PROPAGANDA

Operário vence Prudentópolis no primeiro duelo de 2018


O escrete do Prudentópolis enfrentou o Operário Ferroviário em Ponta Grossa na noite da última terça-feira (16), em duelo válido como jogo treino para preparação à temporada de 2018 das equipes. Atuando em casa, o fantasma conseguiu se sobrepor e conquistou a vitória com gols de Dione e Schumacher, mesmo com um jogo bastante truncado e sem grandes criações em campo.


#ACESSO 2018
Por @raylanemartins_

PRÉ-JOGO: O Prudentópolis chegou ao Germano Kruguer para o seu terceiro amistoso antes da estreia no Campeonato Paranaense de 2018. Dos dois anteriores, uma partida acabou empatada e a última, contra o Joinville de Santa Catarina, resultou em 2 a 1 para o Prude. Sob o comando do técnico Júlio Sergio, o escrete de Prudentópolis estreia no estadual no próximo domingo (21), contra o Coritiba. Já o time da casa venceu os dois últimos jogos treino e tem até 10 de fevereiro, quando estreia no na Divisão de Acesso do Paranaense, para investir em treinamentos. O Operário Ferroviário entrou em campo apresentando novas peças ao público e confiantes no bom trabalho do conjunto.

PRIMEIRO TEMPO: Os dois lados do confronto entraram em campo investindo em trabalho de bola, o que criou um embate bastante equilibrado no início. Apesar das tentativas, o Operário não conseguiu criar jogadas e passar a zaga adversária. Assim, aos 10’, o Prudentópolis teve sua primeira grande chance pelo lado esquerdo do campo, mas Simão defendeu. Pouco tempo depois, foi a vez do camisa 7 do OFEC, Lucas Batatinha, ameaçou em grande performance. Mas o atleta atrasou e não conseguiu a finalização.

Em seguida, uma cobrança de falta perigosa a favor do fantasma apresentou uma boa oportunidade de abrir o placar. Sem sucesso, a cobrança de Cleyton, cabeceada por Yuri, fez com que a bola passasse longe das redes. Aproveitando-se das falhas do mandante, o Prudentópolis começou a chegar mais vezes. Próximo aos 30 minutos de jogo, a bola assustou o gol alvinegro em dois lances. O camisa 10 do Prude, Safira, chegou a tentar uma bicicleta, mas o chute foi defendido com excelência pelo goleiro do Operário.

A partida tornou-se movimentada e os dois escretes tiveram espaços. Simão foi cobrado novamente quando, aos 30’, no bate e rebate, o jogador precisou defender uma bola de cabeça e um chute em cima da defesa, respectivamente. À essa altura, o Operário chegou a apresentar uma decaída. O time acabou ficando mais na defesa, e quando avançou, deixou a desejar no meio campo. Jean Carlo chegou pela direita com 37’ rodados e tentou abrir o placar, mas o goleiro adversário, Adilson, impediu a conclusão ao sair para a defesa. O Prude continuou tentando pressionar firme, mas não balançou as redes. A última tentativa de gol no primeiro tempo foi com Chicão, que tentou marcar à distância, mas não obteve êxito. Dessa forma, os primeiros 45’ terminaram em empate sem gols.


SEGUNDO TEMPO - Depois do intervalo, o Prudentópolis cresceu e apresentou avanço no rendimento em campo durante os primeiros momentos. Com marcação cerrada e intensa disputa de bola, as equipes procuraram o gol sem grandes surpresas na partida. O técnico do time visitante optou por substituir todo o time em campo pouco tempo após o início da segunda etapa, a fim de poupar os jogadores para o jogo do fim de semana, quando iniciam sua participação no campeonato Paranaense.

A primeira metade do segundo tempo trouxe aos torcedores um jogo truncado e com sequências de faltas agressivas, porém sem chances claras de gol. Depois de falta cometida em cima de Índio, o Operário teve sua primeira grande oportunidade nesta etapa em cobrança de falta, mas a zaga do Prude afastou. A partir de algumas substituições do técnico Gerson Gusmão, a equipe pareceu tomar as rédeas novamente e apresentar um ritmo de jogo mais intenso e ameaçador. Schumacher e Chicão tiveram boas oportunidades e quase marcaram, mas não concluíram em gol com sucesso. Com o Operário pressionando, o jogo concentrou-se no campo do adversário. O Prudentópolis viu-se envolvido pela marcação alvinegra.

O resultado para o Operário Ferroviário veio quando Gil Paraíba, na direita, tomou iniciativa, avançou e fez um belo cruzamento para Dione, que em chute certeiro marcou o primeiro gol da partida. No contra-ataque, o Prudentópolis assustou com uma bola na trave. Apenas 3’ depois, a bola sobra com Danilo Baia, que cruzou para Schumacher, autor do gol que ampliou o placar no Germano Kruguer para 2 a 0. No apagar das luzes, o Fantasma comandou as ações. Ainda apareceram tentativas de um terceiro gol, mas o apito do árbitro encerrou a partida nos dois gols de vantagem.


 OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: Simão, Danilo Baia, Yuri, Sosa, Raphael Soares (Peixoto), Chicão, Índio (Dione), Jean Carlo (Schumacher), Cleyton (Gil Paraíba), Robinho (Anderson Paraíba), Lucas Batatinha. TEC. Gerson Gusmão.

PRUDENTÓPOLIS: Adilson, Nei, Salazar, Alan Machado, Edu Pina, Fernando Gomes, Cícero (Vitor), Safira, Lucas Machado (Danilo), Robinho, Jeferson. TEC. Julio Cesar


Tecnologia do Blogger.