

Atlético faz atuação segura e vence o Coritiba por 1 a 0 no Couto Pereira

Foto: Miguel Locatelli/Assessoria Atlético Paranaense
No primeiro – e talvez, único – Atletiba de 2018, o time alternativo do Atlético demonstrou extrema maturidade técnica e tática, e venceu o Coritiba no Couto Pereira sem sofrer riscos. O único gol da partida saiu na bola parada de João Pedro, que encontrou a cabeça do artilheiro Ederson, que manteve a invencibilidade da equipe atleticana.

#PARANAENSE 2018
Por Yuri Casari

Pré-jogo: Coritiba e Atlético se encontraram no Couto Pereira em situações bem diferentes, mesmo que ambos os clubes não estejam priorizando o estadual. O Coxa segue utilizando a maioria de seus titulares, enquanto o Furacão usa uma equipe de “aspirantes”.  O Coritiba, apesar de invicto, ainda não havia vencido em casa e buscava a zona de classificação da Taça Dionísio Filho. O Atlético, sem derrotas, queria manter a liderança.

Primeiro tempo: O Atlético não se intimidou com o fato de estar jogando longe de seus domínios. Logo no primeiro minuto, a equipe acionou a velocidade de seus jogadores para finalizar pela primeira vez. Depois de um ataque mal sucedido, a bola sobrou para Renan Lodi que arriscou o chute, e a bola correu para a linha de fundo. Aos 4, novamente Renan Lodi apareceu, após atravessar quase todo o campo sem resistência e tentar o chute de fora da área, mas o lateral pegou mal na bola.

Aos 8, o Atlético seguiu na pressão. Em rápida jogada, Ederson tocou para Giovanny no meio, que devolveu e o camisa 9 atleticano bateu colocado para grande defesa de Wilson. No escanteio, Zé Ivaldo cabeceou para fora. O primeiro ataque de perigo alviverde aconteceu apenas aos 23 minutos. O Coritiba imprimiu velocidade pelo lado esquerdo, e após troca de passes, Guilherme Parede bateu muito forte, a bola bateu na rede pelo lado de fora, e arrancou o grito de gol de muitos torcedores. O Atlético respondeu de imediato com Deivid, que arrematou de longe e Wilson defendeu.

Na primeira etapa, o Coritiba atacou muito pouco e só conseguia chegar com qualidade, em jogadas pelo lado esquerdo, com Guilherme Parede e William Matheus. Mas a maioria dos lances era neutralizado pela defesa atleticana, especialmente pela boa atuação de Renan Lodi, no lado esquerdo, e de Zé Ivaldo, que não se limitou a ficar no lado direito e se multiplicou no campo defensivo.
Segundo tempo: Percebendo a saída de bola qualificada do time treinado por Tiago Nunes, Sandro Forner fez com que o Coritiba adiantasse muito a marcação. Essa ação funcionou nos primeiros minutos, e além de prender o Atlético em seu campo de defesa, ainda conseguiu induzir o erro. Aos 6 minutos, Zé Ivaldo acabou errando o passe e entregou a bola para Ruy, que serviu Parede, mas o atacante não pegou firme na bola e Santos fez defesa tranquila.

E no melhor momento do Coritiba no jogo, o Atlético encontrou o gol. Ederson conseguiu cavar falta próxima à área coxa-branca pelo lado direito de ataque. Na cobrança, aos 9 minutos, João Pedro bateu no segundo pau e Ederson cabeceou para as redes para a abertura do placar.

Após o gol, o Atlético reduziu a correria e encaixotou o meio campo coxa-branca, que apesar de conseguir triangular com velocidade em alguns momentos, não demonstrou repertório  para encarar uma defesa bem compactada. Mesmo tendo diminuído o ritmo, foi do Atlético as melhores chances. Aos 30, Demethryus bagunçou pelo lado direito e cruzou para Ederson, que arriscou um voleio, mas não pegou firme na bola e ela foi para fora. E aos 37, Ederson arriscou o chute de longe e a bola passou por cima da meta de Wilson. Nos minutos finais, o Coritiba tentou pressionar, sem sucesso, e mais uma vez saiu de sua própria casa sem os três pontos.
w
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA: 84. Wilson, 2. Cesar Benitez, 3. Thallison Kelven, 4. Romércio e 66. William Matheus; 5. Vitor Carvalho (37. Thiago Lopes), 8. Julio Rusch e 26. Ruy (27. Kady); 7. Iago Dias (70. Yan Sasse), 77. Guilherme Parede e 9. Alecsandro. T: Sandro Forner.

ATLÉTICO: 1. Santos, 2. Cascardo, 3. Zé Ivaldo, 4. Emerson e 6. Renan Lodi; 5. Deivid, 8. Bruno Guimarães, 7. Giovanny (18. Demethryus), 10. João Pedro e 11. Yago (19. Felipe Dorta); 9. Ederson (14. Léo Pereira). T: Tiago Nunes.

FICHA TÉCNICA – CORITIBA 0x1 ATLÉTICO XXXXXXXXXXXXXXX

GOL: Ederson, aos 9 do 2º tempo.
CA: Bruno Guimarães (CAP)
ÁRBITRO: Lucas Paulo Torezin.
ASSISTENTES: André Luiz Severo e Wesley Waldir Marmitt.
LOCAL: Estádio Municipal 14 de Dezembro, Toledo.
PÚBLICO: 13.184 pagantes.
RENDA: R$ 398 mil


CONFIRA O VT DRAP DA PARTIDA XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX






Tecnologia do Blogger.