PROPAGANDA

[COPINHA SP] Nos pênaltis, Atlético vence o Guarani e avança na Copinha

Foto: Assessoria do Atlético-PR
Guarani e Atlético jogaram na tarde desta quinta-feira (11) no Estádio Claudio Rodante, em Fernandópolis, válido pela segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Jr. Com duas vezes atrás do placar, o escrete atleticano foi valente e conseguiu levar a decisão à disputa de pênaltis. Com a estrela do goleiro Gabriel e quatro cobranças convertidas, o Atlético-PR supera a campanha do ano passado e avança para à terceira-fase.

#COPINHA 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: Na última rodada da fase de grupos, a equipe do Atlético-PR perdeu para os donos da casa e ficou com a segunda colocação do grupo 2. Diferente do escrete paranaense, o Guarani da cidade de Campinas fechou a primeira fase com a liderança do Grupo 1, mas mesmo sem perder nenhuma, terminou com pontuação menor do que o escrete Rubro-Negro. Agora o sistema é diferente, é mata-mata.

PRIMEIRO TEMPO: Em um gramado encharcado e com várias poças d'água, a equipe do Guarani começou tímida. Mas com 3' de jogo encontrou uma brecha e no primeiro arremate inaugurou o placar em Fernandópolis. A origem do gol aconteceu pelo lado direito com ótima jogada de Luan e após cruzamento do meio campista, o goleiro Juliano não conseguiu evitar/tirar e a bola sobrou para o atacante Ronaldo que só empurrou para o fundo da rede. Depois do placar inaugurado, a equipe do Atlético passou a abrir o seu estilo de jogo e ficou com mais posse de bola, procurando o gol de empate. Mas por outro lado, a equipe de Campinas, encolhida, conseguiu travar as ações ofensivas, dificultando o escrete paranaense.

Com o passar do tempo, o embate passou a ficar preso no meio de campo. Até pela condição do gramado. Por isso, algumas faltas ocorreram neste período do jogo. Momento que ficou visível que o time paranaense teve a posse de bola, mas enfrentou muita dificuldade em furar o bloqueio/marcação do escrete de Campinas, que não deu sossego aos atacantes rubro-negro. Mas aos 24', o time do Atlético conseguiu assustar, com Julian, que recebeu na entrada da área. Mas o goleiro Carlão conseguiu evitar o gol de empate, antecipando.

Mas por outro lado, a equipe do Guarani também teve a oportunidade  de ampliar o placar em Fernandópolis, em jogada de contra-ataque pelo flanco esquerdo. Elias recebeu de Ronaldo, cortou para o meio e chutou firme. Mas o goleiro Juliano fez ótima defesa e na sequência a zaga do Atlético afastou para escanteio. Lance que relatou a tônica do jogo na metade do primeiro tempo. Nos minutos finais da etapa inicial, o jogo persistiu com a equipe paranaense procurando uma brecha, enquanto o time de Campinas aplicou forte marcação e ainda atacou com jogadas de contra-ataque, quase ampliando o placar em pelo menos duas vezes. Mas sem sucesso e o placar do primeiro tempo terminou com 1 a 0 para o Guarani.

Confira o primeiro gol do embate, anotado por Ronaldo Cruz da equipe do Guarani

SEGUNDO TEMPO: No retorno para a segunda etapa, o time paranaense teve duas mudanças. Saiu Julian e Marcelo, para a entrada de Bruno Leite e Thiago Souza. Já na equipe de Campinas, Abrão entrou no lugar Juninho. Com bola rolando, a equipe do Atlético já mudou o sistema de jogo e quase que no primeiro ataque rubro-negro com a chegada de Danilo, que recebeu dentro da área, girou e chutou. O arremate passou rente a trave aos 3'. Não deu outra, o troca-troca favoreceu a equipe paranaense, pois o passou a frequentar mais o campo de ataque nos primeiros minutos da etapa complementar.

Devido a isso, não demorou muito para a equipe do Atlético conseguir o empate. Após bate-rebate dentro da área, o árbitro Rodrigo Santos assinalou pênalti em Bruno Leite. Vitor Naum cobrou e converteu aos 14' do segundo tempo e empatou o placar no Estádio Claudio Rodante. Com o gol de empate, o confronto ficou mais aberto e mais rápido, com as duas equipes descendo em velocidade para a busca do gol de desempate. Mas quem teve o maior volume de posse de bola foi o time de Campinas, que após o gol sofrido arriscou com chutes de longa distância. Três deles assustaram o goleiro Juliano.

Aos 27', a equipe do Guarani conseguiu desempatar após cobrança de falta. No período em que as duas equipes estavam equilibradas. Em cobrança de falta no meio de campo, o atacante Elias deu um leve desvio e a bola ainda bateu na trave antes de entrar no fundo da rede. Depois do gol do Guarani, a equipe do Atlético foi em busca do empate. Não deu outra, o time de Campinas recuou e o time paranaense foi para o ataque. Devido a isso, Jáderson fez ótima jogada pelo flanco esquerdo e Vitor Naum se antecipou dos zagueiros e concluiu para anotar o segundo gol dele na tarde, aos 34'.

Vitor Naum empata em cobrança de pênalti, após falta em Bruno Leite

Nos minutos finais, a equipe do Atlético continuou o ritmo e procurou o gol de desempate. Enquanto que o time do Guarani apenas se defendeu. A parte física foi o principal diferencial para que a equipe do Atlético-PR tivesse esse volume de jogo na retal final da etapa complementar. Mas a equipe do Guarani levou um sustou aos 45', com o gol anulado, em que o atacante rubro-negro esteve impedido. Após este lance, a equipe paranaense não conseguiu tirar vantagem e o segundo tempo terminou empatado em 2 a 2. Com o empate, a disputa para garantira vaga foi nas penalidades.

Nas penalidades, a equipe do Atlético-PR venceu por 4 a 3 o time de Campinas. Thiago Souza, Vitor Emanuel, Bruno Leite e Vitor Naum anotaram pelo lado atleticano. No Guarani, Elias Wislem e Pablo marcaram. O goleiro Gabriel, que entrou apenas para disputa dos pênaltis, defendeu duas cobranças. A de Carlos Augusto e Ronaldo Cruz. Já o arqueiro do Bugre defendeu a de Járderson.

Vitor Naum converte a última cobrança da série e garante o time rubro-negro na próxima fase do certame

PRÓXIMA RODADA: O próximo adversário da equipe rubro-negra será o Criciúma, que venceu por 3 a 0 o Votuporanguense. Enquanto que o time do Guarani deu adeus ao certame.

FIQUE DE OLHO: O meia atacante Vitor Naum, que anotou os dois gols da equipe rubro negra, diante o Guarani, teve uma ótima apresentação nesta tarde. O camisa sete do Atlético-PR chamou a responsabilidade e com a sua versatilidade e chutes de longa distância foi um dos principais articuladores para a equipe de Curitiba sair com a vitória e garantir a vaga para a próxima fase do certame.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

GUARANI: 1 Carlão; 2 Wislem, 3 Bacco, 4 C. Augusto e 6 Anderson (17 Pablo); 5 Matheus (20 Leozinho), 8 Luan e 10 Juninho (28 Abrão); 11 Serafim (18 Davi), 19 Ronaldo e 9 Elias. Tec. Angelo

ATLÉTICO: 1 Juliano (12 Gabriel); 2 Léo, 3 Daniel, 4 Lucas Halter (15 Vitor Emanuel) e 6 João Victor; 5 Geovane (11 Jáderson), 8 Estefano, 7 Vitor Naum e 10 Julian (20 Bruno Leite); 9 Marcelo (19 Thiago Souza) e 18 Danilo (17 Christian). Tec. Marcão

FICHA TÉCNICA – GUARANI 2 X 2 ATLÉTICO XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Ronaldo aos 3’ do 1º tempo e Elias aos 27’ do 2º tempo (Guarani) e Vitor Naum aos 14’ e 34’ do 2º tempo (Atlético-PR)
CA: Matheus Serafim (Guarani) | Estafano (Atlético-PR)
LOCAL: Estádio Claudio Rodante - Fernandópolis
ÁRBITRO: Rodrigo Santos
ASSISTENTES: Marlon Spinola e Helio Antonio Salvia de Sá


Powered by Blogger.